.

RESENHA: A CANÇÃO DE AQUILES

4 de agosto de 2021

A CANÇÃO DE AQUILES
Autor(a):  Madeline Miller
Editora: Minotauro 

Páginas: 336
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Grécia Antiga, o lar de deuses e reis. Pátroclo, um jovem e tímido príncipe, acaba exilado no reino de Fítia, após um acontecimento trágico. Em seu novo lar, longe de tudo o que conhecia, ele encontra Aquiles – filho do rei e da deusa Tétis. Aquiles é tudo o que Pátroclo não é: extraordinário em todos os sentidos, belo e com um futuro brilhante já delimitado por uma profecia. Mesmo com essas diferenças, eles desenvolvem uma conexão profunda e se tornam inseparáveis. Durante anos, passam a vida assim, lado a lado, crescendo juntos. E, quando se tornam jovens adultos, esse relacionamento muda para algo ainda mais intenso. A vida idílica que levam é interrompida quando surge a notícia de que Helena de Esparta foi raptada e que os homens gregos devem partir imediatamente para Troia a fim de libertá-la. Aquiles vê nessa guerra a oportunidade perfeita para enfim cumprir seu destino heroico e decide deixar para trás a corte e seguir para a batalha. Pátroclo, movido pelo amor que sente por Aquiles, o acompanha. No entanto, mal sabem eles que, além de glória e amor, o destino também tem reservado uma grande dose de sacrifícios. Baseada na Ilíada de Homero, A canção de Aquiles já encantou centenas de milhares de leitores ao redor do mundo. É uma história sobre o poder do amor e a força do destino, mas também das grandes batalhas entre deuses e reis, de paz e glória, de fama eterna e dos segredos do coração humano.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro A canção de Aquiles lançado pela editora Minotauro. O livro é de autoria de Madeline Miller, tem tradução de Gilson César Cardoso. A resenha foi escrita por Leonardo Santos.



Após ser exilado para o reino de Fítia, o jovem Pátroclo torna-se um desconhecido. Outrora príncipe, Pátroclo viveu em um mundo de expectativas criadas por seu pai, na esperança de que o rapaz pudesse se tornar um grande guerreiro e governante, o garoto no entanto pouco correspondia a essa expectativa: de expressões miúdas e comportamento tímido, Pátroclo fica admirado ao conhecer Aquiles. 

Destinado a grandes coisas, Aquiles é a figura heróica da qual o pai de Pátroclo sempre quis que seu filho fosse: hábil, forte e com habilidades atléticas invejáveis, o ex príncipe se vê criando uma relação cada vez mais forte com o semideus Aquiles. 

Mesmo com o destino sendo grandioso demais conforme uma guerra se aproxima, Pátroclo e Aquiles percebem que a profecia muito tempo dita a respeito de Aquiles parece estar perto de ser realizada. Após o rapto de Helena para a cidade de Troia, alianças são formadas para resgatá-la, Aquiles é coagido a se integrar aos exércitos e Pátroclo o segue na tentativa de proteger seu amor de um destino trágico que parece ser cada vez mais inevitável. 

Emocionante. É até difícil escrever uma resenha a respeito de um livro que mexeu tanto comigo. "A canção de Aquiles" é um daqueles livros que toca a essência do amor, da amizade e dos laços que construímos durante nossa vida. Já li tantas críticas positivas a respeito desse livro que meu hype por ele estava gigante, e posso dizer que ele correspondeu a todas as minhas expectativas - e até me suRpreendeu em alguns outros pontos. 


Pra começar, preciso enaltecer o trabalho da autora Madeline Miller na pesquisa e atenção ao conteúdo histórico posto na história. Para quem não sabe "A canção de Aquiles" é uma releitura de "Ilíada", o clássico escrito por Homero a milênios! Nele, temos a trajetória de tantas figuras históricas durante o cerco a Tróia para o resgate da rainha Helena de Esparta. 

Entre seus versos, Homero narra a história do guerreiro e semideus Aquiles e de seu fiel companheiro Pátroclo, e em sua releitura Miller coloca Pátroclo e sua relação com o semideus como protagonista, e tudo nessa narrativa soa como poesia. 

Além da história contar com vários dos personagens principais da obra de Homero (como Agamêmnon, Odisseu, Ulisses, Quiron e muitos outros), o modo como a autora tece seus capítulos é apaixonante, poético, trágico e épico. Não tenho melhores palavras para definir essa escrita. 


Um outro ponto extremamente positivo é a forma como Miller constrói a relação dos dois, sério, é uma das coisas mais lindas, orgânicas e bem construídas que eu já li. Muito é dito naquilo que não é enunciado e a autora toma muito cuidado com isso, em demonstrar um sentimento através do olhar, do toque, de uma ação não finalizada... Esses momentos surpreendem o leitor atento e faz com que ele ou ela se apaixone ainda mais pela obra. 

Quer conhecer um clássico de uma forma completamente fluída e contemporânea? "A canção de Aquiles" é uma ótima pedida. A tragédia está presente de uma forma incrível, bem trabalhada no dramático e em todos os elementos que constituem a narração de uma história grega. O final me despedaçou e ao mesmo tempo acalentou meu coração, impossível não tirar algumas lágrimas do leitor ou leitora que estiver lendo. 

Bom, esse livro já virou um dos meus preferidos da vida, digo isso sem medo e indico muito você a ler também! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: OS ASSASSINATOS NA RUA MORGUE E OUTROS CONTOS

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels