.

RESENHA: O HOMEM NA PRAÇA

4 de agosto de 2022

 


O HOMEM NA PRAÇA
Autor(a):  Renato Niemeyer
Editora: Viseu 

Páginas: 264
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

O que poderia ser mais inofensivo do que puxar conversa com alguém lendo um livro em um banco de praça? Roberto era um homem de hábitos simples, que gostava de sentar num banco de praça, ler e... matar pessoas. Adepto a rotinas e com uma vida organizada, tudo parecia bem até o dia em que conhece Pyetra, uma mulher intrigante e carismática que pode vir a tornar seus hábitos ainda mais interessantes, ou colocar tudo a perder.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro O homem na praça lançado pela editora Viseu. O livro é de autoria de Renato Niemeyer e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 


Sentar-se no banco da praça para ler um livro é, até então, uma atividade comum, certo? Ao passar por esses lugares públicos na cidade é fácil encontrar alguém sentado ou mexendo no celular ou lendo um jornal ou algo do tipo, nada de estranho sobre isso... E um álibi perfeito, também. 

Em "O homem na praça" conhecemos Roberto, um homem que regularmente senta-se no banco da praça local para conhecer as pessoas e em seguida... bem, matá-las. Sua rotina é metódica, e seus assassinatos são quase que cirúrgicos: limpos e bem orquestrados. Isso até o momento em que Roberto conhece Pyetra, da qual ele se apresenta com o nome de Pedro. 

Pyetra é uma mulher incrível e muito carismática, que atraí a  atenção de Roberto quase que imediatamente, e com essa nova "distração", tudo o que Roberto criou até agora pode ir por água abaixo. 

Em "O homem na praça", nós entramos na mente de um serial killer em formação por diversas páginas conforme acompanhamos a rotina de Renato. Um dos maiores potenciais da escrita de Renato Niemeyer é sua capacidade em criar um protagonista aterrorizante, e, ao mesmo tempo, carismático, afinal temos em mãos um sociopata que utiliza, através da persuasão, técnicas para descobrir informações sobre as vítimas que pretende matar. 

Talvez seja por isso que ele fique tão intrigado pela Pyetra: pelo fato dele não conseguir decifrá-la completamente. Pyetra realmente é uma personagem intrigante e sua carisma deixa a leitura desse livro ainda mais prática e rápida de ler, pois queremos conhecer mais a respeito de sua personagem. 

Esse livro foi umas das coisas mais práticas e rápidas que já li na minha vida literária, isso porque a escrita de Renato fluí livremente e também a construção do livro auxilia muito na velocidade de leitura. Os capítulos desse livro são curtíssimos (com cerca de duas páginas cada) e todos deixam um gancho para a próxima parte da história. 

Além disso a história conta com referências fantásticas, como livros do Machado de Assis (Dom Casmurro e Helena, principalmente), o que foi um plus incrível pro enredo. Enfim, quer conhecer um modus operandi de um serial killer e se surpreender com o plot final? "O homem na praça" com certeza é pra você!







Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: DESENHOS OCULTOS

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels