24 de abril de 2023

RESENHA: VERSOS VERDES E VERSÕES

 


Autor(a):  José Augusto Fontes
Editora: Editora Scortecci
Páginas: 92
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Poesia verde, cheia de sentimento, com versões que transbordam e abordam desde o mais simples ao mais misterioso do ser e do amor, da ecologia e da preocupação social, da flor e da dor. Sensibilidade marcante e poética envolvente, com passeios pelo íntimo inesgotável e pelo exterior infinito, beirando matas, sertões, encantos, paixões e preocupações sociais. Amor verdinho e versões palpitantes. Poemas desenhando belas e cativantes sensações.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Versos verdes e versões,  publicado pela editora ScortecciO livro é de autoria de José Augusto Fontes e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.



Poucos livros de poesia me cativaram tanto igual "Versos verdes e versões". Escrito por José Augusto Fontes após um momento crucial de sua vida, é impressionante ler esse conjunto de poemas e notar quão forte e devastador é o poder das palavras. 


Digo isso porque no prefácio, o jornalista Francisco Dandão já diz que grande parte desse livro foi escrito após a experiência de quase morte do autor por conta da COVID-19. E esse talvez seja o fator que mais altere o modo de escrita de José nessa nova obra (além desse trabalho, o poeta já publicou outros títulos como Páginas da Amazônia — Proseando na Floresta e Sementes da Poesia na Floresta). 
[...]
Desenhei. Morri e renasci, a janela florida se abriu
Viajei então num céu de anil 
Foi quando pisei na terra de partida
Atrás deixei a dor anestesiada, cortante e vil 
Equilibrei na corda e levantei do vazio instante
Sempre viverem um suposto arriscado que me seduz
Gritarei calado. Fui ressuscitado. Nasci e morri em abril. 

Dando foque para tudo aquilo que o período pandêmico tornou claro, a forma como José relata suas experiências pessoais e calamidades sociais que nós vimos nos jornais e ao nosso redor durante esse período tão complicado é, no mínimo, brilhante. Pois sua poesia é crua e cortante quando necessário. 


Afinal, quantos de nós vimos pessoas passando por dificuldades nos últimos anos? A injustiça social com certeza se tornou ainda mais evidente dado que muitas famílias nem tinham o que comer ou como se proteger do vírus. O autor fala sobre isso de um ponto de vista sensível em diversos poemas, como "Dor insuportável", "Coragem para dormir" e outros.

Barriga vazia nem dá sono 
Todo dia o abandno arrepia 
O desdém é a cantiga de ninar 
Na noite fria que não tem outono 
Na fome inimiga que se tem 
E nenhum nome há para gritar
Só um desamor para acomodar 
Essa vida vazia está além da poesia 
Só o poder está à vontade no seu trono 
Essa é a desigualdade e o homem é o refém 
E este mundo, será que dono tem? 

Além do cunho social, o cuidado ambiental e a exaltação da natureza parece permear toda a obra do autor, além do próprio texto, o livro conta com diversas imagens que detalham a magnitude da fauna e flora nacional. Isso faz com que a leitura seja ainda mais enriquecedora!


A poesia descalça e crua tece canções
Dança e canta trançando valsa com a lua 
Sonhando na beira da rua, tirando o lençol
Folha oliva fisgando amor, anzol e esmeralda
Move paixões ou flutua, desenho de sensações

Bom, é impossível não se comover com a leitura desses poemas, seja  por conta dos mais reflexivos aos mais amorosos, a métrica de José é precisa em criar versos que sejam fáceis e gostosos de serem lidos e declamados, aplicando a eles uma musicalidade deliciosa!


Fica a minha indicação para quem quer se aventurar nas memórias, vivências e relatos de um eu-lírico potente e muito articulado! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

TRÊS MOTIVOS PARA LER "EM BUSCA DO REINO"

Olá pessoal do Porão Literário! Hoje vou compartilhar com vocês três motivos para ler Em busca do reino, de Reyves L.B. 

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!