16 de outubro de 2022

RESENHA: ADMIRÁVEL MUNDO NOVO

 


ADMIRÁVEL MUNDO NOVO
Autor(a):  Aldous Leonard Huxley 
Editora: Biblioteca Azul 

Páginas: 312
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

Um clássico moderno, o romance distópico de Aldous Huxley é incontornável para quem procura um dos exemplos mais marcantes da tematização de estados autoritários, ao lado de 1984, de George Orwell. Ele mostra uma sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos, na qual a mera menção das antiquadas palavras “pai” e “mãe” produzem repugnância. Um mundo de pessoas programadas em laboratório, e adestradas para cumprir seu papel numa sociedade de castas biologicamente definidas já no nascimento. Um mundo no qual a literatura, a música e o cinema só têm a função de solidificar o espírito de conformismo. Um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série, a uniformidade, e que idolatra Henry Ford. Essa é a visão desenvolvida no clarividente romance Huxley. Ao lado de 1984, que criticava acidamente os governos totalitários de esquerda e de direita, o terror do stalinismo e a barbárie do nazifascismo, em Huxley o objeto é a sociedade capitalista, industrial e tecnológica, na qual a racionalidade se tornou a nova religião, a ciência é o novo ídolo, um mundo no qual a experiência do sujeito não parece mais fazer nenhum sentido, e no qual a obra de Shakespeare adquire tons revolucionários. Entretanto, o moderno clássico de Huxley não é um mero exercício de futurismo ou de ficção científica. Trata-se, o que é mais grave, de um olhar agudo acerca das potencialidades autoritárias do próprio mundo em que vivemos. Como um alerta de que, ao não se preservarem os valores da civilização humanista, o que nos aguarda não é o róseo paraíso iluminista da liberdade, mas os grilhões de um admirável mundo novo.



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Admirável Mundo Novo lançado pela editora Biblioteca Azul. O livro é de autoria de Aldous Leonard Huxley e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


Escrito em 1932, "Admirável Mundo Novo" se configura como uma das obras mais importantes de ficção-científica ao lado de livros como "A Fundação", "1984" entre outros. O motivo? Bom, era isso que eu queria descobrir ao começar a leitura. 

Mas primeiro vamos a história. Em um futuro remoto, somos introduzidos ao sistema de funcionamento da Central de Incubação, localizada em uma Londres futurística. Esse centro é responsável por gerar milhares de seres humanos por dia, tudo isso de forma artificial. 



Esses seres humanos já nascem dentro do sistema de castas, que é vigente nesse cenário tão assolador. O motivo de estabelecer essas castas é para criar pessoas que sejam aptas a designarem determinada função com exímio, aprendendo sobre ela (e seu lugar na sociedade) desde criança. 

Os que não vivem nesse sistema são intitulados "selvagens", e isso atraí Bernard, um homem considerado disfuncional na sociedade em que vive.  Todavia, essa viagem irá alterar a percepção de Bernard a respeito de toda sua realidade e do mundo que vive, principalmente após conhecer Linda. 



Vamos lá... A história já começa nos apresentando um monte de informações a respeito daquela nova sociedade, isso pode causar um estranhamento inicial ao leitor (eu me senti assim), mas conforme a leitura avança esses termos e práticas vão ficando mais fáceis de serem compreendidos dentro da história. 

A narrativa de Aldous realmente foi inovadora. Se em 2021, lendo esse livro, ainda consideramos distópico... Imagina em 1934? Muitas das reflexões tragas pelo autor são extremamente atuais e em muito dialogam com outros livros do mesmo gênero que são lançados atualmente, principalmente no que se diz a reprodução artificial. 



Recomendo fazer essa leitura com a ideia de que o livro foi escrito há quase um século atrás, portanto precisa ser lido através de uma lente. Sua escrita por soar um tanto enfadonha para alguns e pouco surpreendente para outros... Mas o importante é fazer uma leitura compreensiva e ver o quanto este "mundo novo" influenciou a literatura contemporânea! 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: RAZÃO E SENSIBILIDADE

  Organizadores:   Jane Austen Editora: Faro Editorial Páginas: 288 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. Considerado...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!