.

RESENHA: O GUIA DO CAVALHEIRO PARA O VÍCIO E A VIRTUDE

15 de novembro de 2018


O Guia do Cavalheiro Para o Vício e a Virtude
Autor: 
Mackenzi Lee
Editora:
 Galera Record
Páginas: 433
Resenha escrita por:
 Leonardo Santos

Uma aventura romântica do século XVIII para a era moderna. Simon versus a Agenda Homo Sapiens, encontra os anos 1700 Henry "Monty" Montague nasceu e foi criado para ser um cavalheiro, mas nunca foi domado. Os melhores internatos da Inglaterra e a constante desaprovação do pai não conseguiram conter nenhuma das suas paixões – jogos de azar, álcool e dividir a cama com mulheres e homens. Mas agora sua busca constante por uma vida cheia de prazeres e vícios está em risco. O pai quer que ele tome conta dos negócios da família. Mas antes Monty vai partir em seu Grand Tour pela Europa, com a irmã mais nova, Felicity, e o melhor amigo, Percy – por quem ele mantém uma paixão inconsequente e impossível. Monty decide fazer desta última escapada uma festa hedonista e flertar com Percy de Paris a Roma. Mas quando uma de suas decisões imprudentes transforma a viagem em uma angustiante caçada através da Europa, isso faz com que ele questione tudo o que conhece, incluindo sua relação com o garoto que ele adora.
.


Fala galera do Porão Literário! Tudo certo? Depois de um mês marcado por livros de suspense ou terror, decidi dar uma variada e ler uma obra que estava ansioso desde quando li sua sinopse, meses atrás. O Guia do Cavalheiro Para o Vício e a Virtude (ufa, nome longo), entrou na minha wishlist faz tempo, só agora co seguir ler! Quer saber o que eu achei? Clique abaixo.



O livro da Record me atraiu justamente por sua sinopse, afinal nunca havia lido um romance de época LBQT, estou muito feliz pelo crescimento desse gênero de literatura, que já rendeu livros como Love, Simon e Quinze Dias. No entanto, um romance dessa temática que se passasse no século XVII é uma novidade, vamos pra história:

Henry Montague é filho de um lorde e foi criado desde cedo para se tornar um cavalheiro, e com isso, tomar o controle da casa onde vive algum dia, no entanto, o garoto é um rebelde. Expulso de todos os internatos dos quais foi colocado, Monty vive em um mundo de bebidas e sexo (com homens e mulheres) sem limites, isso até seu pai o enviar para um Grand Tour com seu amigo Percy (sua grande paixão até então não correspondida), e Felicity sua irmã caçula. A ideia de viajar para várias cidades da Europa junto a Percy o deixa extremamente animado, mesmo com seu pai avisando que a viagem será a última chance que dará ao garoto de amadurecer e deixar de agir de modo tão inconsequente,  no entanto, nem tudo é da forma que o menino deseja. 

Com um roteiro de viagem extremamente cultural e tedioso planejado pelo metódico senhor Lockwood, Monty fica cada vez mas frustrado com a ideia, entretanto a atitude rebelde do garoto logo os coloca em problemas maiores do que o tédio e a monotonia. 

Enfim, Mackenzi Lee quebra muitos tabus com relação aos livros que estamos acostumados a ler, além de trazer um romance de época LQBT, a história nos apresenta outras questões além de ter personagens gays e bissexuais, como por exemplo o fato de Percy ser um homem negro que vive no mesmo núcleo social que Monty. Fiquei positivamente surpreso ao saber disso, e mais surpreso ainda ao ver como a autora trata do assunto de forma bem fluída e muito bem estruturada. 
Qual o propósito das tentações se não cedemos a elas?
O trio principal é composto por personagens bem desenvolvidos que vão levando a história de forma muito gostosa, enquanto as páginas vão passando e vamos descobrindo mais acerca de seus desejos e atitudes, começando pelo protagonista: Monty é repleto de defeitos, e ver isso o torna muito mais humano e palpável pra quem está lendo. O relacionamento com sua irmã é bem raso no começo, mas o desenvolvimento dele é MUITO bom e Felicity se tornou uma das minhas personagens preferidas (pra você ter ideia o personagem é tão bom que ela já tem um livro solo!).
Outro fator bem interessante é a história em si e as reviravoltas que ela tem. Comecei a ler O Guia pensando ser uma história típica de amor, achando que os Percy e Monty iam nesse Grand Tour, um ia declarar o amor pro outro e pronto, tudo de forma bem bonitinha mas com vários clichês, por sorte não é assim que a narrativa evolui. Grande mérito disso pode ir pra formação da autora, Lee é formada em história e obviamente possuí grande conhecimento sobre a política e cultura da época! Dá pra notar isso em diversos momentos do livro, até as descrições das cidades onde eles acabam indo é muito verosímil, o que torna o livro muito mais do que um romance comum. 

Além disso, a bissexualidade do personagem principal é outro acerto por ser tratada de forma crua e sem tabus, a maneira de como sua sexualidade afeta a relação com sua família e todo sofrimento que isso gera é um dos pontos mais tocantes do livro, dando uma profundidade ainda maior a toda a trama. 
Se ele pudesse me espancar até tirar isso de mim, eu teria deixado há muito tempo.
No geral, O Guia do Cavalheiro para o Vício e a Virtude começou pra mim como um típico livro de romance para passar o tempo e se mostrou ser muito mais do que isso, fiquei extremamente feliz com todas as reviravoltas da história e com um ótimo conteúdo histórico E social. Recomendo a leitura a todos e recomendo também ficar de olho na autora, que promete nos trazer outros livros incríveis! 
O mundo poderia ser uma tela em branca e eu ainda estaria igualmente inflamado de felicidade, apenas por estar com ele.


38 comentários:

  1. Estou muito interessado nesse livro, desde que o vi esse ano. Sua história parece ser emocionante e surpreendente ao mesmo tempo. Valeu pela dica e parabéns pela resenha, vc mandou bem, ela ficou muito boa!!!

    ResponderExcluir
  2. Uau! Confesso que também não conheço nenhuma história de época que traga em seu enredo a temática LGBT. Fiquei muito curioso por acompanhar esse romance que me parece muito bem construído e intrigante. Se hoje a sociedade é intolerante, imagine em um tempo tão remoto.
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, nem eu conhecia até ler esse. Foi uma surpresa muito positiva

      Excluir
  3. Adorei pela temática LGBT, é preciso representação!
    Fiquei curiosa pra ler!

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um livro bem interessante e que aborda um tema muito actual :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, por mais que o livro seja de época ele é super atual

      Excluir
  5. Também nunca li nenhum romance de época com um romance LBQT, e confesso que isso chamou minha atenção para este livro, já que eu nunca tinha lido nada dele e pela capa, achei que era só mais um romance de época haha. Amei a premissa e por ser cheio de reviravoltas, já quero mais ainda! Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  6. Nao conhecia este livro, mas de cara amei o título. Saber que se trata de um romance de época e ainda por cima que aborda a temática LGBT me fez ficar super interessada em le-lo.
    Parabéns pela resenha. Valeu muito a dica.

    ResponderExcluir
  7. Que bom saber que o livro o atraiu e que a história o cativou! Se eu me deparasse com esse título numa livraria, penso que não chegaria a ler a sinopse, mas a sua resenha me deixou interessada por essa leitura. Dica anotada!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Olá
    Que bom que o livro te encantou tanto, realmente parece muito bom, e você me ganhou exatamente no contexto histórico muito bem desenvolvido, tenho verdadeira paixão por história, esse rapaz me lembrou um pouco Oscar Wilde

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que achei também, viu, realmente tem um quê do Wilde!

      Excluir
  9. É um livro que mesmo sendo de época, recheado de história e descrição precisa do contexto da época, a autora tbm puxa para a época atual com assuntos que hoje são muito abordados e muito discutidos.

    ResponderExcluir
  10. Eu amo uma aventura romântica de epoca,eu gosto de analisar o momento. Se o livro encantou você pode ser que eu também vou ver se posso comprar este livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi Leonardo, tudo bem?
    Outro dia mesmo eu li um elogio sobre esse livro em outo blog e me surpreendi. Agora você novamente me deixa animada com essa leitura ao apresentar outro ponto que eu desconhecia: o conteúdo histórico e social muito bem trabalhado pela autora. Já vi que é uma obra imperdível. Sua resenha ficou ótima!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que esse livro tenha recebido boas críticas, porque ele realmente merece!

      Excluir
  12. Estou com esse livro na estante para ler. Ganhei em um sorteio aqui mesmo na blogosfera. Ando lendo muitos elogios pra ele e suas considerações só me confirmam que posso pegar pra ler sem medo porque tem uma ótima história pela frente. Legal que a personagem Felicity já ganhou um livro só pra ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria eu ter ganhado esse livro, infelizmente comprei por um precinho elevado, mas valeu muito a pena

      Excluir
  13. Oiiiii,
    o que mais me chamou a atenção de cara foi essa capa *-* ficou linda!, o livro parece ser incrível a história, sinopse, tudo!, é a 2° vez que vejo falar dele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é incrível né? A Galera record fez um ótimo trabalho

      Excluir
  14. Oi! Ai, eu li esse livro e se eu comecei empolgada pela capa, terminei apaixonada pela história. Claro que a temática romance de época + LGBT me chamou HIPER atenção, porque é incomum, mas a o livro é mais do que isso. Adorei as aventuras que eles tiveram, o fato deles indo evoluindo cada vez mais no decorrer da situação em que se meteram, nas relações deles. Gosto mt de como todos eles são quebrar de tabus. Monty ser bi, Percy ser negro, Felicity querer ser médica. E como você bem disse, a Felicity se tornou um das melhores personagens ever. To hiper ansiosa pelo livro dela agora. E pra ver se a gente vai saber um pouquinho mais dos dois. Ps: Posso falar que eu ODEIO o Henry pai?!
    Amei ver a resenha desse livro. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa! Realmente a escritora desse livro é maravilhosa ao evoluir os personagens de uma forma tão positiva! Tô MUITO ansioso pelo spin off e quero MUITO comprar assim que a Galera traduzir haha
      Muito obrigado pela visita.

      Excluir
  15. Oi Leonardo,
    Antes de mais nada gostei muito do nome do seu blog. Eu adoro romances de época, e esse é bem diferente do que costumo encontrar. Estou muito curiosa sobre o rumo que essa viagem irá tomar para os personagens. Dica anotada. Parabéns pela resenha.
    Bjs.
    Pri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri! Muito obrigado pelos elogios, gostaria de agradecer também pela sua visita!

      Excluir
  16. Nossa que demais. Um livro super interessante e paixonante. Adorei valeu pela dica de livro.

    ResponderExcluir
  17. Olá tudo bem?
    Eu amo o gênero e adorei a proposta desse livro, com certeza vai para a minha lista de desejados e espero ter a oportunidade de ler em breve porque acredito que vou me encantar com a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que você vai gostar muito, Beatriz.Depois me conta o que achou

      Excluir
  18. Olá.
    Realmente é bem legal ver esse genero literário crescendo cada vez mais. Não somente ele, mas todos os outros que antes eram bem apagados.
    Ainda não li o livro, mas bom saber que ele quebra o clichê que poderia existir. É otimo quando a gente acha representatividade real nos livros :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, representatividade é tudo e nesse livro a autora capricha!

      Excluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: CHERRY - INOCÊNCIA PERDIDA

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels