18 de agosto de 2023

RESENHA: QUANDO HAVIA LOBOS

 


Autor(a):  Charlotte Mcconaghy
Editora: Alta Novel
Páginas: 272
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Inti Flynn chega à Escócia com sua irmã gêmea, Aggie, para liderar uma equipe de biólogos com o plano de reintroduzir quatorze lobos-cinzentos nas remotas Terras Altas. Ela espera recuperar não apenas a paisagem, mas também Aggie ― destruída por segredos terríveis que levaram as irmãs a deixar o Alasca.Inti também não é a mulher que costumava ser, transformada pelo mal que testemunhou ― infligido pelos seres humanos tanto ao meio ambiente quanto uns aos outros. No entanto, conforme os lobos começam a prosperar, surpreendendo a todos, Inti baixa a guarda e se abre para a possibilidade do amor. Mas após a morte de um fazendeiro, Inti sabe em quem recairá o ódio da cidade. Incapaz de aceitar que seus lobos possam ser os responsáveis, Inti toma uma decisão imprudente para protegê-los. Mas se os lobos não foram os responsáveis pela morte, quem foi? E o que Inti fará quando todos os indícios apontam para o homem por quem se apaixonou?

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Quando havia lobos lançado de pela Alta Novel. O livro é de autoria de Charlotte Mcconaghy e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Quando havia lobos, de Charlotte McConaghy, é um livro que mistura elementos de romance, suspense e conservação de uma forma única e emocionante. A história gira em torno de Inti Flynn e sua irmã gêmea Aggie, duas biólogas apaixonadas pela natureza e pela vida selvagem que têm a tarefa de liderar uma equipe para reintroduzir lobos cinzentos nas remotas Terras Altas da Escócia.

Inti é uma personagem complexa, profundamente influenciada pelo que ela viu acontecer no mundo natural ao longo dos anos. Ela carrega uma dor palpável, mas também determinação para fazer a diferença e ajudar a restaurar o equilíbrio ecológico da região. Seu amor pelos lobos é contagiante, e a forma como ela se conecta com esses animais é forte e real.

Ao longo do livro, acompanhamos Inti e sua equipe de biólogos em sua jornada para reintroduzir os lobos na natureza e entender como eles se adaptaram ao seu ambiente. As descrições da paisagem e da vida selvagem são extremamente detalhadas e envolventes, e o autor consegue criar uma atmosfera de beleza e serenidade que contrasta com os desafios que os personagens enfrentam.

No entanto, a história toma um rumo inesperado quando um fazendeiro é morto e os moradores da cidade culpam o lobo pelo crime.  Inti se vê em uma encruzilhada, tendo que lidar com a pressão dos moradores locais e a necessidade de proteger os animais que tanto ama. Desde então, o livro se transformou em uma emocionante história de suspense, deixando-nos imaginando quem é o responsável pelo crime e o que acontecerá com os lobos e a equipe de biólogos.

Cativante e poético, o trabalho de Charlotte McConaghy é único em sua capacidade de criar personagens e ambientes instantaneamente cativantes. O livro trata de questões importantes como a preservação ambiental, a relação do ser humano com a natureza e a importância da empatia e do respeito pelos animais. Quando Havia Lobos é um livro que tem o poder de inspirar e emocionar, e é uma leitura imperdível para quem se preocupa com a vida selvagem e com o futuro do nosso planeta. Altamente recomendado.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: TEIAS MORTAIS

  Organizadores:  Vários autores Editora:  HarperCollins Brasil Páginas: 240 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. C...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!