.

RESENHA: ENQUANTO ELA DESENHAVA

7 de dezembro de 2020

ENQUANTO ELA DESENHAVA
Autor(a): Hugo Luminato
Editora: Independente

Páginas: 49
Ano de publicação: 2020
Compre o exemplar clicando aqui


Essa é a história de João Alfredo. Antes de mais nada, é importante deixar claro que ele sempre odiou seu nome. “João”, nome de discípulo, “Alfredo”, nome de mordomo velho e encalhado. João sempre foi estranho, mas aos dezenove anos criou uma mania que superou toda a sua própria estranheza... Para continuar pagando a pior e mais barata faculdade de direito da região, João Alfredo começa a trabalhar como entregador de pizzas na pizzaria da rua de baixo. Seria algo temporário para um momento de crise. O que ele não esperava era que enquanto a filha do chefe desenhava, uma vontade sexual arbitrária tomaria conta dele. Algo que o levaria a uma ação que mudaria por completo sua vida.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Enquanto ela desenhava, lançado de maneira independente na AmazonO livro é de autoria de Hugo Luminato.




João Alfredo é um rapaz de 19 anos extremamente frustrado com a vida que está levando, ao largar seu trabalho em uma peixaria para tentar focar nos estudos e conseguir um estágio em seu curso de advocacia. Um tempo se passa e nenhuma oportunidade aparece, com medo de não conseguir pagar suas dívidas, João começa a trabalhar em uma pizzaria local. 

A pizzaria tem um movimento muito fraco durante a semana, e João passa seu tempo livre desenhando nas embalagens de papelão, isso chama a atenção da filha de seu chefe (que trabalha na recepção), logo ela começa a desenhar também e João se vê atraído pela menina de 16 anos. 


Dizer mais sobre a narrativa seria perigoso, isso pra não revelar muitos spoilers do conto. Composto por cerca de 50 páginas, Enquanto ela desenhava é o segundo trabalho de Hugo Luminato, conhecido pelo livro O rinoceronte Frederico, e as narrativas não poderiam ser mais diferentes.

Pra começar Enquanto ela desenhava não é indicado para menores de 18 anos por possuir uma abordagem que trabalha com violência e conteúdo sexual. A curta narrativa foi um experiência bem peculiar para mim, isso porque em greve parte dela eu senti uma enorme aversão ao personagem principal. 


João Alfredo parece deslocado em todos os ambientes em que passa, além disso sua "mania" que vai sendo desenvolvida na história me causou muita repulsa e agonia (não direi qual é a mania especificamente pois isso é um dos elementos que mais choca durante a leitura). 

Narrada a partir de dois pontos temporais, vamos conhecendo a história de João e o desenrolar de sua problemática relação com a filha de seu chefe. Essa leitura com certeza vai gerar um choque e te impactar de algum modo. A narrativa de Luminato é bem visceral e causa uma experiência bem doida. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: MOBY DICK

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels