.

RESENHA: OS PRÓS E CONTRAS DE NUNCA ESQUECER

22 de abril de 2019




Os Prós E Os Contras De Nunca Esquecer

Autora:  Val Emmich

Editora:
 Intrínseca 
Páginas
: 318 páginas
Resenha escrita por:
 Leonardo Santos
Livro cedido pela editora


Joan Lennon é uma menina de 10 anos com um dom surpreendente: ela é capaz de lembrar, com exatidão de detalhes, tudo que aconteceu com ela. Sabe quantas vezes a mãe disse “ sempre dá certo” nos últimos seis meses, lembra dos dias e dos motivos para ter chorado, mas compreende também que nem todos tê m essa capacidade. A maioria das pessoas, ela sabe, esquece as coisas, mas Joan não quer ser esquecida pelos outros. Então quando depara no jornal com um concurso cultural intitulado “ Próximo Grande Compositor”, ela encontra a resposta: uma boa música é impossível de ser esquecida. Ela só precisa achar o colaborador perfeito. E é aí que entra Gavin Winters.

Amigo de faculdade dos pais de Joan, Gavin é um ator famoso de Los Angeles que no momento enfrenta a dor terrível de ter perdido subitamente o namorado, Sydney. Depois de ter um vídeo seu em surto vazado na internet, Gavin decide dar um tempo na casa dos velhos amigos. Logo que se conhecem, Gavin e Joan fazem um acordo peculiar: ele vai ajudar Joan com a música e em troca a menina vai contar tudo que se lembra de Sydney. Mas o que no início era reconfortante acaba se tornando uma tortura no momento em que Gavin é obrigado a encarar o fato de que o namorado talvez estivesse escondendo alguma coisa.
Joan Lennon possui uma habilidade incrível de lembrar de tudo, aos dez anos a menina tem catalogado todas as vezes e usou sua blusa preferida, todas as vezes em que sua mãe disse uma palavra nos últimos meses e também sabe todas as músicas dos Beatles. Filha de um produtor musical viciado na banda dos garotos de Liverpool, Joan cresceu cercada de instrumentos e sons diferentes, isso aflorou na menina os talentos musicais, e mesmo com dez anos ela já compõe e toca violão.




Joan tem um anseio acima de todos os outros, ser esquecida. É difícil para ela lidar com a questão de que as pessoas esquecem das coisas, como promessas ou memórias importantes, Joan não entende como isso pode acontecer pois graças a HSAM (conhecido como Memória Autobiográfica Altamente Superior), ela não esquece de nada, daí surge essa necessidade da menina de se tornar inesquecível, e pra isso ela segue o exemplo de John Lennon e pretende se tornar imortal através da música. 

A oportunidade perfeita para isso surge quando o concurso de Grandes Compositores é lançado, o vencedor teria sua música divulgada e patrocinada por diversos veículos. Joan vê aí sua chance de fazer com que todos se lembrem dela, porém, com seu pai trabalhando fora cada vez mais, Joan precisa de um companheiro para ajudá-la com a tarefa. Eis que surge Gavin. 

Gavin Winters se tornou famoso por protagonizar uma série de sucesso, entretanto sofre com a perda de seu companheiro, Sydney. Devido a sua perda, Gavin vai passar algum tempo na casa de dois velhos amigos, que acabam sendo pai de Joan. Gavin fica impressionado com a habilidade da menina, um laço é estabelecido entre os dois conforme um trato vai sendo feito. Ele a ajuda com a composição da música e ela relata todas as vezes em que se encontrou com Sydney. Porém, conforme a menina vai contando algumas histórias sobre Syd, alguns detalhes deixam Gavin intrigado sobre o passado de seu parceiro. 

Vamos lá, fui fisgado por esse livro por conta do título e também do rosto do Lennon estampado na capa, decidi que valia a pena uma lida na sinopse para entender sobre o que a obra retratava e fiquei bem instigado e ler por ter tantas referências a uma banda que eu amo tanto. Mesmo não conhecendo o autor (e seria muito difícil eu conhecer, já que essa é a primeira obra dele), solicitei a Intrínseca para fazer essa resenha à vocês. 

Os Prós e Contras de Nunca Esquecer te leva a pensar... O faz você esquecer uma pessoa? Às vezes é bom lembrar de um momento indesejado ou não? Joan e Gavin representam os dois lados da moeda, enquanto uma luta para criar memórias que permaneçam, outro está tentando apagá-las para não sentir mais a dor. Esse dilema é bem explorado nos primeiros capítulos,

A escrita flui com diálogos interessantes, nada muito profundo ou complexo, mas oferece reflexões interessantes a respeito do tema geral. Mesmo sendo uma personagem de 10 anos, Joan tem uma personalidade forte e bem mais adulta do que eu achei que teria, assim, os diálogos com Gavin não ficam tão rasos quanto eu achei que poderia ficar, já que  Gavin conversa com ela como conversaria com uma adulta. Entre os diálogos, creio que a sutileza tenho sido o fator que mais me agradou, como por exemplo o Gavin falando com Joan sobre sua sexualidade, tudo transcorre de forma comum e sem alarde.

Um ponto que me agradou muito foi as referências musicais que lotam as páginas do livro, inclusive levam o título de vários capítulos! Confesso que escutei várias músicas deles enquanto lia o livro e achei incrível algumas informações sobre os músicos que eram reveladas por alguns dos personagens. O interessante também é que o autor não se limita a discografia dos Beatles ou do John Lennon, abrindo assim o leque para mais músicas e artistas diferentes. 

Os capítulos são intercalados entre os pontos de vista dos dois protagonistas, o que eu achei uma boa tática para não cansar o leitor, tal ritmo ajuda na fluidez e nos faz criar ainda mais empatia com os personagens. No livro não a um grande momento, o que pode ocasionar em um final um tanto quanto decepcionante justamente pelo tom morno adotado pelo autor, mas ainda assim analisando a narrativa de modo geral, faz sentido. Porém esperava um pouco mais. 

No geral, Os Prós e Contras de Nunca Esquecer não é um livro que vai ficar gravado na sua memória para sempre, entretanto é uma boa leitura com trechos bem interessantes e uma escrita que, por mais que seja boa, pode ser bem melhorada. A construção dos personagens é o alto que livro que quase carece a narrativa morna adotava pelo autor. 
"Talvez, quando estiver pronto, eu deva parar de tratar essas lembranças como abismos perigosos que tenho que saltar. E, um dia, quem sabe, vou vê-las como bons motivos para comemorar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: MOBY DICK

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels