.

RESENHA: MORTE LENTA

29 de outubro de 2019




MORTE LENTA 
Autor: Matthew Fitzsimmons

Editora: Faro Editorial 

Páginas
: 320 páginas
Resenha escrita por:
 Leonardo Santos
Dez anos atrás, Suzanne, uma garota de 14 anos, simplesmente desapareceu sem deixar qualquer vestígio. Filha do então senador Benjamin Lombard, agora poderoso vice-presidente dos EUA, o caso continua sem solução e se transformou numa obsessão nacional. Para Gibson Vaughn, renomado hacker e mariner, trata-se de uma perda pessoal. Suzanne era como uma irmã para ele. No décimo aniversário do desaparecimento da garota, o ex-chefe de segurança de Benjamin Lombard pede a ajuda de Gibson para realizar uma investigação secreta e entrega a ele novas pistas.
Assombrado por memórias trágicas daqueles dias, Gibson acredita ter agora a chance de descobrir o que realmente aconteceu. Utilizando as suas habilidades, já em suas primeiras pesquisas descobre uma rede de múltiplas conspirações em torno da família Lombard e se depara com adversários poderosos – e perigosos – que farão qualquer coisa para silenciá-lo. Ao mexer no vespeiro, novas informações e personagens vêm à tona, a identidade de Gibson é revelada, tornando-o igualmente vulnerável 
E enquanto navega por essa teia perigosa de fatos, ele precisa estar sempre um passo à frente se quiser descobrir a verdade… e se manter vivo.




Qual fim terá levado Suzanne Lombard? Essa com certeza foi a pergunta que movimentou muitos noticiários de todo o país. A filha do então senador Benjamin Lombard foi dada como desaparecida, a última imagem da menina de 14 anos foi gravada em uma conveniência de um posto.  Tais imagens passavam em todo o plantão de notícias por meses a fio. Dez anos se passaram e Suzanne nunca foi encontrada. 




Benjamin agora é vice-presidente, após uma campanha massiva depois do desaparecimento de sua filha, o homem conseguiu ir de senador a vice em sua carreira política, há uma movimentação na Casa Branca para que Ben consiga a presidência, a campanha eleitoral já começa a dar as caras enquanto o aniversário de dez anos do desaparecimento da filha estampa os jornais e revistas. Entretanto, uma nova pista surge quando um estranho email é enviado, para isso, uma pessoa vem a mente de Lombard para conseguir discernir se aquela pista pode levar algum lugar ou não. 

Gibson Vaugh é conhecido por ser um hacker genial. Sempre foi próximo a família Lombard e passou boa parte da sua infância e adolescência próximo a Suzanne, entretanto, quando o garoto tinha dezoito anos, foi preso por implantar informações falsas no computador de Benjamin. Agora, livre da cadeira, se vê precisando de um emprego para repassar para sua ex-mulher e sua filha. Por isso acaba aceitando a oferta de Benjamin em procurar mais sobre esse email suspeito. 

A partir daí Gibson começa a entrar em uma rede de conspirações, um jogo de gato e rato onde as descobertas vão ficando cada vez mais perigosas! 

Pois bem, ao começar a ler Morte Lenta, confesso que não tinha lido sequer a sinopse! Então não fazia ideia do que a trama se tratava, mas já tinha ouvido falar muito bem do suspense de Matthew Fitzsimmons e levei isso em consideração pra adquirir o livro. Enfim, fiquei bem surpreso ao me ver em um suspense numa pegada policial/investigativa, fazia tempos que não lia nada do tipo. 

No primeiro suspense de Matthew tenho que lhe dizer que ele não decepciona! Somos fisgados pela curiosidade logo nas primeiras páginas, que narram o desaparecimento de Suzanne e introdução dos personagens. Acontece tudo de forma rápida, justamente pra evitar o tédio. Conforme vamos conhecendo o personagem principal, o hacker Gibson, vamos compreendendo alguns fatores bem interessantes sobre a trama no geral! 

A trama em si flui de forma bem proveitosa, composta por duas linhas temporais que se complementam, Fitzsimmons consegue misturar elementos de suspense em uma trama carregada de referências políticas e jornalísticas! O final me intrigou muito e confesso que me surpreendeu também! Geralmente sou difícil de me surpreender em livros que carregam vários plots twists, mas Matthew me fez de bobo um fez ou outra, viu?! 

A edição da Faro como sempre está maravilhosa, a capa tem o título em relevo e conta com um ótimo trabalho de diagramação. Pelo o que eu pesquisei do autor ele tem mais alguns livros que são protagonizados pelo hacker Gibson (como uma espécie de Sherlock Holmes moderno?). Espero de coração que a Faro traduza os outros, irei esperar ansioso! 

4 comentários:

  1. oi!
    Eu me interessei bastante pela história,principalmente pelo rede de intrigas politicas que é bem atual...

    ResponderExcluir
  2. Que resenha! Fiquei super curioso pra ler, a história parece ser bem interessante. Anotado.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Eu já tive o prazer de ler "Morte Lenta" e posso dizer com tranquilidade que é um grande livro. Gostei da sua resenha, ficou bem legal!!
    Abraço!!

    ResponderExcluir
  4. Já li a resenha desse livro em outro blog e, desde então, fiquei interessada. Adoro livros assim, cheio de intrigas que mexem com os leitores.

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels