23 de abril de 2024

RESENHA: EM BUSCA DO REINO

 


Autor(a):  Reyves L.B.
Editora: Voe
Páginas: 409
Ano de publicação: 2024
Compre através deste link.

Após os acontecimentos descritos no "Em Busca da Coroa", o agora Rei de Minalkar, Rubyo Hant I, embarca em uma jornada rumo ao misterioso continente de Hannambar, determinado a vencer o Jogo do Rei. Esse torneio foi criado pelo irreverente Rei Draco de Nettiel, que oferece ao vencedor não apenas seu próprio trono, mas também a mão de sua filha em casamento. Rubyo pretende utilizar os recursos de Nettiel para reconquistar as terras de Minalkar e salvar seu povo, que vive em miséria em um reino inimigo.Entretanto, os deuses parecem ter outros planos para Rubyo. Em seu caminho, além de fazer novas e improváveis amizades, ele acaba se apaixonando por uma jovem barda, cujos encantos lançam uma sombra de dúvida sobre o coração do Rei de Minalkar: ele deverá seguir seus sentimentos e viver esse grande amor ou honrar sua palavra com o povo e abrir mão de sua própria felicidade?Nessa nova e inesquecível aventura, Rubyo enfrentará adversários formidáveis e lendários, terá que lidar com traições cruéis, testará antigas e novas alianças e, claro, desafiará o inimigo mais poderoso que já enfrentou: seu próprio desejo.Essa história de amor proibido, sacrifício, honra, poder e redenção moldará o destino não só de Rubyo, mas também de todos os reinos do mundo de Carbium.

 



Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Em Busca do Reino (O Jogo do Rei Livro 2) lançado de pela Editora Voe. O livro é de autoria de Reyves L.B. e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


E aqui estamos! O segundo volume da série O jogo do Rei voltamos a acompanhar o (agora) Rei Rubyo Hant I de Minalkar. Um rei que, até então, não tem reino,  parte em uma jornada em direção ao desconhecido continente de Hannambar. Seu objetivo é claro: emergir vitorioso do desafiante Jogo do Rei. Este torneio arrojado foi concebido pelo excêntrico Rei Draco de Nettiel, oferecendo ao vencedor não apenas o trono de Nettiel, mas também a mão de sua filha em casamento.

Para isso, os diversos competidores daquela competição terão que matar um Dragão Vermelho e retirar seu coração, que fora do corpo da criatura se transforma em uma espécie de pedra chamada dourada chamada Drâmbar. 

Para Rubyo, esta é uma chance única de usar os recursos de Nettiel para libertar seu próprio povo da miséria que assola Minalkar sob o domínio de um reino rival.


Entretanto, os desígnios dos deuses parecem ter outros planos para Rubyo. Enquanto ele avança em sua jornada, não apenas forja novas e improváveis amizades, mas também se vê atraído pelos encantos de uma jovem barda chamada Lillyenne Redenna, uma das cantoras mais famosas do reino de Nettiel. 

Os sentimentos que ela desperta lançam uma sombra de incerteza sobre o coração do Rei de Minalkar: seguir seus sentimentos ou honrar sua palavra para com seu povo?

Bom, pra começar devo dizer que é muito gostoso voltar ao universo de "O jogo do Rei". Pelo o que eu entendi, esse segundo volume é o penúltimo de uma trilogia, e aqui nós temos essa sensação de que estamos no meio da história e de que a guerra final ainda está por vir. 

Isso porque Rubyo já tem certeza de quem é e qual é o seu maior objetivo, que é justamente trazer a liberdade para seu povo. Não tem, no entanto, o poder bélico para tal, portanto esse trono oferecido pelo rei Draco vem a calhar, para isso Rubyo terá que enfrentar diversos desafios nessa nova parte do continente. 


E pra isso o autor nos leva para diversos cenários novos e com muitos perigos. Florestas com diversos espíritos, desertos com enormes vermes rastejantes, cavernas de gelo... É incrível a quantidade de lugares que Rubyo passa durante essa parte da história. 

Mas o que eu mais gostei foi o poder e o carisma dos personagens secundários que entram no enredo. Aqui nós temos Rocco, um meio-orc; Zafyr, Flavann, o fofo lobo Lycan, Felízzio e a própria Lillyenne.... Acabamos conhecemos muito mais sobre cada um deles nas diversas etapas em que passamos durante a leitura da história. 

Além disso, "Em busca do Reino" tem muito daquela esfera de D&D que eu tanto amo. Seja na questão de um grupo sair em missão com um objetivo até mesmo os elementos de raças e dinâmicas de D&D. Mesmo assim o autor consegue ser super autoral e criar uma história que não seja maçante. 


Esse é um elemento do qual eu gosto muito na escrita de Reyves: Ela é super fluída e funciona muito bem em criar um cenário e expandi-lo! Agora que todas as peças já estão colocadas, espero muito que o terceiro volume consiga nos surpreender com grandes momentos de guerra e conflitos ainda mais épicos.

Resta-nos esperar!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: PLANETA CORAÇÃO

  Organizadores:   Tatiana Fazio Editora:  Viseu Páginas: 70 Ano de publicação: 2024 Compre através deste link. Aqui, neste lugar ...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!