.

RESENHA: A GAROTA DA CASA AO LADO

15 de janeiro de 2021

A GAROTA DA CASA AO LADO
Autor(a): Jack Ketchum
Editora: DarkSide Books

Páginas: 320
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.

Em um pacato subúrbio americano, de belos jardins e casas aconchegantes, o horror e a crueldade podem ser seus vizinhos de porta. No porão da casa dos Chandler, duas garotas são mantidas em cativeiro, à mercê dos ataques de fúria de uma tia distante e de outros vizinhos igualmente cruéis. Não há escapatória. Prepare-se: o livro que a Macabra Filmes lança em parceria com a DarkSide Books contém uma das histórias mais difíceis de digerir já escritas. Inspirado em um caso real que ocorreu nos anos 1960, nos Estados Unidos, A Garota da Casa ao Lado é uma leitura perturbadora e chocante, feita com maestria por um escritor de “histórias muito, muito sombrias”, nas palavras de Neil Gaiman. Os horrores narrados por Jack Ketchum deixaram muitos leitores estarrecidos com a crueldade do ser humano. A história foi baseada no assassinato da jovem Sylvia Likens, de 16 anos. Filha de artistas circenses, Sylvia tinha uma vida instável e frequentemente ficava sob os cuidados de amigos ou parentes quando os pais viajavam ― e foi assim que ela parou nas mãos de Gertrude Baniszewski, que a submeteu a situações apavorantes. Jack Ketchum evoca a aura desta década ― a música, a insularidade da vida suburbana, os medos e ideais que transpareciam com um pouco de pressão ― com economia e rigor.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro A garota da casa ao lado, lançado pela Darkside Books. O livro é de autoria de Jack Ketchum e tem tradução de Ana Death Duarte.



Que horrores podem se esconder em um subúrbio comum? Pois bem, a resposta pode te assustar. Em "A garota da casa ao lado" conhecemos Davy, um garoto que passa pelo início de sua adolescência. David (ou Davy) tem uma grande amizade com a família da casa ao lado, liderada por Ruth e seus filhos, a família é conhecida como os Chandler. 

Inesperadamente, os Chandler recebem duas parentes distantes. Meg e sua irmã acabaram de perder os pais em um acidente de carro e foram mandadas para a casa de Ruth, já que ela era a tia mais próxima das meninas órfãs que ainda se recuperavam do acidente do qual elas também tinham sofridos e que causou uma série de deficiências na irmã de Meg, Susan. 


Conforme a hospedagem das meninas na casa vai se prolongando, Davy começa a reparar que Ruth e seus filhos vão estreitando cada vez mais o relacionamento com as duas meninas: antes afável e compreensivos, agora Ruth parece mais impaciente com as meninas - e até mesmo cruel. 

Afinal, até que ponto o ser humano pode ser cruel? 


Aqui está uma leitura para quem tem um estômago forte. Inspirado em um caso real, Jack Ketchum cria uma narrativa extremamente pesada e visceral ao nos apresentar um pequeno subúrbio da década de 60 onde o mal se espreita entre portas fechadas.

"A história foi baseada no assassinato da jovem Sylvia Likens, de 16 anos. Filha de artistas circenses, Sylvia tinha uma vida instável e frequentemente ficava sob os cuidados de amigos ou parentes quando os pais viajavam — e foi assim que ela parou nas mãos de Gertrude Baniszewski, que a submeteu a situações apavorantes."


Narrado em primeira pessoa pelo personagem David, fui pego de surpresa com o quanto a história vai ficando mais pesada a cada página lida. 

Nas cem primeiras páginas nós temos uma ambientação do enredo: conhecemos os personagens e seus traumas de uma forma aprofundada justamente para nos importarmos com eles. A muito interessante vermos como a amizade brota entre Davy e Meg. No entanto, tudo vai se transformando e quando vemos estamos em um território extremamente violento e sádico. 


Em alguns momentos eu não tive como prosseguir a leitura, de verdade. Tive que parar e retomar a leitura depois de um tempo, Ketchum não se preocupa em amenizar as descrições de algumas cenas, e isso me deixou bem assustado. Tanto é que a obra (publicada em 1989) foi bem controversa nos anos que seguiram seu lançamento.

Por isso a edição traz um material adicional bem interessante que ajuda a entendermos o porquê do autor querer contar essa história. Além do prefácio com o mestre do terror Stephen King, temos um posfácio onde o próprio autor da obra estabelece alguns motivos para escrever "A garota da casa ao lado", além de trazer alguns contos extras do autor. 


A edição em si está espetacular, como é de praxe da DarkSide, com o corte trilateral vermelho e a diagramação confortável, não encontrei problemas para fazer a leitura do livro. Só recomendo a ir com calma da história, porque realmente é bem intensa! 

9 comentários:

  1. Não vejo a hora do meu livro chegar. Espero ler o quanto antes!
    Eu vi a adaptação antiga,mas sei que hoje, não conseguiria ver. Sei lá, depois que se vê uma vez, não dá para repetir a dose.
    E a crueldade humana é intensa demais. O fanatismo, tudo ali, na cara. Creio que quando for ler, vá ter que parar para respirar também.
    Mas eu dou conta rs
    E falar o que das edições da Dark? Tem nem como!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu realmente preciso ver essa adaptação, se for 10% fiel ao livro já imagino que seja muito tensa! Depois de ver comento contigo sobre!

      Excluir
  2. Nossa Leo,
    Não teria estômago de jeito nenhum.
    Já foi difícil ler a resenha, imagina ler o livro.
    Ainda mais sabendo que é baseado em fatos reais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NEM ME FALE! É bem pesado, mas a narrativa do autor é muito bem planejada e afiada

      Excluir
  3. Já vi o filme "Um crime americano" que conta a história dessas irmãs, é triste e pesado. Acredito que o livro deve ser tão interessante quanto o filme!!

    ResponderExcluir
  4. Eu amei a capa desse livro e parece ser bem pesado, adoro livros assim, já quero ler 🙈

    Beijos da Steh!

    IG: @PAPEANDOSTEH

    ResponderExcluir
  5. lembro de ficar chocada com o caso real na época, esse livro acho que não teria coragem de ler.

    ResponderExcluir
  6. Só tenho uma coisa a dizer: Quero esse livro emprestado porque O TANTO que estão falando dele, eu PRECISO também saber o que tanto choca as pessoas. PELO AMOR DE DEUS!

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: UM SOBRE INFINITO

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels