.

RESENHA: OS VILELAS

14 de novembro de 2022

 


OS VILELAS
Autor(a):  Ricardo Bernhard
Editora: Sete Letras

Páginas: 550
Ano de publicação: 2022
Leia através deste link.

Quando os anseios pessoais de quatro Vilelas entram em conflito com suas próprias noções de moral, a lealdade, o orgulho e o egoísmo são desafiados. Além disso, os entrelaces dos vínculos familiares e os empecilhos corriqueiros da vida moldam ainda mais as escolhas que definem o destino de pai, mãe, filho e filha. Ao longo de quatro décadas – entre 1979 e 2019 – acompanhamos os acertos, erros, acasos e contradições de quatros personagens de uma típica família de classe média carioca. O pai, Joaquim, um professor universitário de meia-idade, vê seus objetivos acadêmicos embarreirados ao ter que deixar de lado sua vida profissional para ajudar um diretor e uma aluna. A mãe, Adriana, farmacêutica de uma multinacional, não se esquiva de oportunidades que possam trazer estabilidade financeira para si e para sua família. Mas o trajeto para atingir essa meta pode se provar custoso demais. O filho, Diogo, desponta como um promissor analista num banco de investimentos. Com todo seu carisma e inteligência, seu sucesso parece estar selado – mas quanto mais alto o lugar a que se chega, maior o risco da queda. A filha, Luísa, prefere manter uma vida reclusa, trancafiada em seu quarto na casa dos pais enquanto escreve em seu blog sobre os riscos existenciais enfrentados pela humanidade. Os seus textos chamam a atenção de uma revista de circulação nacional, que a convida para escrever uma coluna. Ao mesmo tempo dócil e teimosa, Luísa é levada, pela sua filosofia de vida, a entrar em rota de colisão justamente com as forças contra as quais decidiu lutar.


Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro  Os Vilelas lançado pela editora Sete Letras. O livro é de autoria de  Ricardo Bernhard e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 

Lealdade, orgulho e egoísmo são desafiados quando os desejos pessoais das quatro Valeras colidem com seus próprios valores morais. Além disso, o entrelaçamento dos laços familiares e os obstáculos cotidianos da vida moldam ainda mais as escolhas que determinam o destino de pais, mães, filhos e filhas. 

Ao longo de quatro décadas, de 1979 a 2019, acompanhamos os acertos, erros, surpresas e contradições de quatro personagens de uma típica família de classe média carioca. Começamos a história no final de década de 1970 acompanhando a trajetória acadêmica de Joaquim, que após se envolver em uma delicada trama envolvendo uma aluna, pode ter sua carreira comprometida. 

Além disso, o livro explora também Adriana, uma mulher forte que se vê em um ambiente extremamente competitivo: o de uma multinacional. Ali, Adriana vê uma chance de conseguir uma ótima oportunidade de emprego que pode fazê-la receber muito bem e, assim, contribuir para a família que quer constituir com Joaquim, mas estaria ela disposta a fazer o que for necessário para conseguir seus objetivos? 

A partir desses dois personagens extremamente reais e complexos, vamos nos aventurando na família Vilela durante cerca de quatro décadas, acompanhando esses personagens e muitos outros que vão surgindo conforme o tempo vai escorrendo. Uma coisa que eu gostei muito nesse livro foi a forma como o autor consegue trazer um drama de geração que é ao mesmo tempo um romance de formação.

Isso porque  vamos conhecendo esses personagens e também vamos vendo suas mudanças, afinal todos nós mudamos com o tempo, certo? Principalmente em Joaquim e Adriana eu senti muito isso, e também na própria relação entre eles - que se altera após ter os filhos e outros acontecimentos que tomam conta da narrativa. 

Os filhos, então, são responsáveis por configurar as últimas partes desse livro, e eles realmente dão aquele frescor a narrativa na hora em que ela mais necessita! Por mais que seja um livro grande, acredito que a carisma e profundidade dos personagens sejam responsáveis por não tornar a leitura maçante, muito pelo contrário, ficamos fascinados em entender mais a dinâmica entre essas pessoas tão diversas e a forma como o plot vai se prepando para o final!

Ideal para quem gosta de uma narrativa que foque em seus personagens e que traga aquele bom conflito familiar, fiquei encantado com a escrita de Ricardo Bernhard e mal posso esperar para ler o outro livro do autor, intitulado "Litoral Noir". Enfim, fica aí a indicação! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: LOVECRAFT - POE

SIGA NO INSTAGRAM

PORÃO NO YOUTUBE!







Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels