.

RESENHA: GOODFELLAS - OS BONS COMPANHEIROS

28 de outubro de 2020

GOODFELLAS: OS BONS COMPANHEIROS
Autor(a): Nicholas Pileggi
Editora: DarkSide Books
Páginas: 272
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.

O íntimo relato do mundo repleto de riscos do que alguns chamam de Máfia. Assim é Os Bons Companheiros, livro de não ficção escrito por Nicholas Pileggi, publicado originalmente em 1985, e base para o clássico filme dirigido por Martin Scorsese em 1990. Nele, acompanhamos a história de Henry Hill, nascido no Brooklyn, em Nova York, com mãe de origem siciliana e pai de descendência irlandesa, que já aos doze anos passa a integrar uma gangue de mafiosos da vizinhança como garoto de recados. Pileggi reconstrói a vida e trajetória de Hill com o bando controlado pela família Lucchese ― considerada a mais poderosa das cinco famílias mafiosas originais da cidade ― em detalhes fascinantes e brutais, em uma narrativa permeada de violência, loucuras, golpes e seu conhecido código de honra. O protagonista esteve envolvido no dia a dia da família mafiosa por quase três décadas, até 1980, quando foi preso sob acusação de tráfico de drogas. Com o risco de encarar uma longa prisão, sem falar na possível execução por seus ex-chefes, Hill entrou para o Programa Federal de Proteção à Testemunha, delatou seus antigos colegas e ajudou a enviar dezenas de pessoas para a prisão. Aproximou-se então do jornalista Nicholas Pileggi, conhecido pelo trabalho de três décadas cobrindo o mundo do crime organizado e da Máfia, para relatar a sua história. “Um ano após a prisão de Henry Hill, fui procurado por seu advogado, que disse que Hill queria alguém para contar sua história. Àquela altura eu já havia escrito sobre figuras de destaque do crime organizado ao longo da maior parte da minha carreira de jornalista e desenvolvido um enorme tédio com os delírios egoicos de bandidos analfabetos travestidos de generosos ‘Poderosos Chefões’. 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Goodfellas: os bons companheiros,  lançado pela editora DarkSide Books. O livro é de autoria de Nicholas Pileggi.


"Aos doze anos de idade minha ambição era ser um gângster. ser mafioso. Para mim, ser um mafioso era melhor do que ser presidente dos Estados Unidos. Significava ter poder entre as pessoas que não gozavam de poder algum. Significava ter regalias em meio a uma vizinhança operária que não tinha quaisquer privilégios. Ser mafioso era ser dono do mundo. Eu sonhava em ser mafioso da mesma forma como os outros garotos sonhavam ser médicos, artistas de cinema, bombeiros ou jogadores de futebol americano."

Henry Hill conheceu o poder e a influência que a máfia exerce desde muito cedo. Nascido no bairro Brooklyn, em Nova York, o rapaz de descendência siciliana foi contratado primeiramente para trabalhar no ponto de táxi da família Lucchese. Suas funções eram básicas, entretanto Henry era ambicioso e muito espero, isso despertou os olhares dos membros da família, principalmente Paul “Paulie” Vario, que "adota" o garoto para cumprir diversas atividades designadas pelos chefes da família. 





Com isso Henry cresceu cercado pela máfia Lucchese, após entrar e sair do exército (após cumprir uma pena por roubar o veículo de um oficial), o homem agora de 21 anos volta a trabalhar com a família e cometer diversas atrocidades que serão narradas pela figura em si, nessa narrativa compilada pelo autor Nicholas Pileggi. 

É bom avisar que este não é um livro ficcional. A história narrada é bem verídica e muito dela é narrada pelo próprio Henry Hill. De começo ele narra como utilizava sua inteligência para aplicar golpes e bolar esquemas de jogos de azar, conforme a narrativa evolui esses esquemas perdem palco para operações de tráfico de drogas e até mesmo um maiores roubos da história. 

Por se tratar de um livro de não-ficção, meu maior medo era da narrativa ser cansativa e enrolada. Por sorte isso não acontece! Acredito que um dos grandes fatores que influenciaram na fluidez do livro seja o fato da maioria dele ser narrado pelo próprio Henry, seu modo de contar a história é interessante e acabou me fisgando para continuar a leitura. 


O trabalho do autor e jornalista Nicholas Pileggi é bem apurado e preciso. Pra conseguir fazer com que uma história dessas seja coerente e fácil de ser lida necessita trabalho duro! Acredito que ele tenha conseguido fazer tudo isso com êxito, visto que atraiu os olhares de um dos maiores diretores do cinema contemporâneo: Martin Scorsese.

Sim, meus amigos! Aquele clássico da máfia "Os bons companheiros" foi inspirado na vida de Henry Hill, Scorsese leu este livro que você está lendo a resenha agora e acabou por dirigir o longa que tem como protagonistas Ray Liotta, Robert De Niro e por aí vai! 


Pra quem tiver mais curiosidade de conhecer um pouco sobre a história da máfia no estado de Nova York, indico fortemente a leitura deste livro! E pra completar já corre pra assistir o filme também, pois é isso o que eu vou fazer agora! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

CLIQUE E PARTICIPE!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: NOVO MUNDO EM CHAMAS

parcerias

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels