24 de julho de 2023

RESENHA: LORE OLYMPUS VOL. 3

 


LORE OLYMPUS VOL. 3
Autor(a): Rachel Smythe
Editora: Suma HQ

Páginas:  384
Ano de publicação: 2023
Leia através deste link.

No Olimpo e no Submundo só se fala do que anda rolando entre o Deus dos Mortos e a vistosa filha de Deméter. Em meio a tanto fuxico, Hades e Perséfone têm muita coisa a resolver nas suas vidas.Desde que chegou ao Olimpo, Perséfone se esforça para ser a jovem deusa e donzela perfeita. A atração que sente por Hades só deixou mais pesado o fardo que é cumprir as expectativas de todos. Depois do abuso que sofreu, ela teme não conseguir encobrir a mágoa e o amor intensos que tanto lutou para esconder.Enquanto Perséfone reflete sobre o futuro, Hades luta contra seu passado e reata a relação tóxica que tinha com Minte. Conforme a pressão e o frenesi ― da família, dos amigos, dos inimigos ― aumentam, tanto Hades quanto Perséfone tentam calar seus desejos cada vez mais evidentes. Mas a tentação é forte e a atração é magnética. É destino.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Lore Olympus Vol. 3 lançado pela editora Suma. O livro é de autoria de Rachel Smythe e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 



Enquanto gregos e romanos vivem em sua era arcaica, o Olimpo conta com a tecnologia dos dias de hoje. Em "Lore Olympus", os deuses que configuram a mitologia como conhecemos vivem dando festas, participando de eventos e se comunicando uns com os outros através de celulares e tudo o que há de mais moderno. Além disso, como em toda grande família, a fofoca e as intrigas são recorrentes. 



A mais recente novidade é que a jovem Perséfone, deusa da primavera, conseguiu se libertar das garras de sua superprotetora mãe, Deméter. Ao lado de sua amiga Ártemis, deusa da caça, Perséfone começa a descobrir a vida e as rivalidades dos deuses e deusas do Olimpo em toda a sua magnitude.

O terceiro volume de Lore Olympus compila os episódios 50 a 75 desta webcomic que já conta com mais de 200 capítulos publicados. Neste ponto da história, estamos mais imersos na incrível releitura que Rachel Smythe faz das divindades da mitologia grega. Esses novos episódios colocam Perséfone em uma posição mais madura, enquanto ela tenta encontrar seu lugar no meio de figuras que existem há mais de dois milênios, sendo ela mesma uma jovem de apenas 19 anos.



O volume três dessa história nos leva de volta ao Olimpo e ao Submundo, onde os rumores sobre o crescente relacionamento entre Hades e Perséfone estão se espalhando rapidamente. Enquanto tentam lidar com seus sentimentos cada vez mais intensos, os dois enfrentam desafios pessoais e familiares que ameaçam separá-los. 

Perséfone, desde sua chegada ao Olimpo, luta para atender às expectativas de todos e esconder a dor e o amor que a consomem após um abuso traumático. Hades, por sua vez, luta contra seu passado e acaba reatando um relacionamento tóxico com Minte. Conforme a pressão aumenta e a tentação se torna irresistível, eles precisam encontrar uma maneira de lidar com seus desejos cada vez mais evidentes.


Uma das grandes conquistas da autora é o desenvolvimento polido e, por vezes, necessário dos temas abordados em sua obra. Logo no início do livro, somos avisados sobre o conteúdo que inclui abuso físico e psicológico, traumas sexuais e relações tóxicas. Esses avisos são extremamente importantes para que não confundamos essa narrativa com algo infantil ou para todos os públicos.

A história é contada por meio de quadrinhos e o estilo artístico de Rachel é simplesmente apaixonante. A coloração utilizada para representar os deuses e deusas transmite muito sobre suas personalidades, assim como o humor ácido presente nos diálogos poderosos e cheios de carisma.



Um dos aspectos mais notáveis da série é o desenvolvimento dos personagens. Perséfone passa por uma jornada de autoconhecimento e amadurecimento, emergindo como uma personagem forte e determinada, disposta a enfrentar os desafios que surgem em seu caminho. 

Ao mesmo tempo, Hades revela camadas de vulnerabilidade e compaixão, desvendando os sentimentos que ele tanto lutou para esconder. Os diálogos afiados e as interações entre os personagens são outro destaque dessa HQ, que já se tornou uma das minhas preferidas. 


Estou completamente encantado com essa mescla de antigo e moderno presente em Lore Olympus e mal posso esperar para ler os próximos volumes dessa série incrível! Então é isso, pessoal! Espero que tenham gostado da minha resenha. Até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

TRÊS MOTIVOS PARA LER "OS SETE CÉUS"

Olá pessoal do Porão Literário! Hoje vou compartilhar com vocês três motivos para ler  Os sete céus: O chorar dos anjos, livro 1, de Viniciu...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!