24 de junho de 2024

RESENHA: EU, O POETA





Organizadores: Amilton Conté
Editora: Atlantic Books
Páginas: 54
Ano de publicação: 2024
Compre através deste link.

Nesse livro só quis realçar a importância de um pai nas dificuldades da vida




 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Eu, o poeta lançado pela editora Atlantic Books. O livro é de autoria de Amilton Conté e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 



Estudei pensando aprender alguma coisa
Desafiei a escrita me chamando de poeta
Juntando as palavras numa linha remota
Que remonta ao tempo das ninfas. Deusa


Organizado como uma coleção de fragmentos poéticos, o livro "Eu, o poeta" traz uma coletânea de poesias que expressam diversos sentimentos como relação paternal, amor, relacionamentos, percepção, análise de si mesmo e muitos outros temas. 


Esse é o terceiro livro de Amilton Conté que leio, e é impressionante a forma como o autor consegue evoluir sua escrita cada vez mais conforme explora seu passado e a ficção em versos tão ricos e cheios de história. Os outros livro dele, inclusive, estão resenhados aqui no Porão e se chamam "Mágoas de magoam" e "50 vidas". 

Idealize que o amor seja um copo repleto daquilo que dói, “o saber”
Para o preservar, deve-se degustar devagar cada gota em cada segundo
Sentindo o bater das prosas em pulsações do coração surdo, sem ouvido
Alimentando o ego com as doces salivas dos lábios balbuciando querer
Como no poema acima, onde Amilton explora uma das facetas e compreensões do amor, é possível ver também a complexidade das emoções humanas e a busca pelo entendimento e preservação do amor. Através de referências mitológicas e de toda sua experiência literária , o autor reflete sobre a luta interna entre desejos não realizados e a busca por conexões genuínas  ao mesmo tempo em que mergulha em uma jornada de autodescoberta e reflexão sobre a capacidade de amar e sofrer (e em como esses sentimentos são ligados). 

Um dos focos do autor nesse livro foi em trazer a paternidade em voga em todas suas complexidades. Para isso o autor nos ilustra com momentos tristes e felizes em diversas memórias de um eu-lírico que passou por situações de preconceito, miséria e diversas adversidades na vida. 


Talvez esse tenha sido o livro que eu mais tenha gostado do autor até então, justamente pela forma como ele parece aumentar o espectro de sua narrativa e também os temas que aborda com uma precisão e, quando necessário, brutalidade. Tudo isso sem deixar de produzir versos livres e ritmados. 


Amilton Conté nasceu em Bissau, capital da Guiné-Bissau, e passou sua infância na África antes de emigrar para Portugal em 1999, em busca de melhores condições de vida. Há 14 anos, estabeleceu-se no Luxemburgo. 


Sempre escrevendo como forma de ocupar seu tempo livre, Conté começou a escrever aos 18 anos, mas enfrentou dificuldades significativas para publicar seus livros. Somente após 16 anos, em 2021, conseguiu lançar suas obras, iniciando um ciclo anual de publicações, sendo "Eu, o poeta" seu último livro publicado até então! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: DA QUEDA A ASCENSÃO

  Organizadores:    J. C. Bernardo  Editora: Uiclap Páginas: 390 Ano de publicação: 2024 Compre através deste link. Vários anos se...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!