26 de julho de 2023

RESENHA: OS HÓSPEDES

 


Organizadores:  Guilherme Rodrigues Vasconcelos André 
Editora: Flyve
Páginas: 164
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

E se ao procurar com uma opção de negócio se deparasse com um hotel abandonado e decidisse reativá-lo? Uma opção nada trivial, mas formidável aos olhos de Justino ao se deparar com aquele prédio de 5 andares. Cheio de sonhos e anseios, o jovem recém casado se põe ao desafio engenhoso de retornar à ativa a construção de 100 anos de idade para prover qualidade de vida à sua nova família. O que ele não sabia era que em seu tempo de funcionamento o hotel veio colecionando algumas histórias mórbidas que culminaram com seu fechamento. Seria o lugar amaldiçoado? Ou apenas o infeliz cenário de lamentáveis infortúnios? Os anos foram se passando após o fechamento e relatos perturbadores começaram a surgir em torno do local, os quais o corretor de imóveis não se prestou a revelar no momento da visita nem na hora da compra. Uma medida defensiva do profissional que se houvesse sido diferente talvez Justino não tivesse comprado o hotel. Seriam essas histórias fruto da imaginação? Ou o resultado de negócios inacabados?


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Os hóspedes lançado pela editora Flyve. O livro é de autoria de  Guilherme Rodrigues Vasconcelos André e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


Em "Hóspedes" nós conhecemos Justino, um jovem casado com Galileia e pai de duas filhas, Mônica e Dalila. Em busca de uma oportunidade de negócio, Justino se depara com um antigo hotel abandonado e decide comprá-lo com um dinheiro emprestado pelo pai de Galileia Justino vê nesse prédio distante de tudo uma chance de proporcionar uma vida melhor para sua nova família.

O grandioso hotel de cinco andares, no entanto,  carrega consigo um passado obscuro, marcado por eventos mórbidos que culminaram no seu fechamento, incluindo a trágica morte de duas mulheres e uma criança. Além das mortes, uma série de infortúnios aconteceram naqueles corredores, o que levou o antigo dono fechar as portas.

No processo em que Justino e sua família se articulam para trazer novos clientes para o hotel e deixar a história no passado, coisas estranhas começam a acontecer... Vultos são vistos nos corredores, um cheiro terrível de esgoto se impregna em todos os andares, mensagens estranhas pedindo por "socorro" aparecem nos espelhos dos quartos dos hóspedes; e além de tudo, um serial killer está à solta na região. 


Surge então a questão: seria o lugar amaldiçoado ou apenas um local infeliz onde ocorreram terríveis infortúnios? Justino e sua família terá que descobrir por conta própria!

"Um susto! Um grito de total pavor! A moça estava morta, deita na cama numa redoma de sangue espesso que pingava constantemente no chão. Uma atmosfera de odor denso e férrico encobria todo o local. Um cheiro que por si só ainda dividia em camadas, algo pútrido, enclausurado pelas janelas e cortinas  fechadas do quarto escuro, tomando pelas sombras e algumas duas ou três moscas que embarcavam em aventuras em sua boca e narinas." 


Gente, que livro deliciosamente macabro! Com uma escrita viciante e repleta de momentos de puta agonia, "Os hóspedes" se configura como um ótimo início para a série "Sob a penumbra". Eu simplesmente amei o tom narrativo que o personagem-narrador nos contempla, tecendo a história do hotel para que então cheguemos a conhecer Justino. 

Justino é um protagonista muito carismático que quer o melhor para sua mulher e duas filhas, a oportunidade de fazer o hotel um negócio de sucesso é promissora, todavia as coisas que começam a acontecer no local são tensas demais! Em diversos momentos da história fiquei extremamente tenso para saber qual seria a próxima manifestação a ocorrer naquelas dependências.

A partir da metade do livro, uma personagem fundamental entra para ajudar Justino e Galileia: Madame Maria é uma médium que acaba por ajudar o casal a entender que tipo de assombração percorre aqueles corredores. É aí que o passado e o presente se juntam em um desenvolvimento incrível de narrativa por parte do autor Guilherme! 

Do meio pro final do livro é muita correria conforme o combate com o que quer que seja o motivo do hotel ser assombrado acontece. Eu amei a forma como o  autor criou sua mitologia dentro desse hotel e também a forma como os elementos vão se conectando! 

Com uma vibe bem O iluminado, porém de forma autoral e própria, Guilherme consegue propor um ótimo primeiro livro para uma série super promissora, mal posso esperar pelo próximo livro!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: TEIAS MORTAIS

  Organizadores:  Vários autores Editora:  HarperCollins Brasil Páginas: 240 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. C...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!