8 de fevereiro de 2024

RESENHA: UM CORPO NA BANHEIRA

 


Organizadores:  Dorothy L. Sayers
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 240
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Quando um arquiteto encontra um corpo na banheira do próprio apartamento, não há ninguém mais curioso ― e capaz de investigar o caso ― do que Lorde Peter Wimsey, um veterano de guerra afetado pelo seu tempo em combate que tem fascínio a respeito da resolução de crimes.Com o relato concomitante do desaparecimento de um financista, todos creem que ambos os casos estão interligados, mas em sua investigação, lorde Peter talvez seja levado a certas figuras notáveis da vizinhança. Agora, ao lado do inspetor Charles Parker, eles estão prontos para expor a verdade.Com posfácio de Samir Machado de Machado, Um corpo na banheira é uma envolvente narrativa que comemora 100 anos de publicação.

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Um corpo na banheira lançado pela editora HarperCollins Brasil. O livro é de autoria de Dorothy L. Sayers e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.


"Um Corpo na Banheira", foi o primeiro romance da aclamada série de mistério protagonizada por Lord Peter Wimsey, escrito por Dorothy L. Sayers, esse livro marcou a literatura de detetive no início do século XX. A história gira em torno de Lorde Peter Wimsey, um arquiteto veterano de guerra que desenvolveu um fascínio pela resolução de crimes. 

Quando ele descobre um corpo na banheira de seu próprio apartamento, a curiosidade o impulsiona a investigar o caso. Simultaneamente, há o desaparecimento de um financista, e a crença geral é que os dois eventos estão interligados.

A complexidade da trama de "Um Corpo na Banheira" é evidente nos múltiplos caminhos que Lord Peter Wimsey percorre para desvendar a identidade da vítima e desvendar os motivos por trás do crime. O autor habilmente utiliza a figura do detetive aristocrático para explorar as nuances da sociedade da época, abordando questões como classe social e a moralidade tão vigentes naquela época.


A caracterização de Lord Peter Wimsey é notável, é fácil cair de amores pelo carisma do detetive inteligente e perspicaz, mas também dotado de uma humanidade que o torna cativante. Sayers constrói personagens complexos, cada um desempenhando um papel crucial na trama, contribuindo para a riqueza do enredo. 

A maestria narrativa de Dorothy L. Sayers estabelece este romance como um clássico duradouro no cânone da literatura de detetive, esse foi meu primeiro contato com a escrita da autora e posso dizer que fiquei positivamente surpreendido com toda a forma como o plot é apresentado até sua solução final!

Um detalhe incrível: Lord Peter Wimsey, com sua inteligência afiada e complexidade psicológica, quebrou os estereótipos tradicionais dos detetives da época. Assim, podemos ver a enorme capacidade de Sayers de explorar temas sociais de maneira sutil  que nos mantêm presos na história. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: RAZÃO E SENSIBILIDADE

  Organizadores:   Jane Austen Editora: Faro Editorial Páginas: 288 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. Considerado...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!