.

AS MÁGOAS QUE MAGOAM

5 de julho de 2022



AS MÁGOAS QUE MAGOAM
Autor(a):  Amilton Conté
Editora: Chiado Editorial

Páginas: 55
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

As mágoas magoam… Quando estão acordar Aquilo que vive adormecido, as tristezas passada. Eu gostaria de poder agradecer essa santa perdida que veio do limbo sangrento a procura de dar…


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro As mágoas que magoam lançado pela editora Chiado. O livro é de autoria de Amilton Conté.


"As mágoas que magoam" traz uma compilação de poesias do autor Amilton Conté Poesias sensíveis que despertam em quem está lendo o poder da palavra escrita e da vivência do autor a cada verso que irradia uma lírica pura e poderosa! 

Não sou muito acostumado a ler poesia, tive grande dificuldade em gostar do gênero durante o ensino médio de seus estudos, mas na faculdade eu comecei a desbravar mais deste muito tão alheio ao que conhecemos como prosa e aos poucos eu fui me apaixonado pelos diferentes estilos de escritas de diversos autores e autoras!

"O tempo passa, as pessoas mudam o hábito
Como a natureza que troca do belo aspeto
O planeta mantém o seu timbre de costume"

Esse é o meu primeiro contato com a escrita de Conté, pouco conhecia a respeito de seu trabalho e por isso foi uma surpresa enorme eu passei a ler alguns de seus poemas e a me surpreender com o quanto eu me identificava com o sentimento que é exaltado em alguns deles. 

Reflexões a respeito do tempo, da morte, da vida e daquilo que nos fere (fisicamente e psicologicamente) são tratados com maestria pelo autor, talvez pelo fato de termos passado por uma quarentena devido ao COVID-19, esse sentimento de solidão e reflexão a respeito da própria morte se tornou mais frequente para mim, e ler isso nos versos bem construídos do autor me deu uma nova percepção a respeito de sua obra. 

"Não sou aquele que tirou a vista de Polifemo
Nem aquele que o mundo inveja e deseja
Sou aquele que passa, mas ninguém o veja
Aquele que vive cevando do psicossomatismo"

Além disso o autor evoca alguns outros temas, como a xenofobia, o preconceito, as desilusões amorosas que acabamos por sofrer hora ou outra na nossa vida... Tudo isso se encaixa no corpo desse livro, que pode ser pequeno, mas gera enorme quantidade de análise e reflexão. 

"Triste a vida dum probre imigrante e dum nacional
Que dum contrato conformismo acaba em morte 
No receio do desemprego para o emprego decente 
Que sepulta as esperanças em formação 
profissional"

Aconselho a quem for ler que se aventure de cabeça! Eu li aos poucos, lendo uma poesia ou outra e deixando meu inconsciente absorver as palavras (que podem ferir ou curar), indico especialmente para quem quer ler poesia mas não sabe de qual ponto partir! 







Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: DESENHOS OCULTOS

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels