.

RESENHA: BUTCHER BOY - INFÂNCIA SANGRENTA

17 de outubro de 2021

 
BUTCHER BOY
Autor(a):  Patrick McCabe
Editora: DarkSide Books

Páginas: 208
Ano de publicação: 2021
Compre através deste link.

A infância é um período de descobertas, em que a imaginação corre solta. Em suas mentes, as crianças dão contornos de fantasia até mesmo aos aspectos mais monótonos e indigestos de sua realidade e, assim, transformam sua vida em aventura. Francis “Francie” Brady, o protagonista de Butcher Boy: Infância Sangrenta, tem essa imaginação poderosa que pode temperar a vida de uma criança, mas também algo a mais. Por trás de uma presumida fachada de inocência, se esconde um coração que pulsa com violência, revolta e indignação.

Fala galera do Porão Literário, tudo certo? Hoje minha resenha é do livro Butcher Boy - Infância sangrenta lançado pela editora DarkSide Books. O livro é de autoria de Patrick McCabe e a resenha foi escrita por Leonardo Santos. 





Irlanda, fim da década de 1950. Em um país assolado por uma série de doenças mentais, acompanhamos a jornada de Francis Brady; um rapaz de 12 anos que sofre por viver em uma família extremamente instável. Com uma mãe com diversas tendências suicidas e um pai ausente e alcoólatra. 


Tudo muda naquela pequena cidade com a chegada dos Nugent, uma família inglesa que se mudou para a Irlanda. Francis então conhece Phillip, o filho dos Nugent, que possui de uma vida de confortos e estabilidade que o Francis sequer sonha. Esses e outros motivos criam uma rixa entre os dois rapazes, Francis, no entanto, parece cravar de uma crueldade bem específica, da qual pouco se associa a "inocência" que geralmente é dada a infância. 

Após um acontecimento que é nos dado logo nas primeiras páginas do livro, a mãe dos Nugent acusa Francis de ser um 'porco', um garoto nojento que não possui civilidade alguma, determinado a mostrar que ele pode ser muito pior que um porco, nós começamos a leitura desse thriller psicológico cruel e nefasto. 


Que leitura intensa! Publicado em 1992, Butcher Boy - Infância Sangrenta causou um grande susto na sociedade irlandesa da época, isso por conta da escrita crua do autor e - em partes - perturbadora. Tanto é que quase 30 anos depois da publicação a obra continua chocando os leitores que se aventuram. 

Por sorte a DarkSide Books trouxe pra gente essa edição espetacular desse clássico moderno. Um dos tópicos que eu achei mais forte na narrativa foi de como a infância do protagonista foi corrompida por elementos externos a ele: sua família, vizinhança e até mesmo o próprio país. 

Isso porque a Irlanda do século passado teve altos índices de transtornos mentais entre a população, assim, McCabe utiliza-se desse cenário para criar o ambiente mais caótico possível, regado de um humor extremamente ácido, acompanhamos como Francis se torna tudo aquilo do qual era chamado. 

Visceral é pouco pra descrever o ápice da crueldade humana, portanto lhe convido a mergulhar nesse mundo - se tiver coragem! 




Nenhum comentário:

Postar um comentário



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

POST DO DIA

RESENHA: CIRCE

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels