17 de novembro de 2023

RESENHA: FENCE VOL. 1 & VOL. 2

 


Organizadores:  C. S. Pacat e Johanna the Mad
Editora: Galera Record
Páginas: 263
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Nicholas Cox é o filho ilegítimo de um esgrimista campeão aposentado, e pretende seguir os passos do pai que sequer conhece. O sonho de ter a oportunidade e o treinamento necessários para participar de grandes competicções parece estar perto de se realizar agora que ele foi aceito na prestigiosa Kings Row. No entanto, em vez disso, Nicholas se vê em um mundo cruel em que precisará provar a todos, e a si mesmo, que é digno de se tornar um grande esgrimista.Em meio a confrontos, rivalidades e romances entre companheiros de equipe, Nicholas e os meninos da Kings Row descobrirão que há muito mais do que apenas floretes e investidas na arte da esgrima.
Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é dos livros Fence (Vol. 1) & Vol. 2 lançados pela editora Galera Record. O livro é de autoria de C. S. Pacat e Johanna the Mad e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.



Em Fence conhecemos Nicholas Cox, um jovem espadachim amador que sonha em fazer parte da equipe de esgrima da Academia de Esgrima de Kings Row. Ele é aceito na escola com uma bolsa de estudos e se vê imerso em um ambiente altamente competitivo, onde precisa provar seu valor como espadachim. Isso porque para continuar na escola, Nicholas precisa garantir sua vaga no time, caso contrário sua bolsa é cancelada. 

Durante sua jornada, Nicholas precisará lidar com rivais formidáveis para entrar no time oficial. Entre eles, está seu maior inimigo (e também colega de quarto), Seiji Katayama.



Galera, eu preciso compartilhar o quanto os dois primeiros volumes de "Fence" me deixram vidrado do início ao fim! Pra começar, o Nicholas é um personagem tão bem construído, com toda essa paixão pela esgrima e esse desejo incontrolável de se destacar na Academia de Esgrima de Kings Row. Eu me vi torcendo por ele desde a primeira página, vibrando a cada vitória e sofrendo a cada derrota. É impossível não se envolver com a jornada dele.

E a dinâmica entre os personagens? A rivalidade entre o Nicholas e o Seiji Katayama é um verdadeiro espetáculo. Sinto que vai rolar um enemies to lovers entre esses dois, mas no começo cada encontro entre eles é carregado de tensão, A forma como eles se desafiam e se provocam é super divertida. 

E não podemos esquecer dos outros personagens, cada um com sua personalidade única e história de fundo interessante, eu amei a professora de esgrima e os outros membros que tentam uma vaga no time. A diversidade é algo que realmente brilha nessa série, com personagens de diferentes origens, orientações sexuais e personalidades.

A arte da Johanna the Mad é de tirar o fôlego. As cenas de esgrima são super bem desenhadas, cheias de movimento e energia. Uma coisa que eu não gostei é que a letra dos diálogos é muito pequena, isso me atrapalhou um pouco, mas paciência.


Além disso, a forma como a história aborda temas como amizade, autoaceitação e perseverança é muito poderosa. O Nicholas e seus colegas estão todos tentando encontrar seu lugar no mundo e essas  sensações de pertencimento e a busca por identidade são temas que todos podemos nos conectar. 

Mal posso esperar para ir pros próximos volumes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: OS FRÁGEIS FIOS DO PODER

Organizadores:    V. E. Schwab Editora:  Galera Record Páginas: 756 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. Antigamente...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!