30 de dezembro de 2023

RESENHA: A DESCOBERTA DO FRIO

 



Organizadores: Oswaldo de Camargo
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 136
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Na cidade que nunca dorme, as aparências enganam: à primeira vista, é até possível acreditar que tudo vai bem, mas essa não é a verdade. Já faz três meses que Nova York ganhou vida, e os avatares conseguiram impedir que a Mulher de Branco destruísse seu território. Só que, agora, o inimigo tem poderes mais sutis à disposição: a retórica populista da gentrificação, da xenofobia e das medidas para "manter a lei e a ordem" pode destruir a cidade de dentro para fora. Para impedi-la, os avatares terão de se unir a outras Grandes Cidades para salvar o mundo da destruição iminente.Em Nós somos a cidade, N. K. Jemisin apresentou uma narrativa original e dinâmica, mostrando como seus personagens se relacionam com as regiões que representam e interagem com os demais. Em Nós fazemos o mundo, volume que encerra a saga, as histórias de cada avatar são desenvolvidas e articuladas com maestria para que, juntos, eles possam lutar por um bem maior.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro A descoberta do frio lançado pela editora Companhia das Letras. O livro é de autoria de Oswaldo de Camargo e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.

Nesse livro nós conhecemos  Zé Antunes, que aponta para toda a sociedade um fenômeno climático absurdo: o surgimento do frio em pleno setembro que só é sentido pela população negra, um evento que coincide com o inexplicável desaparecimento desses indivíduos. A indiferença,  no entanto, é destacada como a palavra-chave da população geral, que faz pouco caso do desaparecimento negro no país, serve como lente através da qual o autor examina as atitudes sociais frente às questões raciais, revelando uma apatia sistêmica que permeia a consciência coletiva.

Originalmente publicado em 1978, esta nova edição revisada foi enriquecida com as ilustrações de Kika Carvalho. Ela não apenas resgata a atualidade da obra, mas também reafirma a urgência de seu conteúdo. Oswaldo de Camargo, incontornável em sua abordagem, continua a oferecer uma contribuição vital para a compreensão e a reflexão sobre as complexidades da sociedade brasileira, especialmente no que diz respeito às questões raciais.

Lançado como uma obra seminal, o livro se destaca como uma significativa expressão literária que aborda, de maneira única, as complexidades inerentes às questões raciais no contexto brasileiro. O autor, reconhecido por sua influência no movimento negro e na literatura contemporânea, articula uma narrativa que transcende os limites da ficção e que mesmo hoje pode servir como reflexo de uma sociedade atual, indiferente e estruturalmente racista. 

Oswaldo de Camargo, além de suas proezas literárias, é reconhecido como um ativo participante no movimento negro, assumindo uma postura de denúncia e reelaboração estética frente a conflitos sociais, políticos, culturais e étnicos. Esta perspectiva é fundamentada pelo sociólogo Clóvis Moura, cujo prefácio à primeira edição realça a importância do autor como agente de transformação através da literatura.

A obra, revisitada e atualizada pelo próprio autor, adquire nova relevância sob a égide das ilustrações de Kika Carvalho, recuperando sua atualidade e urgência. Este resgate estilístico não apenas realça a maestria literária de Camargo, mas também consolida sua obra como um documento histórico essencial para a compreensão das dinâmicas raciais no Brasil.

Enfim, o livro não apenas constitui uma contribuição marcante para o cânone literário brasileiro, mas também se estabelece como um veículo de conscientização, incitando uma reflexão crítica sobre as realidades complexas e multifacetadas do tecido social brasileiro, particularmente no que tange às questões raciais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: DA QUEDA A ASCENSÃO

  Organizadores:    J. C. Bernardo  Editora: Uiclap Páginas: 390 Ano de publicação: 2024 Compre através deste link. Vários anos se...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!