21 de janeiro de 2024

RESENHA: O FILME PERDIDO

 



Organizadores: Cesar Gananian & Chico França
Editora: Quadrinhos na Cia
Páginas: 312
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Em 16 de setembro de 1890, o francês Louis Le Prince embarcou num trem entre as cidades de Dijon e Paris e nunca mais foi visto. Ele se preparava para ir aos Estados Unidos apresentar sua mais nova invenção: o cinematógrafo. A partir desta história real, o diretor e roteirista Cesar Gananian e o artista Chico França nos lançam em uma trágica e maravilhosa viagem, que reconstitui os passos de Le Prince – e a história do cinema no século XX. "Obra de ambição inédita no quadrinho brasileiro", de acordo com o crítico Érico Assis, O filme perdido imagina um filme que teria sido rodado ao longo de cem anos, por cineastas de diferentes épocas e lugares. São vinte e um estilos traduzidos do cinema para o quadrinhos. Uma graphic novel única, em que sonhos e pesadelos se mesclam a uma comovente homenagem aos primórdios da imagem em movimento.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro O filme perdido pela editora Quadrinhos na Cia. O livro é de autoria de Cesar Gananian & Chico França e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


"O Filme Perdido" oferece uma jornada fascinante pelos corredores do tempo e pelos bastidores da sétima arte, o cinema. Inspirado na misteriosa história do desaparecimento do pioneiro francês Louis Le Prince em 1890, conhecemos a história do cinema em diferentes plataformas e estilos. 

A narrativa começa no momento crucial em que Louis Le Prince, um visionário à frente de seu tempo, embarca em um trem entre as cidades de Dijon e Paris, portando consigo o cinematógrafo, uma invenção destinada a revolucionar a forma como o mundo experimenta a imagem em movimento. No entanto, sua presença desaparece após essa viagem, lançando uma sombra de mistério que ecoa ao longo das décadas.


O diretor e roteirista Cesar Gananian, habilmente, nos conduz por uma narrativa que não é apenas uma busca pelo desaparecido Le Prince, mas também uma exploração abrangente dos marcos significativos na evolução do cinema. Gananian demonstra um domínio narrativo, amalgamando fatos históricos com elementos ficcionais para criar uma obra de arte única e MUITO bela.

Para isso, entramos nos entornos da criação de um filme fictício. Essa escolha narrativa permite que Gananian e França explorem uma gama diversificada de estilos cinematográficos, imortalizando a obra de Le Prince através da imaginação de cineastas fictícios, mas igualmente influentes.


Ao longo da narrativa, somos levados a testemunhar momentos icônicos da história do cinema, desde os primórdios do cinema mudo até as eras de ouro de Hollywood, o surgimento do cinema europeu autoral, e até mesmo incursões no cinema asiático contemporâneo. Nomes como Georges Méliès, Alfred Hitchcock, Akira Kurosawa, Fellini, e muitos outros, são homenageados de forma ou outra no decorrer das páginas, seja no traço da arte ou nas referências do próprio texto. 


Chico França eleva a obra visualmente com sua arte distintiva, capturando a estética de cada época cinematográfica de maneira autêntica. As ilustrações transitam entre o realismo e a fantasia, complementando perfeitamente a narrativa multifacetada. Gente, sério, essa é uma das graphic novels mais bem trabalhadas que eu já tive acesso. Todo o esquema de cores e qualidade da impressão são muito bem colocados na edição física.

Como eu AMO muito cinema, ter essa GN em minha casa se tornou um item obrigatório! É uma experiência imersiva que não apenas presta homenagem aos mestres do cinema, mas também oferece uma reflexão sobre o poder duradouro das imagens em movimento e como a criação artística pode transcender o tempo.

 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

TRÊS MOTIVOS PARA LER "OS SETE CÉUS"

Olá pessoal do Porão Literário! Hoje vou compartilhar com vocês três motivos para ler  Os sete céus: O chorar dos anjos, livro 1, de Viniciu...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!