28 de março de 2024

RESENHA: COSMOS — UM SONHO DE ASTRONAUTA




Organizadores: Jesus Abel de Moura 
Editora: Viseu
Páginas: 293
Ano de publicação: 2024
Compre através deste link.

No cenário de um mundo que alcançou a harmonia e a paz após as tumultuadas décadas iniciais do século XXI, os governos globais uniram forças para reduzir as desigualdades e promover a cooperação. Nesse período de estabilidade, a Terra recebe um contato surpreendente: seres humanos de outros planetas desejam compartilhar suas avançadas tecnologias e habilidades mágicas.Ben-Hur, um homem comum, é selecionado pela inteligência artificial COSMOS para se tornar um astronauta. Por meio de um audacioso plano, Ben e seus amigos embarcam em uma jornada até a Lua, onde a estação espacial lunar sofreu danos catastróficos devido à chuva de asteroides. A missão deles é restaurar a estação e garantir o funcionamento dos ecossistemas que foram estabelecidos por lá.À medida que Ben-Hur abraça esse novo propósito, enfrenta desafios inesperados, revelando que a empreitada é muito mais complexa do que parecia inicialmente. Enquanto ele e seus amigos trabalham na restauração da estação, precisam, também, enfrentar os dilemas éticos e tecnológicos que surgem, incluindo as sombras de um país inimigo que busca astronautas habilidosos para seu próprio programa espacial.Será possível para Ben-Hur e sua equipe escaparem ilesos dessa perseguição implacável? Será que não há uma conspiração por trás de tudo isso?

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Cosmos: Um Sonho de Astronauta lançado pela editora Viseu. O livro é de autoria de Jesus Abel de Moura e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

"A COSMOS é especial"
Na virada do milênio, os líderes globais uniram esforços para reduzir desigualdades e promover uma aliança de cooperação em todo o planeta. Nesse período de estabilidade, a Terra foi surpreendida por um contato inesperado: seres humanos de outros planetas oferecem compartilhar suas tecnologias extremamente avançadas conosco, e foi graças a isso que a COSMOS pode evoluir.

No centro de "Cosmos — Um sonho de astronauta" está Ben-Hur, um jovem indeciso que abandonou três cursos superiores e trabalha como faz tudo, morando com sua avó e irmã Anne, que está no ensino médio e cursa programação. Sua vida é transformada quando é escolhido pela inteligência artificial COSMOS para se tornar um astronauta.
"Nosso camarada Ben-Hur não tem nada de especial, ele usa seu cabelo curto, roupas bastante humildes e desgastadas, mas sempre limpas e apresentáveis, ele guarda a maior parte do dinheiro que consegue. Um de seus grandes sonhos é viajar pelo mundo, mas não sozinho; ele quer levar sua irmã mais nova e também sua avó para que conheçam outras culturas, outras línguas, outros sabores, mas sua maior ambição talvez seja até desnecessária e fútil, porém é o que almeja desde criança; ele quer uma unidade da COSMOS, uma interface que contém uma inteligência artificial avançadíssima, anos-luz à frente das outras IAs que existem por aí."

Mas para poder ir na tão aguardada missão, Ben terá que passar por um treinamento intenso, tanto na parte física quando na intelectual — precisando aprender inglês, Pleiadiano e Annunnaki — para então embarcar em uma jornada rumo à Lua, onde uma estação espacial lunar chamada Horizon enfrentou danos catastróficos devido a uma chuva de asteroides. Sua missão é restaurar a estação e assegurar o funcionamento dos ecossistemas estabelecidos lá.

À medida que Ben-Hur assume o papel que sempre sonhou em empenhar, ele se depara com desafios imprevistos que revelam a complexidade daquela missão. Enquanto trabalham na restauração da estação, Ben e seus amigos enfrentam uma ameaça inesperada: uma gangue mafiosa soviética que acaba envolvendo todo o plot do livro em uma disputa política, tecnológica e extremamente perigosa. 


Conforme a missão avança, surge a pergunta: será possível para Ben-Hur e sua equipe escaparem ilesos dessa perseguição? Existe de fato uma conspiração por trás dos eventos que se desenrolam diante deles? 

Uma leitura leve, eletrizante e muito divertida. Fiquei impressionado com o quanto esse livro consegue ser divertido em sua abordagem de ficção-científica e, ao mesmo tempo, construir tensão na história. Um ponto que merece ser exaltado aqui é a personalidade que o autor dá para a AI chamada COSMOS! Desde o momento em que ela aparece a AI acaba roubando a cena.

Toda a fase do treinamento e a ida de Ben a lua é incrível e flui muito bem. Gostei da forma como o narrador se apresenta mais descontraído e divertido (que acaba combinando muito com toda a esfera do livro) enquanto nos apresenta uma leva gigante de personagens e de conceitos. 

Por fim, fica a indicação dessa leitura super divertida e que com certeza vai agradar muito os fãs de ficção científica! 



 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

TRÊS MOTIVOS PARA LER "EM BUSCA DO REINO"

Olá pessoal do Porão Literário! Hoje vou compartilhar com vocês três motivos para ler Em busca do reino, de Reyves L.B. 

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!