.

RESENHA: REDE DE SUSSURROS

13 de novembro de 2019


REDE DE SUSSURROS
Autora: Chandler Baker

Editora: Intrínseca

Páginas
: 480 páginas
Resenha escrita por:
 Leonardo Santos


Há anos, Sloane, Ardie e Gracie trabalham juntas em uma empresa de roupas esportivas. As três sempre se ajudaram, passando por promoções empolgantes, reuniões intermináveis, casamento, maternidade, divórcio e os desafios impostos pela política no escritório. Elas também têm seus segredos e cada uma fez algo de que se arrepende.

Com a morte repentina do presidente da empresa, tudo indica que Ames, o chefe delas, será alçado à liderança da companhia. Ames é um homem complicado, que as três conhecem há muito tempo e que sempre esteve cercado por sussurros a respeito do tratamento que dispensa às subordinadas. Esses sussurros vinham sendo ignorados, varridos para debaixo do tapete e acobertados por aqueles que estão no poder.


Depois de descobrirem que Ames adotou uma conduta inaceitável em relação a uma nova funcionária, elas decidem falar. E essa decisão provoca uma mudança catastrófica no escritório. Mentiras serão reveladas. Segredos serão expostos. E nem todo mundo sobreviverá. Suas vidas — como mulheres, colegas, mães, esposas, amigas e até adversárias — estão prestes a mudar drasticamente.



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Minha resenha de hoje é de um livro que eu devorei em dois dias, sério, fiquei muito hipnotizado pela escrita de Chandler Baker em Rede de Sussurros, lançamento de outubro da Intrínseca! Enfim, você deve estar se perguntando, afinal, sobre o que se trata esse livro?




Adriana Valdez, Grace Stanton e Sloane Glover, são três mulheres que trabalham em uma respeitada empresa de advocacia. Considerada uma das maiores do país, Truviv se vê num período conturbado, já que seu atual CEO é encontrado morto em casa, vítima de um ataque cardíaco. Tal notícia não afeta tanto as três mulheres, não tanto quanto o rumor que se começa a espalhar no escritório de que Ames Garret, excecutivo da companhia e chefe de Sloane, é sugerido como novo CEO. 
"Um homem podia dizer que ia tirar o dia de folga para pescar com o filho, enquanto para uma mãe, em geral, era melhor esconder o garo de que tinha estendido a hora do almoço para levar a criança ao médico. Filhos transformavam os homens em heróis e as mulheres em funcionárias inferiores, se não fizéssemos tudo certo."
Os motivos para o desespero das três advogadas se dá pelo fato de saber que Ames Garret tem uma péssima conduta profissional, principalmente no que se diz com sua relação com as mulheres do ambiente corporativo. Ames chantageia, manipula, intimida e assedia as mulheres ao seu redor. 

Em meio a toda essa turbulência, uma nova funcionária entra no setor onde Sloane é diretora, o que causa o estranhamento de Sloane é o fato de  Katherine ter entrado em seu área de trabalho sem nenhuma notificação. Tudo se torna ainda mais suspeito quando Ames parece criar um interesse pouco profissional com a nova funcionária. Nesse impasse, Sloane se vê obrigada a tomar uma ação para impedir o que poderá ser um abuso, entretanto, como fazer sua voz ser ouvida? 


Pra começar, tinha ouvido falar e muito desse livro desde seu lançamento pelo Clube Intrínsecos, justamente por trazer um thriller inspirado no movimento #MeToo que ganhou notoriedade em 2018 ao denunciar mais de duzentos homens da industria pelos seus crimes de abuso sexual e moral em ambientes corporativos. Chandler Baker utiliza dessas histórias para criar toda a situação presente em Rede de Sussurros, e a autora faz isso muito bem. 

"Como sabíamos quando um comportamento era inapropriado? A gente simplesmente sabia.Qualquer mulher com mais de quatorze anos provavelmente sabia. Acredite ou não, não queríamos ser insultadas. Não ficávamos sentadas, torcendo os dedos e esperando que alguém aparecesse e nos insultasse para que tivéssemos o que fazer naquele dia"
Os elementos que compõem as três protagonistas desse livro são muito bem desenvolvidos por Baker. Tanto Ardie quando Grace e Sloane possuem histórias interessantes fora o âmbito empresarial, a partir daí conhecemos um pouco mais sobre suas vivências e suas características que fazem com que cada uma reaja a ameaça (que aqui seria o personagem de Ames Garret) de uma forma diferente. 

Já se tratando do antagonista, Ames me gerou repulsa logo nas primeiras páginas, seu comportamento (infelizmente) pode ser assimilado com muitos homens que estão no poder em ambientes corporativos, acredito que Baker o tenha descrito justamente de uma forma que sua figura fosse fácil de ser reconhecida em diferentes casos de assédio que encontramos na vida real e que são, muitas vezes, protegidos por outros membros da empresa ou pela posição de poder que detém. 

Além dessas questões primordiais, a autora consegue desenvolver sua narrativa de uma forma muito fluída e envolta de ganchos que prendem sua atenção e fazem você querer ler mais um capítulo antes de dormir. Isso porque a linha do tempo na narrativa é dividida em duas: temos os acontecimentos da trama principal acontecendo e uma série de transcrições de depoimentos oficiais dados pelos personagens a (que parece ser) a polícia. Isso porque alguém da firma morreu, entretanto, não sabemos quem é ou o porquê esses personagens estão sendo interrogados. 
" - Vocês sempre acham que o sistema quer foder as mulheres. -- Você é o sistema, Ames. - "
Essa forma de narrativa me lembrou muito a de Big Little Lies, inclusive a própria escrita de Chandler Baker evoca muito alguns traços da Liane Moriarty (autora de Big Little Lies e Nove Desconhecidos). Amo a escrita de Moriarty e foi bom ler um outro livro que prenda tanto quanto os dela. 

Além disso, os capítulos de Rede de Sussurros tem uma característica muito interessante, todos começam na primeira pessoa do plural, parece que a autora (ou até mesmo aquelas mulheres da trama) está (ou estão) falando com você. Pra mim essa foi a melhor sacada do livro, pois nessa parte mais digressiva é possível notar a crítica do livro de forma mais clara. 

Enfim, no geral Rede de Sussurros foi uma ÓTIMA narrativa com diversas reflexões que devem ser debatidas e discutidas em qualquer ambiente que seja! 
"Queríamos ser tratadas como homens no ambiente de trabalho pelo mesmo motivo que as pessoas têm Smartphone: porque isso facilita a nossa vida."

12 comentários:

  1. Caramba! Ler um livro desses precisa de estômago para muitas situações, que infelizmente sabemos que acontecem em grandes empresas... Eu gostei da iniciativa do autor de colocar isso de uma forma que conversa com os leitores e, mais ainda, de saber que graças a ele muitas denúncias foram feitas.

    Mundinho da Hanna | Instagram|Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a autora desse livro trás essas denúncias de forma bem explícita! É muito importante

      Excluir
  2. Eu adoro quando o livro vem em primeira pessoa. Já estou curiosa e espero ter oportunidade de ler um dia.

    ResponderExcluir
  3. Gente, que enredo bem bolado foi esse? Gostei bastante de conhecer a obra pelo seu ponto de vista! Essa trama possui uma crítica social e conteúdo super importante de ser exposto e abordado. Diferente do passado, hoje as mulheres são mais fortes juntas, uma dá a mão pra outra. Lembro de já ter visto esse livro antes, mas curti muito a maneira que você falou sobre ele. Ótimo que tenha lido em poucos dias e a escrita tenha te hipnotizado. Preciso ler esse livro. Meus parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa união é extremamente importante para que esses casos sejam erradicados de vez! Muito obrigado pela visita!

      Excluir
  4. Que enredo incrívelll, sua resenha despertou o meu desejo de ler tanto essa obra como intensificou o meu desejo de ler Big Little lies que já está na minha lista estou louca pra ler!

    Parabéns pelo seu trabalho

    Bjs Aruom Fênix

    Blog Leituras de Aruom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah que incrível, então espero que você tenha uma ótima experiência com esse livro <3

      Excluir
  5. Oi, tudo bem? O enredo desse livro é simplesmente incrível. Li algumas resenhas e fiquei bem curiosa. Me chamou atenção os temas abordados e os questionamentos que a história permite. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O enredo desse livro é muito atual e urgente de discussão, espero que goste da leitura

      Excluir
  6. Não acredito que eu ainda não tinha visto nada sobre esse livro. Adorei a sinopse e toda a trama. É uma situação bem pesada mas de extrema necessidade de abordagem.
    Com certeza vai pra minha lista, principalmente pela ligação com o movimento #metoo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah que incrível, então espero que você tenha uma ótima experiência com esse livro <3

      Excluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: SEMPRE EM FRENTE (SIMON SNOW #1)

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels