.

CONCURSO CULTURAL: LEIA COMO UMA CRIANÇA

22 de novembro de 2020



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Bom, sempre tentamos reforçar aqui no Porão o quanto a literatura infanto-juvenil é importante na formação de jovens leitores e leitoras. Foi graças a esse gênero que eu (e muitos de vocês, acredito), estamos aqui hoje compartilhando o amor pela literatura. 


Com isso em mente, decidimos trazer um concurso cultural aqui pro blog! Na intenção de enfatizar a importância de incentivar a leitura entre as crianças, iremos sortear um exemplar de um livro surpresa da Caveirinha! Selo infantil da DarkSideBooks! 


O livro será enviado para a pessoa que melhor responder a seguinte pergunta: Qual foi a primeira experiência que você teve com um livro na sua vida de leitor(a)? Além de responder a pergunta é essencial colocar o link de alguma rede social sua (pode ser só o @ do instagram), para podemos entrar em contato!


Você pode falar sobre sua experiência com esse gênero literário, qual foi sua primeira leitura quando criança, se seus pais incentivavam você a ler ou se você incentiva alguém alguma criança a ler... As possibilidades são infinitas! 


Além de responder a pergunta (uma vez por pessoa, apenas), é obrigatório seguir o blog! Caso não saiba como, é só procurar a caixa "SEGUIDORES" na barra direita do  blog, após isso é só clicar no botão "Seguir", como no exemplo abaixo: 




Recapitulando: 
1) Responder a pergunta nos comentários DESTA POSTAGEM: Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?;
2) Colocar o link de alguma rede social (se for o instagram pode ser só o @, exemplo: @poraoliterario) no MESMO comentário da resposta;
3) Seguir o blog "Porão Literário"

O resultado irá sair no dia 5 de Dezembro! Iremos enviar o livro em um prazo de 14 dias após o resultado e não nos responsabilizamos por extravios do Correios. 


RESULTADO: 

E o comentário escolhido foi...


5 comentários:

  1. Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?
    Meus pais sempre incentivaram a leitura "do jeito deles", elogiando quando chegava em casa com um livro emprestado da biblioteca. As professoras que tive durante o ensino básico foram que- de fato- fizeram essa paixão criar asas e chegar onde estou hoje: Louca por livros! Não consigo recordar qual foi o primeiro livro que li, mas sei qual me marcou: Soprinho, da Fernanda Lopes de Almeida. Com um misto de fantasia e muita aprendizagem, Soprinho me fez mergulhar em minha própria imaginação e fazer dos livros o melhor refúgio. Hoje, professora e mãe, realizo projetos voltados para a leitura, compro livros para presentear meus alunos e tenho minha biblioteca particular em casa, incentivando todos os dias meu filho a ler, lendo com ele. Eu não seria quem sou hoje sem a frase "vamos levar um livro pra casa hoje?" E espero, sinceramente, que meu filho leve consigo esse amor.

    Maíra Marques @literamai

    ResponderExcluir
  2. Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?
    Primeiramente sou filha de pais e mães analfabetos, nunca estudaram, nunca leram e nunca escreveram, não tive pessoas incentivando a leitura até eu completar 12 anos, quando me mudei de estado e não consegui me adaptar na nova escola, não consegui fazer amigos, absolutamente nemhum, então comecei a frequentar a biblioteca da escola, lia gibis no intervalo, depois passei para os livros, ao lindo da vida fiz amigos em outras épocas e alguns tbm consegui trazer ao mundo da leitura. Hoje casada e com dois filhos, tenho um marido leitor e incentivo muito meus pequenos a ler, mesmo quando estavam na barriga, um dos pequenos é autista e simplesmente ama os livros, provavelmente os livros irá salvar a vida dele, assim como salvou a minha.

    IG literário : @chadelivros1

    ResponderExcluir
  3. Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?

    Acho que devo começar dizendo que ninguém nunca me incentivou a ler. Meu pai lia na adolescência dele, amava os livros da Agatha Christie e tinha até uma coleção de livros dela antes do meu nascimento, nunca vi essa coleção.

    Na infância, eu tinha algo com os livros que eu mesma não entendia. Eu sentia uma atração inesplicavel por livros antes mesmo de saber ler. Achava lindo e fascinante. A capa, o cheiro, a cor das páginas... Apenas imaginando por quantas mãos aquele livro tinha passado, quantas pessoas ele inspirou. Para mim sempre teve algo muito sagrado nos livros e isso antes mesmo de eu gostar de ler. Eu leio faz apenas quatro anos, mas nunca agradeci tanto por ter feito aquela aposta.

    Bom, eu posso dizer que não sou uma pessoa muito esforçada, tanto que antes de começar a ler, mal conseguia terminar de ler uma página sem dormir. Hoje acho até impossível imaginar que isso acontecia, mas acontecia. Eu achava os livros lindos, mas não conseguia lê-los sem sentir sono, era inevitável dormir depois de ler uma página, até que eu fui no shopping ver um filme com minha família e um amigo meu que eu tinha convidado. Entramos na livraria, eu apenas queria ver e então achei um livro da minha série favorita e queria ler ele. Meu pai já sabia que eu nunca terminava um livro e disse " Você vai deixar isso largado, nem vai conseguir terminar" E eu sabia que era verdade, mas insisti porque era da minha série favorita, então apostei que se eu não terminasse de ler aquele livro no máximo em um mês, eu faria qualquer coisa que ele quisesse e eu já imaginava que viraria a tal empregada sem direito a receber por isto, uma coisa que todo filho tá bem acostumado de fazer. O livro não era tão bom, se eu for pensar nele agora, na verdade era muito chato, mas eu terminei ele, acho que foi uma das primeiras vezes que me esforcei para fazer algo que no futuro nem seria um grande esforço. E mesmo que não fosse tão bom, eu tinha amado. Levava ele por toda parte, lia na escola, no passeio da escola, em casa, no ônibus e até no hospital esperando para ser atendida. Aquilo estava sendo muito sério pra mim e quando terminei, nunca me senti tão feliz e realizada. Era bom saber que não viraria empregada em tempo integral, claro, mas tinha algo bem mais incrível se formando em mim. Era a vontade voraz de ler. Depois dali eu nunca mais parei e agora meu maior desafio é terminar It: a coisa.

    Hoje eu leio muito. Livros físicos, eBooks e fanfics. O mais incrível disso tudo é que os livros andaram lado a lado com meu sonho de futura profissão, ser escritora. Ler livros é tão incrível e tem um significado tão mais puro e sobrenatural pra mim que sinto que tudo isso aconteceu apenas para que eu fosse quem sou hoje, a pessoa que carrega um livro para todo canto e se vê feliz ao se perder em um mundo onde tudo é possível. Eu sempre incentivei minha irmã e meus amigos a ler, até emprestei meus livros para alguns deles, queria que todos sentissem essa coisa louca que eu sinto por livros, mas nenhum deles nunca entendeu muito bem a felicidade de se aventurar em páginas cheias de uma imaginação sem limites.

    Podem dizer o que for, mas nunca fui a mesma depois de começar a ler. Agora posso trazer a mesma sensação que eu senti quando comecei a ler. Eu tenho tudo. Tenho imaginação sem limites, com uma página e palavras, uma história, posso trazer muito para quem sente que tem pouco.

    É divertido se aventurar, quem não sabe disso, com certeza ainda não teve o prazer de ler. E claro, não se aventurou por Hogwarts.

    @rachel.israely

    ResponderExcluir
  4. Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?

    A leitura faz parte da minha vida desde muito cedo. Em casa minha avó lia vorazmente, mesmo estudando somente até o 4° ano do ensino fundamental, e a minha mãe também sempre leu muito e incentivou a mim e aos meus irmãos a leitura, incluindo desde gibis até clássicos como o menino do dedo verde. Tínhamos em casa toda a série vaga-lume, e, diferente de muitas famílias, a nossa alegria era fazer uma cabana em dia de chuva para ficarmos lendo horas e mais horas juntos.

    Ate hoje clássicos infantis me encantam, por sua beleza e pelas mensagens que passam. E, como mãe, hoje tenho a preocupação e a honra de passar esse legado para os meus filhos. O de serem apaixonados pela leitura assim como eu e minha mãe somos, e como minha avó era.

    A literatura infantil é uma porta para um universo maravilhoso que é o da leitura.

    ResponderExcluir
  5. Qual a importância da literatura infantil na sua vida como leitor(a)?

    Eles me fizeram rir quanto meu momento era de dor

    Eles me fizeram companhia enquanto o momento era de solidão

    Me fizeram esquecer o que tinha por vir e o
    que já tinha por me machucar

    Me incentivaram a ter esperança e nunca desanimar

    Eles eram amigos e me acolheram na turma.

    Eram crianças e nem sempre eram fantásticas, tinhas suas diferenças e dificuldades, afinal quem não as tem.

    Obrigada leitura, obrigada escritor, obrigada àquele que me deu todos aqueles gibis de turma da Mônica, obrigada a vc que incentiva e faz a vida de uma criança mais feliz!!!

    @mybookmarksprecious

    Esse é meu ig pra quem quiser seguir.

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

CLIQUE E PARTICIPE!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: NOVO MUNDO EM CHAMAS

parcerias

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels