.

RESENHA: PIPE DREAMS - AS MEMÓRIAS PERDIDAS

10 de fevereiro de 2021


PIPE DREAMS: AS MEMÓRIAS PERDIDAS
Autor(a): CD Vallada
Editora: Independente

Páginas: 273
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Golconda é a terra dos sonhos impossíveis, um pequeno reino mágico onde algumas pessoas ganham a habilidade de materializar, apenas com a imaginação, desde simples maçãs a castelos ou objetos com poderes fantásticos. Porém, querendo preservá-lo de possíveis ameaças externas, a descobridora e rainha Lady Morgan criou proteções em suas fronteiras, isolando-o do mundo por décadas. Desde então, a única maneira de alguém entrar ou sair do lugar era cruzar o Lago Negro e automaticamente perder toda a sua memória. Mas quando Edward, um garoto de 13 anos, acorda sem memória na margem do lago, ele vai, aos poucos, descobrindo as magias de Golconda, enquanto cria amizades e inimizades, questiona-se sobre seu passado, espera recuperar suas lembranças, reflete sobre as possibilidades de ir embora, conhece a história do reino e também encara diversos perigosos e obscuros mistérios. Bem-vindo a uma história inspirada pelo surrealismo de René Magritte.


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Pipe Dreams: As memórias perdidas, lançado de forma independente. O livro é de autoria de CD Vallada.





Na história, Edward é um menino que acorda completamente sem memória na beira de um lago. Ali ele só conhece seu nome por conta da pulseira que carrega consigo, logo ele é resgatado pelo povo do vilarejo e descobre que está no reino de Golconda.


Um lugar fantástico que, para ter acesso, é necessário atravessar o Lago e perder a memória no meio do percurso. Ali, naquele reino utópico, existem os imaginadores, pessoas que conseguem criar coisas físicas a partir da imaginação. Edward então é colocado em uma família para tentar se ajustar àquele novo mundo.


A família o recebe com braços abertos, e Edward logo cria uma afeição por Rob e Aimee, as duas filhas do casal que compartilham uma curiosidade gigante pelo menino sem memória. As duas então se prontificam a lhe explicar tudo sobre aquele mundo, criado cerca de vinte anos pela poderosa Lady Morgan.

Ao mesmo tempo em que busca por entender mais sobre Golconda, Edward enfrenta diversos questionamentos internos: Por que todos precisam perder a memória para chegar ali? Por que Edward disse adeus a tudo que conhecia para passar pelas águas do Lago? Para voltar a outra realidade, o menino teria que cruzar o lago e se esquecer novamente, o que fazer?


Bom, acho que já falei muito da história! Gente, esse livro foi uma ótima surpresa! Comecei a ler sem muitas pretensões e acabei me vendo preso na narrativa desde seu início! Um suspense se estabelece desde as primeiras páginas e é incrível ver como vamos obtendo as respostas durante a leitura.


Afinal os suspenses são variados, Edward luta com diversos deles conforme vai conhecendo a história e os fantasmas daquele reino.... Mas o que mais me animou foi toda a questão dos imaginadores, eles são pessoas com habilidades especiais naquele reino, capazes de criar alimentos, objetos e qualquer coisa que a mente permitir puramente a partir da criatividade!


Achei a sacada do autor em misturar elementos surrealistas uma ideia brilhante, oferece um prisma diferente pra toda a narrativa. Além disso, na questão da estruturação o livro segue um bom ritmo, tanto é que li rapidamente toda a aventura. Ela não chega a ser cansativa ou enfadonha. O final é bem interessante e a sequência que se passa na floresta é de tirar o fôlego!

4 comentários:

  1. Prende mesmo!!! E olha que só li sua resenha!!!! Eu que costumo ler pouco o gênero me vi instigada a saber mais sobre esse reino e sobre os imaginadores!

    ResponderExcluir
  2. Leo!
    Muito curiosa para desvendar ese mistério de que quem vai para o tal reino, tem de perder a memória... que será que tem por traz disso tudo? Deve ser um livro empolgante.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Em tantos dias eu sonho em perder a memória rs Sei lá, acho que tiraria o peso de muitas lembranças ruins.
    Será esse o motivo desse perder a memória para se entrar nesse reino tão diferente?
    E a amizade com a família, penso que daí também surgirão algumas respostas!
    Com certeza se puder, quero ver!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Estava esperando a resenha desse livro depois que vi a sinopse aqui no seu blog! A temática surrealista me chama muita atenção!

    @yasmindeciles

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: MOBY DICK

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels