.

RESENHA: CAÇADOR PERPÉTUO

13 de abril de 2021



CAÇADOR PERPÉTUO

Autor(a): Henrique Matiussi Franco
Editora: Independente

Páginas: 264
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.

Ebrulf, rei da grande nação de Peruccia, busca conquistas em campanhas expansionistas mais uma vez. As más notícias se espalham pelas terras de Valtar. O barão Aztro envia soldados para recrutarem os homens adultos, no intuito de defender seu território. Em meio ao evidente caos que paira sobre o pequeno país, o jovem Oscar Mannric, filho de um veterano de guerra, sonha em ser um grande herói como os dos seus muitos romances de cavalaria. Entretanto, seus anseios podem não se realizar, devido à doença incurável que o acompanha desde a sua infância. Isolado em um vilarejo ao extremo sul de Valtar, Oscar se agarra a boatos de que um misterioso druida que habita na floresta pode ser a solução para o seu problema. Ingênuo e ansioso para se livrar de sua sina, o jovem acaba ludibriado a tomar uma poção mágica de procedência duvidosa, sendo manipulado pelo velho druida, expulso de sua cabana e atingido por um fatal raio em uma madrugada tempestuosa. Porém, ele acorda no dia seguinte... Acompanhe a jornada dramática de Oscar Mannric em sua busca por respostas e diferentes objetivos no primeiro romance publicado pelo autor Henrique Matiussi Franco, onde um jovem rapaz que passou boa parte da vida preso em um pequenino vilarejo terá que se aventurar pela terra de Valtar, fazendo aliados poderosos e inimigos terríveis, descobrindo que certas decisões podem ter consequências fatalmente irreversíveis e que o mundo não é tão glorioso como nos romances que lera na infância.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Caçador Perpétuo, lançado de forma independente. O livro é de autoria de Henrique Matiussi Franco.


Nessa história nós acompanhamos a jornada de Oscar Mannric, um rapaz que desde criança sonha em ser um herói de guerra igual seu pai. Com a família sendo respeitada por todo o pequeno vilarejo onde moram - um tanto afastado da capital -  Oscar tem um objetivo: se livrar da doença que lhe aflige desde criança. 

Por conta dessa doença, Oscar tem uma série de enjoos diários e por isso possuí uma estatura menor que a dos outros garotos de sua idade, inclusive seu irmão mais velho, que segue cada vez mais os passos do pai. Com uma guerra chegando nas terras de Valtar, 

Oscar toma conhecimento de um druída que habita as florestas daquele vilarejo, ao visitá-lo descobre que existe uma cura para sua doença, e confia na figura estranha do homem para preparar um elixir que irá ajudá-lo a se tornar quem sempre quis ser.


Mas uma provável cura será apenas o começo de uma longa jornada, pois além de precisar se mostrar útil para os outros, Oscar vai precisar reconhecer seu próprio valor. 

Vamos lá, galera! Conforme eu disse nas minhas primeiras impressões sobre o livro, eu AMO uma fantasia em que trabalhe bem a complexidade dos personagens, acredito que esse seja meu estilo preferido de literatura, por isso me deliciei com essa história escrita pelo Henrique Franco! Caçador Perpétuo bebe de diversas fontes clássicas para construir sua narrativa, desde os épicos gregos até a famosa jornada do herói que tanto conhecemos. 


No entanto o autor dá uma identidade própria a sua escrita, criando ótimos personagens que dialogam muito bem entre si na narrativa. Um dos meus preferidos foi Tankov, uma espécie de mentor para Oscar, Tankov quer catalogar o máximo de criaturas possíveis naquele mundo e pra isso conta com a ajuda de Oscar para transcrever tudo isso. 

Ele é incrível! E, por sorte, apenas um dos ótimos personagens que compõem a narrativa desse livro. Na segunda parte da história nós temos uma nova leva de personagens que é nos apresentada, sendo eles extremamente importantes para desenvolver Oscar, nosso protagonista. Entre eles acredito que as que eu mais gostei foram a Valmora e a Mirian, ambas apresentam um background que é explorado muito bem no decorrer das páginas. 


Além da fantasia, a obra toca em assuntos bem cotidianos em nossa vida, tais como o luto, a culpa e a vontade de se provar para aqueles que sempre nos menosprezaram! Indico fortemente a leitura de Caçador Perpétuo para quem quer se divertir (e até se emocionar) com uma história épica e bem construída!




2 comentários:

  1. Bem interessante mesmo o autor ir buscar inspiração na história e clássicos do gênero e mesmo assim, conseguir imprimir sua identidade e criar um universo totalmente novo

    ResponderExcluir
  2. Leo!
    Gosto muito desse tipo de fantasia e que traz um aspecto mais psicológico das personagens e várias fontes de inpiração para a escrita. Romance épico é tudo de bom, já baixei no kindle, quero ler logo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: SEMPRE EM FRENTE (SIMON SNOW #1)

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels