.

RESENHA: MEU QUERIDO ABISMO

25 de dezembro de 2020


MEU QUERIDO ABISMO
Autor(a): Raphael Gancz & Mariana Coa
Editora: Darkside Books (Caveirinha)

Páginas: 80
Ano de publicação: 2020
Compre o exemplar clicando aqui

A imensidão do mar e da nossa mente são dois universos amplamente desconhecidos. Três quartos do planeta Terra estão cobertos de água, mas conhecemos apenas uma ínfima quantidade do que existe nele. Até o início deste século, o homem havia identificado cerca de 230 mil espécies marinhas. A estimativa, porém, é que o número real de espécies que habitam o universo marinho ultrapasse um milhão. Assim como nos oceanos, a nossa mente ainda não foi mapeada e explorada no seu limite. Não sabemos todo o potencial criativo que existe dentro de cada um de nós. O que mais pode haver no mar? O que pode haver dentro de cada um de nós?, é o que perguntam Raphael Gancz e Mariana Coan nesta belíssima e poética obra dedicada às pequenas e aos pequenos leitores. Meu Querido Abismo parte dessa curiosidade que todos temos ao mergulhar na imensidão do oceano ou dos compartimentos secretos escondidos em nossa mente. Uma jornada que nos estimula a descobrir o novo, e nos aproxima da magia e do mistério diante da vida. 

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Meu querido abismo de autoria de Raphael Gancz & Mariana Coa, publicado pela DarkSide Books.




Um livro que transborda em um oceano de ideias. Minha leitura de "Meu querido abismo" começou de forma despretensiosa, com um esquema de cores bem monocromáticos e uma leitura rápida e ágil (já que temos apenas uma frase por página), mergulhei nesse livro e a experiência foi, no mínimo, incrível.

Utilizando-se do mar para criar diversas metáforas e reflexões, os autores desse livro criaram uma verdadeira experiência de imersão nessa leitura! Afinal, assim como o mar, nossa mente também é um lugar bem vasto! 


Não conhecemos todos os cantos de nossa mente, os potenciais e os perigos que esses cantos guardam (assim como no oceano), um exercício que o livro nos provoca é em pensar como trabalhamos nossa criatividade e como associar ela com a nossa imaginação. 

Afinal, você costuma ficar mais na superfície ou costuma mergulhar? Essa pergunta pode ser aplicada em inúmeros cenários e inúmeras situações da nossa vida, e é apenas uma das propostas desse livro extremamente sensível e poético. 

O que mais pode haver no mar? O que pode haver dentro de cada um de nós?, é o que perguntam Raphael Gancz e Mariana Coan nesta belíssima e poética obra dedicada às pequenas e aos pequenos leitores. Meu Querido Abismo parte dessa curiosidade que todos temos ao mergulhar na imensidão do oceano ou dos compartimentos secretos escondidos em nossa mente. Uma jornada que nos estimula a descobrir o novo, e nos aproxima da magia e do mistério diante da vida. Trecho retirado do DarkBlog

Com relação a edição, a DarkSide, todos os elogios são poucos. É difícil uma editora grande apostar nesse tipo de literatura e eles acertaram em cheio em trazer uma história como essa para o público em geral! Quem tiver a oportunidade, peço que  mergulhem nessa história.

  

Um comentário:

  1. Fico olhando essa lindeza de livro e pensando no quanto a DarkSide arrasa em suas obras! Uma edição mais linda que a outra.
    E esse livro, mesmo parecendo algo tão simples, parece trazer tantas lições importantes!!!
    Espero sim, poder ler ele em breve!!!
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: CHERRY - INOCÊNCIA PERDIDA

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels