.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: LUA VERMELHA

8 de maio de 2021



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Minha leitura atual está sendo o primeiro volume da série Lua vermelha!, Bem, estou chegando na metade do livro e por isso eu vim compartilhar minha experiência de leitura até então!


Mas antes, segue a sinopse pra quem ainda não conhece a história de Ananda Gron!


Liderada pelo biólogo Elias Crow, uma equipe de cientistas trabalha em uma pesquisa singular: a domesticação de harmínions, uma raça tão inteligente quanto os seres humanos, porém incompreendida e tratada como animais selvagens. Elliot, a única cobaia do projeto, vive uma rotina diária de treinamentos e exames, com sua liberdade delimitada pelos muros da mansão do Dr. Crow. Sonhando com o dia em que poderá respirar o ar livre, ele se esforça para conquistar o direito de pertencer à sociedade como o humano que deve ser. Quando um incidente ocorre e as decisões individuais da equipe são colocadas à prova, uma sombra se levanta em meio a segredos abomináveis. Em quem confiar quando o lobo veste a carcaça do cordeiro?

 

Bom, como eu disse anteriormente eu estou chegando na metade do livro (na páginas 260, pra ser mais exato), e até então eu queria dizer o porquê estou gostando da ficção científica escrita por Ananda! Segue abaixo!

Pra começar eu já fiquei interessado pelo plot desde o começo, gosto muito de ficção científica e estava com saudades de ler livros voltados pra essa temática! Agora, ficções nacionais são difíceis de serem encontradas e por isso apreciei muito quando Ananda veio falar comigo a respeito da história dela. 


Uma coisa que eu estou gostando muito é em como os personagens são bem desenvolvidos, além do Elliot (que acaba ocupando o protagonismo nas primeiras páginas), nós vamos conhecendo os outros cientistas que integram a equipe de Elias Crow? Ray, Maurício, Low... Enfim, entre eles o que eu mais gostei até agora foi o Low. 


Os diálogos que a autora consegue trazer são incríveis e aprofundam muito o tema: o que nos faz humanos? O que nos diferencia uns dos outros? Gosto desse tipo de reflexão e ela sempre entra muito bem na ficção científica! Sem contar que a narrativa flui muito bem e por mais que o livro seja extenso (contando até com dois contos extras que ajudam a ampliar ainda mais a história), você consegue lê-lo sem maiores problemas! 

4 comentários:

  1. Realmente ficção nacional é difícil de se encontrar! Acredito até que leio pouca ficção justamente por sempre dar preferência à leitura nacional... Esperando a resenha completa

    ResponderExcluir
  2. Leo!
    Parece uma ficção nacional bem interessante e que traz questionamentos pertinentes.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Que demais! Uma ficção escrita por uma autora nacional! E com uma boa premissa e bem fluida

    ResponderExcluir
  4. Olá senhoras e senhores
    Somos uma instituição financeira e estamos prontos para ajudar quem precisa de financiamento, também fazemos investimentos, oferecemos empréstimos a partir de 5.000 euros e nossa taxa de juros é de 3% ao ano. Nossas condições são favoráveis. Contacte-nos para mais informações

    Email: simondurochefort@gmail.com

    Whatsapp:  +33752366330

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: ARSÈNE LUPIN E A ROLHA DE CRISTAL

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels