.

RESENHA: ESTADO ELÉTRICO

29 de setembro de 2022

 


ESTADO ELÉTRICO
Autor(a): Simon Stalenhag
Editora: Quadrinhos na CIA

Páginas: 144
Ano de publicação: 2022
Compre através deste link.

Num 1997 imaginado e apocalíptico, uma jovem em fuga e seu robô atravessam os Estados Unidos rumo ao oeste. Ruínas de gigantescos drones de batalha se espalham pela paisagem, junto a toda espécie de lixo descartado de uma sociedade ultra tecnológica e consumista em declínio. À medida que se aproximam da fronteira do país, o mundo parece se desfazer num ritmo cada vez mais alucinante, como se em algum lugar além do horizonte o núcleo oco da civilização finalmente fosse desabar. Em Estado elétrico, Simon Stålenhag volta sua visão atordoante para a América. Com desenhos hiper-realistas e um talento extraordinário para narrar, o artista sueco coloca em cena uma história de amizade e horror, lealdade e suspense, em que uma sensação de constante ameaça paira sobre cada sequência e imagem.


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Estado elétrico lançado pela Quadrinhos da CIA. O livro é de autoria de Simon Stalenhag e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Estamos em 1997, no entanto a realidade que encontramos em "Estado elétrico" pode ser um pouco diferente daquela que nos lembramos... Em um planeta devastado por uma guerra de drones e aparelhos tecnológicos, conhecemos uma menina que tem uma difícil missão para ser feita: viajar por esse cenário apocalíptico com a ajuda de um robô. 

Outros humanos? Poucos foram os que restaram, pois a maioria se submeteu a realidade virtual, e com ela se perderam da nossa realidade. Por isso, a maioria dos locais dos quais essa garota terá que cruzar estão vazios, apenas com os destroços daquilo que outrora já tinha sido habitável. 

Essa foi minha primeira experiência lendo essa obra com ilustrações ultrarrealistas que conversam com o texto apresentado, e a experiência que tive lendo "Estado Elétrico" se aproxima a um soco no estômago.

Durante a viagem da protagonista desse livro, somos levados ao seu passado e aos seus diversos devaneios que nos ajuda a entender um pouco quais passos a humanidade levou para chegar a esse cenário devastado, e em grande parte tudo isso é assustador por (talvez) ser real demais. 

Se estamos indo nessa direção? Não sei dizer, mas a obra de Simon Stalenhag com certeza pode servir como um alerta para uma série de coisas. Voltando aos detalhes da edição, todas as ilustrações são belíssimas e nos ajudam a mergulhar de cabeça nesse passado distópico que encontramos nas páginas desse livro.

A leitura é rápida de se fazer, todavia muito pode ser extraído dela! Estou simplesmente apaixonado por todos os detalhes desse livrão (no sentido literal, já que o livro é grandão). Fica aí minha indicação!


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: LOVECRAFT - POE

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels