28 de novembro de 2023

RESENHA: SYMANENTES: O POVO CRISTAL

 



Organizadores: Luiz Felipe Brito Tavares
Editora: Independente
Páginas: 536
Ano de publicação: 2023
Compre através deste link.

Uma leitura fantástica em um livro cheio de mistérios, magias e poderes. Uma leitura para jovens de todas as idades e que prende o leitor em cada página.Na terra existe uma lenda a respeito de um grupo de pessoas com poderes extraordinários. Há relatos de sua presença no planeta desde as primeiras eras da civilização humana. Reza a lenda que seriam descendentes de viajantes dimensionais e registros haveriam apontando sua chegada para mais de 10000 anos atrás.Os Symanentes, ou o povo Cristal possuem poderes fantásticos e sua magia é formidável. Utilizam gemas preciosas que lhes permitem modificar a realidade e viajar entre as dimensões.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Symanentes: O Povo Cristal lançado de maneira independente. O livro é de autoria de Luiz Felipe Brito Tavares e a resenha foi escrita por Leonardo Santos.



No primeiro livro da fantástica série de Luiz Felipe, conhecemos os Symanentes, o povo Cristal, cuja origem é ligada a viajantes dimensionais que teriam chegado à Terra há mais de 10.000 anos. Munidos de poderes fantásticos, esses seres utilizam gemas preciosas para manipular a realidade e viajar entre diferentes dimensões. 

A  trama, ambientada no Brasil, na região sul, desenrola-se em meio a uma lenda que remonta às primeiras eras da civilização humana, revelando a presença de um grupo de seres excepcionais com poderes além da compreensão: a cidade dos Symanentes, escondida entre o planalto norte de Santa Catarina e Curitiba, é um lugar quase que utópico, onde tecnologia avançada e magia se entrelaçam em todos os níveis da sociedade. 




É muito interessante ver como o Luiz criou em sua obra uma fusão de mitologia, lendas antigas e a fascinação por habilidades extraordinárias. A escolha do cenário brasileiro foi um dos pontos fundamentais que me levaram a ler a obra, até porque eu amo narrativas que são ambientadas em terras brasileiras, principalmente quando o autor traz elementos fantásticos e da mitologia nacional para seu enredo. 

Um dos pontos mais positivos desse primeiro volume da série Symanentes pra mim foi o sistema de magia, que centrado no uso de gemas preciosas! Cada gema representa uma habilidade única ao seu portador, e por conta disso as possibilidades de criar plots baseados nesses poderes são infinitas e muito bem utilizadas no decorrer da saga!


Além dos personagens principais, como a Amanda Laura Judith, Alice e mais aloguns outros, temos também a força antagonista: os Nefastos, gostei da forma como essa presença atribuí a narrativa uma tensão muito evidente, que vai crescendo conforme vamos lendo! A complexidade das relações entre esses grupos e os segredos entrelaçados a eles te fazem ler o livro rapidamente, mesmo com suas quase 600 páginas de história. 

Além disso, a notícia de que o livro é o primeiro de uma série, com a perspectiva de quatro a cinco obras, aumenta a expectativa dos leitores. Em uma entrevista dada, o  autor promete uma expansão do universo dos Symanentes em cerca de quatro ou cinco livros no total! Dá pra ver que esse é apenas o início de uma narrativa mais complexa, e sinceramente? Mal posso esperar para que ele lance os próximos volumes!


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leonardo Santos



Olá leitories! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 28 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Guarulhos cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

Equipe do Porão

.

Caixa de Busca

Instagram

Destaque

RESENHA: RAZÃO E SENSIBILIDADE

  Organizadores:   Jane Austen Editora: Faro Editorial Páginas: 288 Ano de publicação: 2023 Compre através deste link. Considerado...

Arquivos

LITERATURA E MÚSICA

LITERATURA E MÚSICA

Posts Populares

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Receba as novidades

Tecnologia do Blogger.

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!