.

RESENHA: GALATEIA

10 de agosto de 2022

 


GALATEIA
Autor(a): Madeline Miller
Editora: Intrínseca 

Páginas: 96
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

Uma prisão no topo de um penhasco. Dentro dela, uma mulher é monitorada dia e noite por médicos e enfermeiros. Repetidamente, e sem que ela saiba quando, um homem a visita. Quando ele vem, a mulher deve se transformar em pedra... e, então, voltar à vida em suas mãos. Neste conto, Madeline Miller faz uma releitura corajosa do mito grego de Pigmalião, o hábil escultor que se apaixona por sua obra-prima em mármore: Galateia. Pela graça de uma deusa, Galateia ganha vida e, na versão de Miller, casa-se depois com Pigmalião – mas, quando ela começa a seguir seu próprio caminho e não pode mais suportar as tentativas de controle e o ciúme do marido, acaba submetida a um destino cruel. Galatea deseja a liberdade. Ela elabora um plano. E, fria e dura como pedra, ela irá colocá-lo em prática.

 



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro  Galateia lançado pela editora Minotauro. O livro é de autoria de Madeline Miller e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Gataleia está presa em uma clínica. Todo dia a figura recebe a visita de médicos e enfermeiras que vem consultar seu estado físico e mental. Às vezes, no entanto, seu marido vem ao seu encontro visitá-la, e entre pedidos e preces de Galateia para que ele a tire dali, ela passa seus dias. 

Os médicos se preocupam com a paciente, que hora ou outra alega ter sido uma estátua como justificativa para explicar sua pele extremamente pálida e fria, seus movimentos rígidos e até mesmo sua beleza exuberante. O que eles não desconfiam é de que Galateia está dizendo a verdade. 

Graças a benção de Afrodite, Galateia veio a vida após as inúmeras preces de seu marido e "criador", do qual costumava admirar a figura estática até o momento em que ela cria vida. Viva, no entanto, o homem se sente ameaçado por Galateia, pois agora é impossível ter todo o controle daquela figura que antes era extremamente submissa. 

Tomado por uma crise de possessão, o homem decide aprisionar Galateia nessa clínica, longe dos olhos de terceiros e em seu completo controle. 

"O ponto é: eu não acho que meu marido esperava que eu fosse capaz de falar. Não o culpo por isso especificamente, visto que ele só me conhecia como estátua, pura, bela, submissa à sua arte. Naturalmente, quando desejou que eu vivesse, ainda queria que eu permanecesse igual, apenas quente, para que pudesse me comer. Mas parece ingenuidade ele não ter pensado melhor no assunto, em como eu não poderia ao mesmo tempo ganhar vida e continuar sendo uma estátua. Faz só onze anos que nasci, e até eu sei disso." 

Por mais que essa história seja um conto, o material que Madeline Miller (que já se tornou uma das minhas autoras preferidas) tem em mãos é vasto e muito complexo. Em uma releitura do conto "Pigmalião", de Ovídio, a autora atribuí uma voz a Galateia em uma narrativa moderna e que explora o ponto de visto feminino de uma forma brilhante. 

Ao ler "Galateia" consegui associar os temas e até mesmo a forma como o enredo é desenvolvido com o livro "A odisseia de Penélope", de Margaret Atwood. Aqui, a autora joga a personagem principal em um local atemporal, todavia lhe dá uma fala moderna, ao contrário de seus outros livros, que fazem releituras de clássicos da Ilíada e Odisseia mas atribuem os personagens (Aquiles e Circe) as suas devidas épocas. 

Este conto é maravilhoso! O livro em si parece ser um presente da autora para nos deixar um pouco menos ansiosos para seu próximo lançamento (que irá tratar do mito de Perséfone), o conto aqui é bem curtinho e dá pra ler todo de uma vez, todavia o livro conta com uma série de artes que enchem os olhos de qualquer leitora ou leitor. 

Além disso, o livro conta com um posfácio da autora onde ela explica a inspiração para este conto e como a voz de Galateia surgiu em sua cabeça. Estou apaixonado por todos os detalhes desse livro e mal posso esperar pelo próximo da autora! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: ESTADO ELÉTRICO

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels