.

RESENHA: CHERRY - INOCÊNCIA PERDIDA

10 de maio de 2021





CHERRY: INOCÊNCIA PERDIDA 
Autor(a):  Nico Walker
Editora: DarkSide Books 

Páginas: 380
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Um relato explosivo e corajoso, com fortes contornos autobiográficos, Cherry: Inocência Perdida, romance de estreia de Nico Walker, expõe com crueza a violência da guerra, o ambiente nocivo da obsessão bélica dos EUA, a dependência das drogas e os rumos perigosos e autodestrutivos de um protagonista vívido como a realidade. Este não é um livro sobre redenção; é uma história sobre relacionamentos destrutivos, potenciais desperdiçados e oportunidades perdidas. Nico Walker tinha apenas 20 anos quando foi combater na Ocupação do Iraque (2003–2011). A experiência traumática deixou marcas emocionais profundas e, embora tenha tentado se readaptar à vida normal após voltar aos Estados Unidos, uma depressão acabou levando-o a buscar conforto nas drogas. Viciado em heroína e sem grana, ele assaltou dez bancos em quatro meses. Preso em 2011, recebeu uma sentença de onze anos. Um perfil de Walker no site BuzzFeed levou Matthew Johnson, dono de uma editora independente, a entrar em contato com o futuro escritor. Encorajado por Johnson a aproveitar o tempo de prisão para se dedicar à leitura e à escrita, Nico Walker concebeu Cherry, seu primeiro romance, enquanto cumpria a pena. Na obra, o autor combina temas diversos como as cicatrizes provocadas pela guerra, tão difíceis de curar, a angústia de viver com transtornos mentais não diagnosticados e como o vício por drogas pode encaminhar o usuário à completa solidão. Escrito de forma coloquial e realista, o livro nos convida a um mergulho profundo na mente do seu narrador irônico e mordaz. Acompanhamos suas percepções, angústias e temores de perto, como se testemunhássemos seus instantes mais íntimos de horror e êxtase. 

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Cherry: inocência perdida lançado pela DarkSide Books. O livro é de autoria de  Nico Walker.



RESENHA: MEU MUNDO VERSUS MARTA


MEU MUNDO VERSUS MARTA
Autor(a): Paulo Scott, Rafael Sica
Editora: Companhia das Letras

Páginas: 160
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Planeta Terra. Época e lugar desconhecidos. Esta é a história de um pacto de equilíbrio sutil. De um lado, os ameaçados, do outro, a ameaça ― da qual, apesar dos anos de convívio, das tentativas de maior aproximação, ainda pouco se sabe. Em um cenário de ritos intermináveis e sob a mediação de uma crescente desconfiança, o quadrinista Rafael Sica e o escritor Paulo Scott criam uma história de arquitetura extraordinária, de busca por tudo aquilo que há de humano em nós ― e colocam em cena o diálogo do qual depende a ordem, a suposta ordem, o concerto dos dias. Da paz. Da única paz. A mais terrível paz.


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Meu mundo versus Marta, lançado pela Companhia das Letras O livro é de autoria de Paulo Scott & Rafael Sica.



PRIMEIRAS IMPRESSÕES: LUA VERMELHA

8 de maio de 2021



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Minha leitura atual está sendo o primeiro volume da série Lua vermelha!, Bem, estou chegando na metade do livro e por isso eu vim compartilhar minha experiência de leitura até então!

RESENHA: A DIFERENÇA INVISÍVEL

6 de maio de 2021

A DIFERENÇA INVISÍVEL
Autor(a): Mademoiselle Caroline  & Julie Dachez
Editora: Nemo

Páginas: 192
Ano de publicação: 2017
Compre através deste link.

Marguerite tem 27 anos, e aparentemente nada a diferencia das outras pessoas. É bonita, vivaz e inteligente. Trabalha numa grande empresa e mora com o namorado. No entanto, ela é diferente. Marguerite se sente deslocada e luta todos os dias para manter as aparências. Sua rotina é sempre a mesma, e mudanças de hábito não são bem-vindas. Seu ambiente precisa ser um casulo. Ela se sente agredida pelos ruídos e pelo falatório incessante dos colegas. Cansada dessa situação, ela sai em busca de si mesma e descobre que tem um Transtorno do Espectro Autista – a síndrome de Asperger. Sua vida então se altera profundamente.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro A diferença invisível, lançado pela NemoO livro é de autoria de Mademoiselle Caroline  & Julie Dachez.



RESENHA: O MERGULHADOR

3 de maio de 2021

 




O MERGULHADOR
Autor(a):  Nuno Rebelo
Editora: Editora letramento

Páginas: 348
Ano de publicação: 2016
Compre através deste link.

O MERGULHADOR é o livro que da sequencia a Saga Chicote. O livro surpreende por seu conteúdo e encanta pela narrativa envolvente. O leitor é desafiado desde o início, quando a narrativa sai de uma cena contemplativa para o aparecimento de uma mulher morta na banheira de seu apartamento. A obra segue com a sua linguagem inovadora e reafirma o estilo próprio do autor. O leitor é apresentado a debates sociais, comportamentais e políticos, sempre conduzido pelo suspense que segue até o final do livro.Os assassinatos vão acontecendo e, mais uma vez, Grego e Romano tem a incumbência de desvendar o mistério. Como pano de fundo, a narrativa apresenta, de forma suave, um casal em lua-de-mel.O leitor terá cenas de ação, de ódio, de paixão, de crítica social, de tragédias pessoais, de reflexão e, especialmente, de suspense. O MERGULHADOR conta uma história intrigante e envolvente. O discurso de narrativa do autor faz com que o leitor perceba as cenas como se assistisse a um filme.O MERGULHADOR foi idealizado para tocar a todos, escrito de forma a provocar o debate e instigar reflexões. 
 
Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro O mergulhador lançado pela editora Letramento. O livro é de autoria de Nuno Rebelo.

RESENHA: O FUNDO É APENAS O COMEÇO

30 de abril de 2021





O FUNDO É APENAS O COMEÇO.
Autor(a):  Neal Shusterman
Editora: Valentina

Páginas: 272
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

CADEN BOSCH está a bordo de um navio que ruma ao ponto mais remoto da Terra: Challenger Deep, uma depressão marinha situada a sudoeste da Fossa das Marianas. CADEN BOSCH é um aluno brilhante do ensino médio, cujos amigos estão começando a notar seu comportamento estranho. CADEN BOSCH é designado o artista de plantão do navio, para documentar a viagem com desenhos. CADEN BOSCH finge entrar para a equipe de corrida da escola, mas na verdade passa os dias caminhando quilômetros, absorto em pensamentos. CADEN BOSCH está dividido entre sua lealdade ao capitão e a tentação de se amotinar. CADEN BOSCH está dilacerado. Cativante e poderoso, O fundo é apenas o começo é um romance que permanece muito além da última página, um pungente tour de force de um dos mais admirados autores contemporâneos da ficção jovem adulta

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro O fundo é apenas o começo lançado pela Valentina. O livro é de autoria de  Neal Shusterman.




RESENHA: A FAMÍLIA MANDIBLE

29 de abril de 2021




A FAMÍLIA MANDIBLE
Autor(a):  Lionel Shriver
Editora: Intrínseca

Páginas: 148
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Em um futuro próximo e devastador, quatro gerações de uma família norte-americana outrora próspera sofrem as consequências de crises globais assustadoramente reais. Uma guerra fria de escala mundial reestrutura a ordem socioeconômica do planeta, criando novos eixos de poder. A União Europeia se desfaz, a China enfim é alçada ao posto de maior potência global e o longo período de prosperidade dos Estados Unidos chega ao fim. Da noite para o dia, o dólar despenca e, além do valor, perde também seu prestígio: uma nova moeda internacional, o bancor, chega para substituí-lo. Florence Mandible sofre as consequências desse cenário como uma típica representante da classe média. Uma cabeça de repolho passa a custar 20 dólares, o racionamento de água torna-se padrão e o ritual matinal já não inclui mais café – a mudança climática arruinou as safras – nem jornais, já que todos deixaram de existir. Sem escolha a não ser acolher os familiares sob seu teto – parentes que, assim como ela, dependem da herança do saudável patriarca da família, Douglas Mandible, de 97 anos –, Florence logo se torna responsável pela administração de um ecossistema familiar muito frágil, suscetível às mais dramáticas pulsões da natureza humana – como furto, alcoolismo e abandono de incapazes. Em A família Mandible: 2029 – 2047, Shriver narra os percalços de um típico clã norte-americano moderno e, como a guia experiente de um safári humano, conduz o leitor por detalhes muito íntimos da psique de seus personagens. Ambientada em um futuro que já se vê dobrando a esquina, a saga dos Mandible é o retrato de um apocalipse menos catastrófico, mas igualmente perturbador: a completa ruína financeira.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro A família Mandible lançado pela Intrínseca O livro é de autoria de  Lionel Shriver.



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: CHERRY - INOCÊNCIA PERDIDA

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels