.

RESENHA: CARRIE

12 de junho de 2022

 


CARRIE, A ESTRANHA
Autor(a):  Stephen King 
Editora: Suma

Páginas: 270
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

Carrie White é uma adolescente tímida, solitária e oprimida pela mãe, cristã ferrenha que vê pecado em tudo. A rotina na escola não alivia o dia a dia em casa. Para os colegas e professores, ela é estranha, não se encaixa e, por consequência, é alvo constante de bullying. O que ninguém sabe ainda é que, por trás da aparência frágil e indefesa, Carrie esconde um enorme poder: ela consegue mover objetos com a mente. Trancar portas. Derrubar velas. Dom ou maldição, isso mudará para sempre o destino das pessoas que algum dia lhe fizeram mal.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro  Carrie, a Estranha lançado pela editora Suma. O livro é de autoria de Stephen King e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Com certeza a história de "Carrie, a Estranha" é uma das mais famosas da literatura contemporânea. Responsável pela estreia de Stephen King no cenário literário, na história acompanhamos a personagem que cujo livro leva o título em sua oprimida adolescência em uma pequena cidade nos Estados Unidos. 

De origem cristã, Carrie sofre muita repressão pela sua mãe extremamente conservadora, cega por conta da religião, tudo para a mãe de Carrie é motivo de pecado e penitência, o que deixa a garota com a psique instável. Além disso, sua vivência na escola não é fácil, já que Carrie costuma ser vítima de bullying dos outros estudantes. 

Os professores e demais autoridades que deveriam inibir esse tipo de comportamento simplesmente ignoram o fato, designando que as coisas acontecem daquela maneira porque Carrie é estranha demais, e talvez com esse sofrimento ela aprenda a ser "normal". O que ninguém sabe (nem sua própria mãe) é que Carrie é, de fato, peculiar em uma coisa: ela possui um poder sobrenatural de mover coisas com a mente. 

A partir disso, acho que todos já conhecem a famosa cena do baile de formatura. Bem, Carrie já ganhou três adaptações pro cinema e muitas referências em toda a cultura pop no decorrer dos anos, e finalmente eu consegui ler o livro de Stephen King... Mesmo depois de todo esse tempo, a leitura de "Carrie" continua fresca e impressionante. 

Por mais que a história já seja caricata, acredito que o que mais me surpreendeu durante a leitura foi o forma como ela foi escrita! Através de capítulos que não são nada mais nada menos que relatos, fragmentos de bilhetes em diários, cartas... Tudo isso causa um realismo nefasto na história, que realmente tem muito de sua base apoiado no que realmente acontece. 

O bullying é uma prática que infelizmente é muito recorrente nas escolas até hoje! Então imagina na época em que Carrie foi escrito? Além disso, King trabalha com o radicalismo religioso através da personagem Margaret (mãe de Carrie), e é impressionante ver como o autor faz isso com maestria!

Essa edição da  Bilioteca King está impecável, está sendo meu sonho colecionar essa série especial publicada pela editora Suma! Quem sabe no futuro eu mostro ela aqui completinha? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: DESENHOS OCULTOS

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels