.

RESENHA: ADA OU ARDOR

11 de novembro de 2021

 

ADA OU ARDOR
Autor(a):  Vladimir Nabokov
Editora: Alfaguara

Páginas: 696
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Ada ou ardor reconta a duradoura relação de amor entre dois primos, Ada e Van, desde o primeiro encontro na Mansão de Ardis, em uma “América de sonho”, e ao longo de oitenta anos de arrebatamento, viagens através de continentes, separações e recomeços. Ao narrar essa história trágica e idílica, Nabokov reinventa a própria vida. Não estamos mais na Terra, mas na Antiterra, uma espécie de espelho distorcido de nossa realidade. No mundo nabokoviano, entre outras coisas, fala-se russo nos Estados Unidos, e os telefones são movidos a água, depois de o uso da eletricidade ter sido proibido. Nessa realidade recriada, Nabokov mescla uma série de referências e estilos para narrar uma história de amor interdita, emocional, que foge a todos os padrões convencionais.



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Ada ou ardor lançado pela editora Alfaguara, selo da Companhia das Letras. O livro é de autoria de Vladimir Nabokov.



Uma narrativa trucada e muito complexa. Desde quando peguei esse título, sabia que ia demorar para finalizá-lo. Ada ou ardor é um dos maiores romances escritos pelo Vladimir Nabokov, tanto em termos de página quando na narrativa. Além de extenso, sua história envolve tantos personagens e situações que fica difícil acompanhar caso você faça uma leitura desatenta. 

Talvez seja por isso que eu demorei tanto para ler essa história, e o resultado não me agradou muito, mas vamos lá: O mundo estabelecido por Nabokov não é o mesmo que o nosso, aqui estamos na Antiterra, um lugar que se assemelha muito ao conceito de realidade paralela da nossa vivência, onde pequenos detalhes divergem daquilo que conhecemos. 



Em uma américa do norte que tem russo e francês como principais línguas, a separação continental parece não ter ocorrido igual a nossa realidade, fazendo assim com que a comunicação e escambo cultural entre as nações sejam muito mais recorrentes, além disso  quaisquer recursos eletrônicos foram banidos da sociedade, o local no mínimo inusitado faz parte do mundo de Ada e Van, um casal que toma o protagonismo logo nas primeiras páginas. 


O romance deles, no entanto, é estranho. Isso porque os dois são da mesma família, uma casa tradicional que manteve muito poder nos séculos anteriores. Até então eles acreditam que sejam primos. O livro então trás a narrativa de quase cem anos, acompanhando esses e inúmeros outros personagens em suas aventuras individuais. 



Conforme disse antes, a narrativa é cansativa e, sinceramente, achei pouco encorajadora. Realmente a construção de mundo da Antiterra é fantástica, amei ver como os dispositivos de comunicação funcionam através do mecanismo aquático que os coloca em prática, mas muitas vezes fiquei confuso com relação a árvore genealógica e a própria motivação dos personagens. 

Com relação a um ponto positivo, a obra é repleta de referências a clássicos da literatura, disso eu pude me deliciar por reconhecer algumas escondidas nas entrelinhas do texto. Ademais eu sinceramente creio que este não seja um livro para consumir no momento.

Por ser meu primeiro contato com o autor, talvez tenha me precipitado em ir logo para o seu trabalho mais 'épico', talvez tenha sido pretensão minha... Mas de qualquer forma eu reconheci o valor da obra e, por hora, coloquei o exemplar na estante para tentar fazer uma releitura melhor no futuro (e quem sabe ter uma nova opinião a respeito do livro). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: CIRCE

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels