5 de setembro de 2023

RESENHA: ESPECTRO

 


Organizadores:  Lucas Miolla
Editora: Independente
Páginas: 179
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Discreto na multidão com suas camisas xadrez, barba farta e coque samurai, o desenhista de estrelas Cadu era considerado a ovelha negra da família pelo seu comportamento incomum. Mas quando ele acusa seu meio-irmão de esconder uma cura milagrosa para a medicina, entra num caminho sem volta de ousadias e alucinações, até ser tachado de louco. Agora, com a ajuda do misterioso Nick e da namorada Natalie, o artista tenta comprovar sua lucidez para a sociedade – e para si mesmo.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Espectro lançado de forma independente. O livro é de autoria de Lucas Miolla e a resenha foi escrita por Leonardo Santos


No meio de uma multidão, destaca-se Cadu, um desenhista de estrelas com um estilo único, caracterizado por suas camisas xadrez, barba cheia e um coque samurai. Sua personalidade excêntrica faz dele a ovelha negra da família. Porém, sua vida toma um rumo inesperado quando ele alega que seu meio-irmão, David, está ocultando uma cura revolucionária na área médica.

À medida que Cadu se lança em uma jornada arriscada, sua sanidade é posta em dúvida, levando-o a ser rotulado como louco. Determinado a provar sua lucidez, Cadu une forças com o enigmático Nick e sua namorada Natalie. Juntos, eles se esforçam para validar suas crenças perante a sociedade e, mais importante, perante a própria mente de Cadu. 


Afinal, toda aquela conspiração que acusa o meio-irmão de fazer parte é real ou apenas fruto de sua mente?

"Há algum tipo de mágica que une os planetas, que faz levitar e deixa perplexos diante de truques com baralho. O mesmíssimo tipo que transforma centenas de lagartas em borboletas dentro do estômago se está perto de um certo alguém. Tão poderosa que amarra o carinho de mãe e filho mais forte que o laço dos marinheiros." 

Gente, que história DOIDA! "Espectro" é aquele tipo de narrativa que, ao começar, não sabemos para onde a história irá nos levar e, conforme vamos nos aprofundando na mente dos personagens, não sabemos em quem confiar. Em um núcleo nós temos Cadu, um homem que volta a conviver com sua detestável mãe, uma mulher vil chamada Agnes, conforme tenta se reequilibrar em sua vida. 


No outro núcleo, nós conhecemos David (meio-irmão de Cadu) e seu esposo Tarcísio. Após os dois se casarem oficialmente, ambos descobrem que Tarcísio tem uma doença conhecida como TAV, uma analgesia total que afeta todos os sentidos da pessoa. A notícia vem como uma bomba, fazendo com que a relação dois dois passe por uma grande prova. 

"As lágrimas choveram para cima. E secaram ao contrário" 

Por uma série de teorias que Cadu começa a conectar após conhecer a biomédica Natalie, e com ajuda de seu amigo Nick, o desenhista começa a entrar em uma espiral conspiracionista, alegando que seu irmão pode ter umas cura para ajudar Tarcisio, as coisas começam a se tornar cada vez mais sombria. 


Eu amei a forma como Lucas Miolla consegue desenvolver uma narrativa com um narrador pouco confiável. Assim, toda a verdade se torna um enigma que, aos poucos, vai se tornando mais claro diante de nossos olhos. 

"Não estamos sozinhos no mundo. Somos partes de m todo como as estrelas em uma constelação. E é possível pulsar em conjunto."

Toda a narrativa é super intricada em capítulos curtos que alteram o ponto de vista dos personagens. No começo eu achei um pouco confuso, mas depois que entendi o ritmo do autor a leitura fluiu de forma eficaz para um final que me surpreendeu muito! 

A edição do livro está belíssima e eu gostei muito desse trabalho do autor. "Espectro" já é seu terceiro livro e a experiência de Lucas se mostra evidente em tecer uma narrativa com personagens complexos e onde nada é o que aparenta ser! Por isso, fica minha indicação. 

"A loucura podia ter vindo na forma de uma dança. De uma careta engraçada ou de uma insensata ameaça. Como uma dor dilacerante ou como o mais sincero amor. Mas ela veio como uma condição humana. Então nunca se vai. No máximo se recolhe de volta. Dorme e acorda. Polindo pedras no quebrar de suas ondas." 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

TRÊS MOTIVOS PARA LER "OS SETE CÉUS"

Olá pessoal do Porão Literário! Hoje vou compartilhar com vocês três motivos para ler  Os sete céus: O chorar dos anjos, livro 1, de Viniciu...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!