.

RESENHA: CABEÇA DE ALHO

25 de fevereiro de 2021

CABEÇA DE ALHO
Autor(a): Renato Fonseca
Editora: Novo Século

Páginas: 304
Ano de publicação: 2020
Compre através deste link.

Tomas é um especialista em ocultismo que divide seus dias entre negociar favores com entidades e se esconder do mundo em seu apartamento, tendo somente as visitas forçadas de sua irmã para quebrar a rotina. Porém, quando Ana dos Santos, uma adolescente de linhagem nobre, fecha um contrato para desvendar o suposto assassinato de seus pais, o ocultista se vê obrigado a fugir do “ordinário” e assumir a investigação. Ao longo do percurso, Tomas se depara com situações que põem à prova suas convicções e dão a entender que talvez haja alguma verdade por trás das crenças da adolescente. Não importando quanto o ritualista queira negá-las. Neste livro, o real e o além da matéria se misturam, na cidade e na floresta, e se chocam com situações de suspense e surrealismo. Assim é a batalha interna de Tomas, que tenta se impor em meio a uma realidade que sempre dá um jeito de colocá-lo na posição de subalterno. 

 

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Cabeça de alho, lançado pela Novo SéculoO livro é de autoria de Renato Fonseca. 

 

Tomas é um homem que vive em uma rotina sagrada: Quando não está trabalhando está em seu apartamento. Vivendo a parte de qualquer contato desnecessário com a sociedade, Tomas possui um dom (que pode ser visto como uma maldição também), consegue ver através do véu da nossa realidade. 

E através dele existem milhares de entidades em um mundo oposto ao nosso. Esse mundo é repleto de entidades que possuem poderes imensuráveis, capaz de alterar todo o futuro do mundo material.  Tomas então é responsável por fazer a ponte entre esses dois mundos, espécies de rituais de negociação através de simpatias para atrair essas entidades. 

Um novo contrato surge e Tomas vai ao trabalho, ali encontra a contratante: uma menina de 15 anos chamada Ana dos Santos. A garota de família abastada contrata Tomas para descobrir o que supostamente matou seus pais, já que o acidente de carro do qual Ana escapou por pouco foi muito... estranho. Ana acredita que algo ou alguém tenha sabotado o carro. 



Conforme Tomas mergulha no caso, vai descobrindo que o suposto assassino por trás dessas mortes pode pôr todos ali em perigo, inclusive ele próprio. 

Pois bem, a contra-capa do livro Cabeça de alho descreve a história como um "noir fantástico inspirado no mitiscismo e no folclore brasileiro", isso já me deixou BEM animado pra começar a ler... Logo nas primeiras páginas já podemos captar o cenário melancólico e até caótico que é a vida do protagonista. 

Envolto de algum mistério (pois pouco conhecemos de seu passado), a rotina de Tomas é bem auto destrutiva, isso porque quando não está trabalhando, Tomas está bebendo. O relacionamento com sua irmã é delicado e repleto de uma fúria invisível, o que é triste pois ela parece ser a única que se preocupa com ele. 

Conforme vamos conhecendo melhor o protagonista a trama vai ficando mais clara,  principalmente porque aí conseguimos entender o porquê dele agir de determinadas maneiras. A construção do protagonista é incrível e merece um destaque aqui, visto que é ele quem guia toda a trama. 


Trama essa que não seria nada sem o misticismo que a sinopse fala. Renato Fonseca mergulhou a fundo para nos trazer diversos elementos e referências do nosso folclore e isso é INCRÍVEL! Os trechos da história que envolvem os rituais e as conversas com as entidades (principalmente a Senhora dos Sussurros) são alguns dos pontos altos da história, que faz você querer ler mais um pouquinho para ver como aquela situação vai se desenvolver ou ser resolvida. 

Além disso, os personagens secundários também são responsáveis por nos oferecer bons momentos durante a história, Ana dos Santos - a contratante - é uma ótima personagem e sua relação com Tomas é o que sustenta todo o livro. Foi bem legal ver como a interação entre eles vai crescendo ao longo da narrativa até chegar no final. 


Sobre o final, especificamente, eu gostei muito! Se eu falar que fiquei triste (ou feliz) posso estar entregando algum spoiler, portanto não farei isso! Mas posso dizer que o autor criou um cenário empolgante para as últimas páginas, com a criação de um clímax que é resolvido nas últimas partes e apresenta um final fechado. 

A escrita de Renato é ótima, mesmo sendo em terceira pessoa nós conseguimos entrar na cabeça do protagonista em alguns momentos da narrativa e isso ajuda muito na construção geral do livro! O elemento fantástico está muito presente e o mistério do que houve com os pais de Ana vai nos conduzindo de forma elétrica até o final! 

4 comentários:

  1. Leo!
    Vários aspectos me deixaram bem interessada por fazer essa leitura, primeiro o fato de ser uma ficção e pelo visto, bem escrita; por se de um autor nacional qeue ainda não conheço; por trazer nosso folclore brasileiro e por ter ficada intrigada com o título, parra poder descobrir o por quê?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Tomas tem uma particularidade que eu como pessoa, aprecio demais: viver distante da sociedade rs
    Brincadeiras à parte, não é um dom que seja fácil de lidar e a gente até entende este querer se esconder do personagem.
    Mas em contrapartida, Ana parece ser uma menina com tantos segredos.
    Sinto que tem muito mais escondido nessa investigação e sim, eu quero muito ler!
    Beijo


    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Mistério/suspense/investigação são temas que me fascinam e com certeza dou preferência por leituras com essas características! O folclore brasileiro é demais, então achei incrível a junção disso tudo. Lendo a resenha consigo pensar sobre os motivos do nome do livro!

    @yasmindeciles

    ResponderExcluir
  4. Que legal que sua experiência com o livro foi empolgante.
    Achei a premissa interessante, bem amarrada.

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

CLIQUE E PARTICIPE!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: LOIRA SUICIDA

parcerias

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels