.

RESENHA: KLARA E O SOL

13 de junho de 2021







KLARA E O SOL
Autor(a):  Kazuo Ishiguro
Editora: Companhia das Letras

Páginas: 336
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Klara, um Amigo Artificial com habilidades de observação impressionantes, estuda com cuidado o comportamento de todos que passam pela vitrine. Do lugar onde foi designada a ficar na loja, ela espera que uma dessas pessoas entre e a escolha como companheira. Contudo, quando surge a possibilidade de sua vida mudar para sempre, Klara é aconselhada a não apostar suas fichas na bondade humana. Neste novo livro, Kazuo Ishiguro examina o mundo moderno pelos olhos de uma narradora inesquecível. Com uma linguagem única e precisa, ele constrói um romance arrebatador sobre o significado do amor e do cuidado
 
Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Klara e o Sol, lançado pela editora Companhia das Letras. O livro é de autoria de Kazuo Ishiguro e tem tradução de Ana Guadalupe.


Klara é uma inteligência artificial designada para interações sociais. A "linha" de Klara possui uma característica bem própria: seu enorme poder de observação e aprendizado. É com isso que ela passa seus dias na loja de transeuntes, esperando ser adquirida por alguma família para então exercer sua companhia para alguém. 

Entre a rotina pacata daquele lugar, Klara é designada a ficar na vitrine da loja em uma posição de destaque. Dali, ela consegue visualizar a rua e toda a movimentação dos humanos que por ali passam, mas uma das coisas que mais agrada Klara é ficar diante do sol, cujos raios nutrem e dão energia a sua espécie. 


É na vitrine que Klara conhece Josie, uma garota que interagi com ela através da vidraça. Um elo é criado e logo em seguida Klara é comprada pela mãe de Josie e levada até sua casa para servir de companhia para a jovem que enfrenta alguns problemas de saúde. É nessa rotina que Klara recebe uma notícia que pode alterar seu modo de viver para sempre. 

Bom, minha pequena sinopse sobre o enredo desse livro pode entregar pouco e ser bem misteriosa, mas o ideal é que você comece a leitura de "Klara e  o Sol" dessa maneira, com a mente aberta e com poucas informações a respeito da história que você irá ler. 


Eu mesmo comecei a leitura sem saber quase nada sobre o livro. Sendo esse meu segundo contato com o autor Kazuo Ishiguro, minha expectativa estava altíssima! Até porque o primeiro livro que eu li dele foi o "Não me abandone jamais" - cuja resenha você pode encontrar aqui. E esse livro que concebeu ao autor a honraria do prêmio Nobel de literatura foi uma das minhas maiores surpresas do ano de 2018. 

Assim, iniciei o novo título de Kazuo e minhas expectativas foram correspondidas logo no início da história. Em "Klara e o Sol" temos uma personagem narradora que é uma inteligência artificial, isso poderia ser um obstáculo pra muitos autores, mas Kazuo consegue transcrever a visão de Klara de uma forma única! É muito estranho e encantador entrarmos na mente de da protagonista, isso porque sua narrativa trás uma poesia muito própria e sofisticada. 


Klara á uma observadora nata. Portanto, seu crescimento vai se dando conforme, de forma empírica, ela absorve o mundo e o comportamento humano ao seu redor. Tudo isso vai sendo construído de uma forma sutil e carregada de um lirismo que poucos autores ou autoras conseguem fazer. 

A história é incrível, fiquei apaixonado por Klara e como ela procura respostas para seus conflitos e anseios, por mais que seja um ser criado artificialmente, Klara exala humanidade e empatia. 

O plano futurista que serve como fundo para o enredo é apresentado aos poucos, Kazuo nos dá as informações essenciais para explorar mais seu enredo no que realmente importa: seus personagens e suas naturezas. 

Uma obra carregada de poesia destaca os principais pontos (dos que eu pude notar, até então) da obra de Kazuo Ishiguro. Recomento e muito para quem quer entender o porquê desse autor ser tão aclamado! 

Um comentário:

  1. Leo!
    Gosto desse tipo de ficção e admiro que o autor crie um IA que queira ir em busca das suas origens, afinal parece que tem sentimentos e isso é bem inusitado.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: SEMPRE EM FRENTE (SIMON SNOW #1)

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels