27 de julho de 2023

RESENHA: EUFORIA

 


Organizadores:  Elin Cullhed
Editora: Companhia das Letras 
Páginas: 320
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Depois de uma pesquisa meticulosa em torno da biografia e da obra de um dos nomes mais cultuados da literatura do século XX, Elin Cullhed reconstitui de maneira ficcional, em primeira pessoa, os últimos meses de Sylvia Plath, que morreu tragicamente, aos trinta anos.Em uma prosa luminosa e arrebatadora, a escritora sueca esmiúça as angústias de uma artista que, no fim da vida, experimentou uma espécie de catarse produtiva. A derrocada do casamento com o poeta Ted Hughes e os intensos conflitos psicológicos culminaram na composição de poemas emblemáticos da carreira de Sylvia Plath, que integrariam seu livro mais conhecido, Ariel, publicado postumamente em 1965.Euforia explora as contradições que precederam o desfecho de uma trajetória brilhante e atribulada. Com surpreendente liberdade de imaginação, Cullhed se dedica a investigar a ambiguidade da solidão, os prazeres do sexo, o sofrimento provocado pela traição, as privações da maternidade e a devoção incondicional ao ofício da escrita.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Euforia lançado pela editora Companhia das Letras. O livro é de autoria de Elin Cullhed e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


"Euforia", escrito por Elin Cullhed, é um livro que mergulha nas profundezas da mente de Sylvia Plath durante o último ano de sua vida. O romance reconstrói ficcionalmente os meses finais dessa renomada figura da literatura do século XX, que morreu tragicamente aos trinta anos. Com uma prosa luminosa e envolvente, a escritora sueca explora as angústias de uma artista que, no ocaso de sua existência, experimentou uma espécie de catarse criativa.


O livro examina a queda do casamento de Sylvia Plath com o poeta Ted Hughes e os intensos conflitos psicológicos que culminaram na composição de poemas icônicos de sua carreira, os quais seriam reunidos em seu livro mais famoso, "Ariel", publicado após sua morte em 1965. "Euforia" revela as contradições que precederam o desfecho de uma trajetória brilhante e tumultuada.

Com uma liberdade imaginativa surpreendente, Cullhed se dedica a investigar a ambiguidade da solidão, os prazeres e dores do sexo, o sofrimento causado pela traição, as privações da maternidade e a devoção incondicional à arte da escrita. A obra oferece um mergulho vertiginoso na mente genial e atormentada de Sylvia Plath, capturando as emoções e os dilemas que permearam seus últimos momentos de vida.


"Euforia" é uma obra que se destaca ao explorar de forma profunda e envolvente a vida e a mente de Sylvia Plath, uma das figuras literárias mais marcantes do século XX. Sob a escrita habilidosa de Elin Cullhed, somos conduzidos a um mergulho vertiginoso nos últimos momentos dessa talentosa escritora.


Um dos pontos mais cativantes do livro é a abordagem das contradições que permearam a vida de Sylvia Plath. Cullhed nos leva a compreender as angústias e os conflitos psicológicos que culminaram na criação dos poemas emblemáticos presentes em "Ariel", livro publicado postumamente. A autora sueca nos transporta para a intensidade dos sentimentos vivenciados por Plath, explorando temas como a solidão, a traição, as privações da maternidade e a dedicação incondicional ao ofício da escrita.

Outro aspecto marcante do livro é a forma como Cullhed retrata a relação tumultuada de Sylvia Plath com o poeta Ted Hughes. O colapso do casamento e as dinâmicas de poder presentes na relação são minuciosamente explorados, oferecendo ao leitor uma visão aprofundada dessas complexidades. A autora nos faz refletir sobre as dinâmicas de gênero e as desigualdades presentes nos relacionamentos, especialmente no contexto artístico.


Além disso, Cullhed aborda de maneira sensível e impactante as experiências de habitar um corpo feminino, desde a maternidade até a recuperação pós-parto, passando pela vivência da sexualidade e do afeto. A autora nos conduz pelos desafios e prazeres que acompanham essas experiências, revelando as camadas mais íntimas e humanas de Sylvia Plath.

Embora existam questionamentos sobre a escolha de recriar a vida de uma figura tão conhecida e sobre a voz narrativa adotada no livro, "Euforia" é uma leitura que proporciona uma imersão intensa na mente brilhante e atormentada de Sylvia Plath. Com uma prosa luminosa e arrebatadora, a autora nos presenteia com uma visão singular dessa talentosa escritora e sua jornada artística e pessoal. Uma obra que nos convida a (re)descobrir a genialidade de Sylvia Plath através dos olhos e da imaginação de Elin Cullhed.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: DA QUEDA A ASCENSÃO

  Organizadores:    J. C. Bernardo  Editora: Uiclap Páginas: 390 Ano de publicação: 2024 Compre através deste link. Vários anos se...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!