.

RESENHA: DIÁRIO BOLIVARIANO

4 de janeiro de 2020



DIÁRIO BOLIVARIANO
Autor: Emerson Alcalde

Editora: Autonomia Literária

Páginas
: 208 páginas
Resenha escrita por:
 Leonardo Santos

Dois jovens oriundos da periferia paulistana embarcam numa viagem à Venezuela. Chegando lá, se deparam com outra realidade, muito diferente daquela exibida pela imprensa. Ambos, com pouco estudo, tentam entender o momento histórico que estão vivendo, travando o primeiro contato com outra nação de culturalmente diferente e que faz e entende política de um modo emocionado e pulsante em suas “calles”. A faísca deste atrito impulsiona mudanças profundas acerca das concepções de mundo dos jovens viajantes. Assim como alguns diários antigos, que sempre traziam consigo um cadeado com chave para guardar segredos, os personagens desta trama buscam uma chave para desvelar o labirinto socialmente construído que impede a ascensão de negros, indígenas e pobres no continente. Como os diários podem ser importantes documentos históricos de testemunho que revelam uma época, o romance Diário Bolivariano descreve um momento singular da América Latina, marcada por ditaduras, revoluções, avanços sociais e golpes.


Fala galera do Porão Literário, como vocês estão? Hoje minha resenha é de um livro que faz parte do Clube Da Vinci,  esse clube de assinatura é INCRÍVEL e trás vários lançamentos todos os meses pros assinantes. O livro da vez é Diário Bolivariano, do autor Emerson Alcalde, lembrando que esse título fez parte do selo indie do plano. Enfim, ficou curioso pela obra? Vamos conhecer um pouco mais sobre!




Dois amigos que vivem no ramo do teatro são convidados para trabalhar em um evento na Venezuela, nenhum dos dois conhece a situação social e econômica do país, apenas o que a mídia brasileira subjetivamente relata. Logo, ambos são movidos a curiosidade e acabam aceitando a oferta de emprego, no entanto, encontram problemas para chegar até lá, já que o voo de Guarulhos até a Caracas (capital do país), era extremamente caro. É a partir daí que começa uma viagem longa em direção a capital estrangeira. 

Minha primeira reação ao começar a ler Diário Bolivariano foi de realmente estar lendo um diário. Ao longo da história diferentes relatos de grandes momentos foram recuperados e catalogados como artefatos históricos (como Anne Frank, por exemplo). Aqui, temos um quê de historicidade numa história que começa com uma vibe bem Kerouac. 

Esses elementos de book road são bem presentes no decorrer do livro, conforme vamos acompanhando os dois personagens em suas viagens até o local do evento, a forma desconstruída que Emerson Alcalde propõe funciona muito bem na narrativa, deixando-a com um aspecto mais de diário mesmo, ou seja, pessoal e informal. 


Talvez o ponto que mais tenha me chamado a atenção foi o social que Alcalde trás pra história, achei MUITO interessante essa abordagem a cultura de um país que até então eu pouco conhecia, o que eu conhecia sobre a Venezuela era justamente o que os protagonistas deste livro conheciam antes da viagem, e conforme eles desbravavam a política e história do país eu também fui conhecendo um pouco mais sobre. Acredito que um dos maiores potenciais de um livro seja a capacidade de fazer você conhecer culturas novas, e Diário Bolivariano acerta em cheio nesse ponto. 

A imersão em sociedades diferentes das nossas se torna essencial para conseguirmos entender o porquê de sermos diferentes (justamente para aceitar essas diferenças). Fiquei impressionado com o amadurecimento do protagonista conforme as páginas vão passando, realmente é de arrepiar a reflexão proposta!

A edição da editora Autonomia está impecável, por mais que o livro não tenha orelha (o que me estranhou no começo), a edição está tão bem diagramada que eu fiquei apaixonado! A escolha do Clube da Vinci em propagar este livro foi mais do que certa, o mais incrível é que eu tive uma leitura maravilhosa de um livro que, se eu fosse em uma livraria comum, infelizmente acredito que eu não acharia nas prateleiras.

19 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Confesso que não conhecia o livro, autor e a editora, mas achei interessante a ideia de ser um book road e a história acontecer conforme vão viajando e passando por lugares diversos. Outro fato positivo é a possibilidade de conhecer um pouco uma cultura distinta da nossa. Parabéns pela resenha, ficou legal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esses pontos são incríveis e muito abordados no livro!

      Muito obrigado pela visita!

      Excluir
  2. Ainda não tinha visto esse livro em nenhum lugar, mas pela sua resenha fiquei completamente interessada para saber o desenrolar dessa história.
    Irei ver se compro!
    Mandou bem ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história é maravilhosa, me prendeu desde o comecinho do livro

      Muito obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Oi Leonardo, tudo bem? Primeiramente, muito obrigado por compartilhar. O tema é mais que atual e a dificuldade em encontrar o livro em lugares "convencionais", como você coloca, dá ainda mais valor à divulgação.

    Sem querer entrar na discussão política, acho que esse tipo de obra é muito interessante do ponto de vista da perspectiva, contudo, em todos os similares que já li, nunca vai além disso. A visão passada sempre será a visão do autor. Se um terceiro passar pela mesma experiência seguramente apresentará outro ângulo, talvez complementar, talvez oposto, mas dificilmente o mesmo. Nesse caso, o que costumo fazer é sempre buscar a antítese, assim consigo criar minha própria síntese.

    Finalmente, isso que você coloca, que "... a imersão em sociedades diferentes das nossas se torna essencial para conseguirmos entender o porquê de sermos diferentes" é muito bonito e concordo integralmente.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o seu argumento, até porque toda experiência é bem subjetiva, assim como a nossa visão de mundo, não é? Com a política não poderia ser diferente

      Muito obrigado pelo seu comentário, atribuiu em muito pra minha resenha!

      Excluir
  4. Olá,

    Gosto muito de livros que trazem essa coisa de diários, pois sempre conseguem me imergir dentro das páginas e me fazer curtir bastante a leitura. Gosto muito de obras que me fazem conhecer outra cultura, então esse foi um ponto que já me agradou bastante. Arrasou na resenha, me deixou querendo mais!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah que legal Alice, fico muito feliz por ter te instigado a pesquisar mais a respeito disso.

      Muito obrigado pela visita!

      Excluir
  5. Olá!

    Não conhecia o livro, mas fiquei intrigada para saber o que esses dois amigos irão enfrentar durante essa viagem deles. Pelo que li já começou de uma forma nem tão agradável, já que a passagem estava com um preço elevado.
    O único livro que me recordo de ler em forma de diário foi o de Anne Frank e AMEI a história dela, tentarei realizar mais leituras nesse estilo futuramente.

    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, sim! Anne Frank é incrível e me emocionei muito com a história dela

      Excluir
  6. Livros tipo diários estão entre os meus favoritos! Sobre este especificamente eu confesso que ainda não conhecia, mas achei super interessante a abordagem sociopolítica que ele traz. Vou anotar tua dica! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeee, espero que aprecie a leitura desse livro, porque realmente é uma experiência!

      Excluir
  7. Olá Léo,
    Eu não conhecia o autor e nem a editora, mas achei bem interessante o enredo, já coloquei na lista. E não conhecia o clube.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah dá uma pesquisadinha sobre o clube da vinci, creio que você irá amar

      Excluir
  8. Adorei a sua resenha, me deixou bem interessada pela leitura, gosto de aprofundar sobre novas culturas e formato diário é um tipo de ivro que me agrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito mais gostoso de se ler quando é em formato de diário, né? Espero que você goste da leitura (se a fizer um dia!)

      Excluir
  9. Oi,tudo bem ?

    Não conhecia a obra, mas a proposta e o fato de ter esses relatos em forma de diário nos intriga bastante. Sua resenha soube apresentar a obra e não deixou dúvidas de que está é uma ótima indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah que ótimo que você gostou! Fico feliz de ter te animado pra ler esse livro incrível

      Excluir
  10. Olá Leonardo. Bom dia. Que bonita resenha.
    Encontrei por acaso pesquisando no google. Muito obrigado. Fico muito feliz em saber que você leu e dedicou um tempo a escrever sobre ele. Que alegria. Valeu mesmo
    Um abraço e parabéns pelo trabalho. Mais que necessário.
    Emerson Alcalde

    ResponderExcluir



Olá leitores e leitoras! Meu nome é Leonardo Santos, tenho 24 anos, sou de São Paulo mas atualmente estou em Minas Gerais cursando Letras! Minha paixão pela leitura começou desde muito cedo, e é um prazer compartilhar minhas leituras e experiência com vocês!

.

Caixa de Busca

Conheça a equipe do Porão!

SIGA O PORÃO LITERÁRIO!

PROJETO "LENDO CLÁSSICOS"

SIGA NO INSTAGRAM

Categorias

ÚLTIMAS LISTAS LITERÁRIAS

Facebook

Arquivos

Leitura coletiva PJO

LITERATURA E MÚSICA

Tecnologia do Blogger.

HQ'S e Graphic Novels