.

RESENHA: CONFISSÕES DE UMA MÁSCARA

1 de setembro de 2022

 


CONFISSÕES DE UMA MÁSCARA 
Autor(a):  Yukio Mishima
Editora: Companhia das Letras 

Páginas: 255
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.

Koo-chan vive um momento de conflito interior no Japão do entreguerras. No começo da adolescência, tem fantasias que combinam impulso sexual e violência sadomasoquista, desejo e morbidez. O rapaz chega a imaginar um "teatro da morte", em que jovens lutadores se enfrentariam como gladiadores, exclusivamente para êxtase do próprio Koo-chan. À medida que avança na adolescência - e a Segunda Guerra Mundial se desenrola -, o rapaz tenta se interessar por mulheres, entre as quais Omi e Sonoko. Por detrás da máscara de "normalidade", porém, ele sabe que sua orientação sexual não corresponde aos padrões convencionais. O protagonista empreende, aos poucos, uma viagem interior de descoberta e construção da própria identidade. Confissões de uma máscara (1949) é um dos livros mais importantes de Mishima - pseudônimo de Hiraoka Kimitake (1925-1970). O autor foi grande admirador das tradições milenares da cultura de seu país. Em 1970, cometeu o suicídio ritual dos samurais: rasgando o ventre com uma espada.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro  Confissões de uma máscara lançado pela editora Companhia das Letras. O livro é de autoria de Yukio Mishima e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Dando continuidade ao especial de livros de Yukio Mishima, um dos autores mais prestigiados da literatura  japonesa, conversaremos então sobre o livro "Confissões de uma máscara", terceiro livro do autor que estou lendo e resenhando aqui pra vocês!  Finalmente cheguei ao que é considerado por muitos o maior livros da obra de Yukio, e agora, depois de ter feito a leitura desse livro, compreendo o porquê de muitos acharem um dos mais influentes para a literatura oriental do século XX. 

Em "Confissões de uma máscara", temos um narrador-personagem do qual não sabemos o nome. Esse personagem vive em um cenário caótico no Japão da Segunda Guerra Mundial, e o que temos durante a narrativa são uma série de relatos a respeito de suas experiências e vivências, principalmente com relação a sua sexualidade. 

Ao se descobrir homossexual, no entanto, ele adota para si uma máscara envolta de culpa, desejo e sentimentos conflitantes. Este livro em prosa serve então para relatar essas confissões, e o que temos é algo extremamente complexo, onde o autor se aprofunda de uma maneira impecável a toda a psique do personagem (que, em muitos momentos, parece ser biográfico). 

Tive uma experiência de leitura parecida com "Cores proibidas", outro livro do autor que explora todos os complexos de um outro personagem homossexual (esse guiado a ódio e ira). Só que ao contrário de "Cores proibidas", acredito que "Confissões" choque menos e seja bem mais conciso em sua abordagem, com cerca de duzentas páginas de leitura, mas seu conteúdo não é mais superficial, pelo contrário! Acredito que esse livro seja um dos mais intensos que tenha lido dele. 

Não tenho conhecimento a respeito de psicologia o suficiente para explorar todos os cantos que esse livro possa possuir, todavia a leitura dele é tão poética e cruel que, em muitos momentos, me vê parando a leitura e respirando um pouco para continuar a ler. 

Mais um passo para entender o quebra-cabeça que é Yukio, estou ansioso para continuar a ler mais sobre o autor (cada livro ao seu tempo, para eu não surtar!). 




Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: ESTADO ELÉTRICO

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels