16 de abril de 2024

RESENHA: ROTAS DE FUGA




Organizadores: Cleone Ribeiro
Editora: Artêra
Páginas: 313
Ano de publicação: 2024
Compre através deste link.

Rotas de Fuga é um romance em que a diversidade de vozes narrativas, acrescida de uma linguagem na qual domina uma atmosfera de incertezas e de ambiguidades, justificam o estilo da narração. Tem como protagonista Helena, quem, na pretensão de escrever um romance, sentindo-se traída pela memória, busca auxílio em um narrador que a socorre quando do preenchimento dos seus vazios. Na condição de narradora depara-se com bloqueios que vão se insinuando no enredo e que por vezes a levam a interromper o discurso. Como compensação à precariedade da sua memória recorre aos sonhos (?) ― os maiores responsáveis pela citada ambiguidade ― por lhe provocarem o despertar de uma memória ficcionada, desvinculada, na maior parte das vezes, da temporalidade. 

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Rotas de fuga lançado pela editora Artêra. O livro é de autoria de Cleone Ribeiro e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.    


Impressionante e incrivelmente profundo. Fiquei admirado com o quanto "Rotas de Fuga",  vai fundo na mente de um personagem em uma narrativa que flerta com diversos gêneros. Um pouco poético, um pouco auto-biográfico, um pouco ficcional... Temos tudo isso dentro de nós, então por que Helena não teria também? 

Helena é apresentada como uma aspirante a escritora, lutando para dar vida a um romance enquanto enfrenta bloqueios criativos e lacunas em sua memória. Sua busca por preencher esses vazios a leva a recorrer aos sonhos, que emergem como portais para uma dimensão onde passado e presente se entrelaçam como um só, desafiando por completo as fronteiras da realidade. 


Eu gostei muito da forma como Cleone consegue colocar uma personagem tão singular e que, ao mesmo tempo que busca o seu romance busca também sua própria identidade; o mais legal é que Helena não é a única personagem desses devaneios. 


Ao lado de Helena, encontramos uma galeria de personagens que adicionam em muito pra história. A relação conturbada entre Helena e sua filha Laura, por exemplo, é intensa e, por muitas vezes, conflituosa. Além disso, a presença do narrador auxiliar, cuja voz se entrelaça com a de Helena, nos faz refletir acerca do processo de contação de histórias, principalmente em um livro que fala justamente sobre o criar literário.

A estrutura não linear da obra me pegou um pouco desprevenido no começo, fiquei meio confuso para tentar me estabelecer com relação a que ponto da história estávamos, mas é essa mesma complexidade que confere à narrativa sua profundidade e ressonância emocional. Ao invés de seguir uma linha narrativa convencional, "Rotas de Fuga" navega em um mar de lembranças que nossa mente às vezes nos deixa à deriva.  


Gosto muito de livros que falem sobre o ofício da escrita, "Rotas de Fuga" tem isso e muito mais conforme explora os altos e baixos de uma vida e como ela pode se conectar as histórias que criamos! Eu me apaixonei pela escrita de Cleone e espero que ela continue a lançar outros livros! 

"Gosto de gritar bem alto o meu nome 
Quantas vezes me dá vontade
assim eu me chamo para mim
Gosto também de gritar bem alto 
um som  que não diz nada
um som que me liberta"
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: PLANETA CORAÇÃO

  Organizadores:   Tatiana Fazio Editora:  Viseu Páginas: 70 Ano de publicação: 2024 Compre através deste link. Aqui, neste lugar ...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!