.

RESENHA: O INFINITO EM UM JUNCO

3 de outubro de 2022

 


O INFINITO EM UM JUNCO
Autor(a): Irene Vallejo
Editora: Intrínseca

Páginas: 548
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

Um livro sobre a evolução dos livros, um passeio pela trajetória desse artefato fascinante que inventamos para que as palavras pudessem ser transportadas pelo espaço e pelo tempo: O infinito em um junco conta a história desse objeto desde sua criação, milênios atrás, passando por todos os modelos e formatos que testamos ao longo da jornada humana. A obra de Irene Vallejo é também sobre viagens e diferentes lugares. Uma rota com paradas nos campos de batalha de Alexandre, o Grande, e na Vila dos Papiros sepultada pelas lavas do Vesúvio, nos palácios de Cleópatra e na cena do crime de Hipátia, nas primeiras livrarias e nas oficinas de cópia manuscrita, nas fogueiras em que eram queimados códices proibidos, no gulag, na Biblioteca de Sarajevo e no labirinto subterrâneo de Oxford no ano 2000. Um fio que une os clássicos ao mundo contemporâneo, conectando-os aos debates atuais: Aristófanes e os processos judiciais contra os humoristas, Safo e a voz literária das mulheres, Tito Lívio e o fenômeno dos fãs, Sêneca e a pós-verdade. Acima de tudo, esta é uma fabulosa aventura coletiva protagonizada por milhares de pessoas que, ao longo do tempo, protegeram e tornaram o livro possível: contadores de histórias, escribas, iluminadores, tradutores, vendedores ambulantes, professores, sábios, espiões, rebeldes, freiras, aventureiros; leitores de todos os cantos, nas capitais onde se concentra o poder e nas regiões mais remotas, onde o conhecimento se refugia em tempos de caos. Pessoas comuns cujos nomes muitas vezes são apagados da história; gente que salva essas fontes de memória, os verdadeiros protagonistas desta obra.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro O infinito em um junco lançado pela Intrínseca. O livro é de autoria de Irene Vallejo e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Se você está aqui é porque deve amar a literatura, e mais que as palavras que saltam de uma página de uma história que gostamos, por muito tempo muitos de nós criamos uma memória afetiva com a materialidade do livro. 

Afinal, tem sensação melhor do que segurar um livro do qual estávamos ansiosos pra ler? Sentir a textura das páginas, os acabamentos da edição e o passar de cada página (assim como seu cheiro!). 

Enfim, a história do livro percorre milhares de anos e, em "O infinito em um junco", a autora e historiadora Irene Vallejo faz um apanhado da história do livro desde suas origens centenas de anos antes da era Cristã! Parece loucura pensar que a escrita era compartilhava através de placas de argila com símbolos dos quais fogem completamente do nosso alfabeto latino! 

A escrita de Irene é precisa e muito bem estruturada, tornando esse livro um apanhado muito interessante e relevante da história dos livros no mundo antigo e sua influência no mundo contemporâneo! O que eu mais gostei da escrita da autora é a forma como ela contextualiza informações da antiguidade no nosso mundo atual, fazendo referências daquilo que adotamos e deixamos de associar com o modo como os escritos eram compartilhados antigamente! 

Inclusive, o livro traz uma série de curiosidades muito pertinentes para aqueles que amam literatura, como por exemplo as dezenas de versões diferentes do texto de Homero, que eram copiados por bibliotecários do acervo de Alexandria e, no meio desse processo manual, acabavam alterando algumas coisas do texto original para deixar mais do agrado pessoal deles! Imagina só! 

Além disso, Irene traz aqui uma série de informações a respeito dos gêneros literários da Grécia Antiga, como a comédia, tragédia e epopeia, além de criar um panorama entre a cultura helênica e latina (e em como os romanos adotaram muito da cultura grega para si).

Ideal para quem ama ler, eu fiquei fascinado com essa história e acredito que você também ficará!


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: LOVECRAFT - POE

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels