.

RESENHA: NO FINAL FICAM OS CEDROS

2 de setembro de 2020



NO FINAL FICAM OS CEDROS
Autor(a): 
 Pierre Jarawan
Editora: Jangada
Páginas: 440
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.



Pouco antes de Samir nascer, sua família fugiu do Líbano para a Alemanha. Quando seu pai desapareceu sem deixar vestígios, Samir tinha apenas oito anos. Agora, vinte anos mais tarde, ele parte para o ''País dos Cedros'', numa viagem que deve unir presente e passado, a fim de decifrar o enigma desse desaparecimento. Com um misterioso slide nas mãos, e as lembranças das histórias do pai na bagagem, ele não tem outra escolha senão se lançar rumo ao desconhecido e viajar para Beirute, berço dos contos de sua infância, para encontrar pistas à sombra dos famosos cedros da terra natal de seus pais. Sua busca o conduz por um país ainda dividido, e em pouco tempo Samir tem a impressão de seguir as pistas não apenas do pai, mas também do efeito devastador que um segredo de família pode causar.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro No final ficam os cedros lançado pela editora Jangada. O livro é de autoria de Pierre Jarawan e tem tradução de Karina Jannini


Samir era apenas uma criança quando seu pai desapareceu misteriosamente. Vindo de família libanesa, seus pais precisaram imigrar para a Alemanha antes mesmo do garoto nascer por conta da guerra que assolava a pátria. Samir via a figura de seu pai como um grande exemplo, isso porque ele era considerado por muitos amigos e vizinhos como um homem sábio, gentil e de palavra.


Isso reflete no comportamento com seu filho, o pai narrava várias histórias para Samir a respeito do Líbano,  históricas incríveis que afloravam a imaginação do pequeno, elas envolviam fatores da cultura libanesa e a própria representação do cedro, planta que representa em muito o Líbano. 

Então esse sumiço repentino trouxe muitas indagações a todos da família, principalmente ao próprio Samir. Acompanhamos então a jornada do nosso protagonista vinte anos depois, agora próximo aos trinta anos, Samir vai ao Líbano para encontrar as respostas das quais procurou durante tanto tempo, numa tentativa de encontrar seu pai e encontrar a si próprio. 

Bom gente, dizer que esse livro mexeu comigo é falar o óbvio, né. Sou apaixonado por esses romances com uma pitada de conteúdo histórico e esse livro trouxe o melhor dos dois gêneros para mim. Com uma sensibilidade impressionante Jarawan vai tecendo sua história em sentimentos muitos fortes como: a dor de uma perda e também a falta daquilo que nos torna completos. 



No caso o que falta para Samir se sentir mais completo é justamente saber qual destino seu pai teve, e sua trajetória ao Líbano o faz conhecer uma parte de si  próprio que ele até então não tinha conhecimento! Esses momentos brilham muito na história e trazem um sentimentalismo gigante, acabamos amando os personagens que compõem esse livro por conta desse fator.

Além disso, o livro se tornou uma experiência ainda maior para mim por conta dos elementos da cultura libanesa que são inseridos na narrativa, é muito legal irmos conhecendo e explorando eles através dos olhos do protagonista!

Enfim, no geral essa leitura foi impactante e bem emocionante para mim, o final e nele eu consegui compreender a mensagem que o autor queria passar. Portanto leiam, de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

CLIQUE E PARTICIPE!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: A JOIA REAL

parcerias

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels