.

RESENHA: NOSSA PARTE DE NOITE

2 de julho de 2021


NOSSA PARTE DE NOITE 
Autor(a):  Mariana Enriquez
Editora: Intrínseca 

Páginas: 544
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

Um pai e um filho cruzam a Argentina de carro, de Buenos Aires até as Cataratas do Iguaçu, na fronteira com o Brasil. São os anos da ditadura militar argentina, soldados armados estão no controle e o ambiente é de tensão. O pai tenta sozinho proteger Gaspar, seu filho, do destino que lhe é designado. A mãe do garoto morreu em circunstâncias obscuras, em um suposto acidente. Como o pai, Gaspar recebeu o chamado para ser médium em uma sociedade secreta, a Ordem, que se relaciona com a Escuridão em busca da vida eterna por meio de rituais atrozes. Para tais rituais, é imprescindível a presença de um médium, mas o destino desses detentores de poderes especiais é cruel, já que o desgaste, físico e mental, é rápido e implacável. As origens da Ordem, comandada pela família da mãe de Gaspar, remontam a séculos, quando o conhecimento da Escuridão foi trazido da África para a Inglaterra e dali se estendeu à Argentina. O terror sobrenatural se mistura com terrores bem reais neste romance perturbador e deslumbrante –– casas cujos interiores sofrem mutações, passagens que escondem monstros inimagináveis, rituais com sacrifícios humanos que envolvem êxtase e dor, andanças na Londres psicodélica dos anos 1960, fetiche por pálpebras humanas, liturgias sexuais enigmáticas e a repressão da ditadura, os desaparecidos, a chegada incerta da democracia e os primeiros casos de aids em Buenos Aires.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Nossa parte da noite lançado pela editora Intrínseca. O livro é de autoria de  Mariana Enriquez. A resenha foi feita por Leonardo Santos. 


Em "Nossa parte da noite" nós acompanhamos a jornada de Juan e de seu filho Gaspar através de uma Argentina ditatorial. Com as estradas e rodovias tomadas por soldados, esta não é a maior ameaça para Juan. O homem está em fuga da Ordem, uma sociedade sobrenatural que deseja capturar Juan e seu filho para ter controle das habilidades do pai e do filho. 

Um dos únicos capazes de convocar a Escuridão, Juan trabalhou durante um tempo com essa associação para realizar rituais, todavia evocar tal poder tornou adoeceu Juan, que agora vive em espectro à saúde que tivera anteriormente. O que mais assusta Juan, no entanto, é que seu filho (uma criança), parece ter as mesmas habilidades do pai.


Gaspar parece evoluir essas habilidades a cada dia que passa, seja vendo pessoas que já não estão no nosso plano ou demonstrando outras habilidades sobrenaturais, Juan sabe que a Ordem fará de tudo para se apossar das habilidades de ambos, e por isso traçou seu trajeto de fuga até a fronteira de Argentina e Brasil. 

Além da fuga, Juan busca respostas a respeito da morte de sua esposa - mãe de Gaspar. Sua morte é um tanto misteriosa e estranha, visto que Juan não consegue contatá-la no outro plano em nenhum momento. 


Esse é meu primeiro contato com a escrita de Mariana Enriquez, sei que este é o seu segundo título publicado no Brasil e fiquei bem interessado em conhecer a autora. Para início de conversa eu gostei muito da escrita de Mariana, ao mesmo tempo em que ela entrega detalhes interessantes sobre a trama, percebemos que muito fica oculto de uma forma proposital, o que gerou interesse em desbravar mais sobre a mitologia criada pela autora nas páginas iniciais desse livro. 

Com uma pegada pro suspense sobrenatural de estrada, a narrativa é contínua e não existe divisão de capítulos (o que me atrapalhou um pouco, confesso), aqui só temos as "partes" dos livros que quebram a história e nos apresentam novos (e inusitados) cenários. Durante toda minha leitura eu fiquei pensando em como a Enriquez iria conseguir juntar todas aquelas informações de modo coerente, mas no final acaba dando certo. 


Uma das minhas únicas críticas que poderia fazer a respeito de "Nossa parte de noite" seria sobre seu tamanho. O livro conta com cerca de 600 páginas para uma história que, na minha opinião, poderia ser narrada em 400. O ritmo foi meu maior problema na leitura desse livro, mas não acredito que essa seja uma história para "devorarmos" de uma vez, e sim para ir lendo aos poucos mesmo. 

Talvez, por ter entendido isso, eu acabei gostando bastante do livro! Mas preciso dizer que existem algumas cenas bem pesadas e que podem causar desconforto a leitores mais sensíveis, principalmente com relação a violência! Não achei que esses momentos foram gratuitos, pois de fato eles são coerentes ao enredo, mas ainda sim é sempre bom avisar...


Gostei muito da forma como a autora misturou o fantástico ao real, mesmo que as referências acerca da ditadura sejam sutis na história, elas estão ali e marcam o estilo de escrita de Mariana! A concepção do fantástico aos olhos dela é incrível e eu fiquei bem animado para ler mais livros da autora, isso eu garanto! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: SEMPRE EM FRENTE (SIMON SNOW #1)

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels